[views count="1" print="0"]

Pressionado, Cruzeiro terá intertemporada

O Cruzeiro terá uma intertemporada de trabalho em outubro em meio à pressão que sofre por melhores resultados no Campeonato Brasileiro.

O Cruzeiro terá uma intertemporada de trabalho em outubro em meio à pressão que sofre por melhores resultados no Campeonato Brasileiro. O técnico Zé Ricardo terá 12 dias sem jogos e desafios para dar uma resposta em campo no encontro com o Cuiabá, dia 14, um sábado, na Arena Pantanal. Com 30 pontos em 25 jogos disputados, o Cruzeiro terá cinco jogos neste mês de outubro, sendo dois confrontos diretos contra o rebaixamento.

O primeiro jogo, no Mato Grosso, e o penúltimo, contra o Bahia, em casa, dia 25. Ainda terá o clássico com o Atlético, em 22 de outubro, na condição de visitante. Ainda jogará no Mineirão contra o Flamengo (19 de outubro), e diante do Fortaleza, em data e horários a serem definidos. Zé Ricardo precisará trabalhar alguns pontos no time para esses jogos.

Um dos pontos de grande crítica ao Cruzeiro é o desempenho ofensivo. O time convive com um jejum de gols de grande parte dos seus atacantes, incluindo titulares como Wesley e Arthur Gomes. O setor é o terceiro pior do Brasileiro com 24 gols e atrás de Internacional e Goiás, ambos com 20 gols. Neste ponto, o trabalho é na parte anímica e na física. Após a partida, alguns jogadores citaram a “ansiedade” como um dos fatores que atrapalharam o Cruzeiro no empate com o América-MG por 1 a 1. Atletas como Wesley, Nikão e Gilberto vêm sendo vaiados sistematicamente.

A parte física também está entre os desafios. O lateral Wesley Gasolina e o meia Matheus Pereira terão tempo maior para evoluírem em suas etapas finais de recuperação. Assim, poderão virar opção contra o Cuiabá. Vencer como mandante é uma das grandes pedras no sapato do Cruzeiro. O time é o terceiro pior mandante do Brasileiro, com 14 pontos conquistados em 13 jogos, com campanha melhor que o América-MG (13) e Coritiba (12), os dois últimos da tabela.

Em outubro, o time terá duas partidas em casa. Uma contra o Flamengo, provavelmente com novo treinador, e depois um novo confronto direto contra o rebaixamento: o Bahia, que está na zona do rebaixamento e a cinco pontos do Cruzeiro.

Tem sido constantes também os protestos da torcida do Cruzeiro em jogos como mandante. O desempenho e os resultados não agradam à grande parte dos torcedores. Ronaldo Fenômeno e alguns atletas já foram alvos de xingamentos durante a campanha do Brasileiro.

Reflexo do desempenho na temporada tem sido o programa de sócios. Apesar de o time ter levado bons públicos nos últimos jogos no Mineirão, a modalidade associativa chegou a menos de 50 mil, ficando longe da meta estipulada por Ronaldo Fenômeno no começo do ano. Outubro reserva mais dois confrontos direitos. O primeiro contra o Cuiabá, com 32 pontos e dois a mais que o Cruzeiro, na Arena Pantanal. O segundo será contra o Bahia, como mandante. O time tem demonstrado dificuldade em jogos contra time que lutam contra o Z-4.

Como mandante, o Cruzeiro não venceu América-MG, Goiás e Coritiba, os três na zona do rebaixamento. O Bahia, outro fora do Z-4, ficou no empate com a Raposa, jogando fora de casa.

Pressionado, Cruzeiro terá intertemporada
ZÉ RICARDO quebra a cabeça para pôr o Cruzeiro nos trilhos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Coelho e Galo brigam por classificação
Coelho e Galo brigam por classificação
América tem aproveitamento melhor de quando foi campeão
América tem aproveitamento melhor de quando foi campeão
Atlético terá quatro desfalques no clássico
Atlético terá quatro desfalques no clássico
Triangular de vôlei agitou a quadra do Bairro São João
Triangular de vôlei agitou a quadra do Bairro São João
Clássico América x Atlético terá juiz de fora
Clássico América x Atlético terá juiz de fora
Cruzeiro estreia contra o Souza na Paraíba
Cruzeiro estreia contra o Souza na Paraíba
Cruzeiro divulga relacionados para estreia na Copa do Brasil
Cruzeiro divulga relacionados para estreia na Copa do Brasil
Grandes ainda correm risco de eliminação
Grandes ainda correm risco de eliminação
Associação Jaíba Olímpica firma parceria com a Vale S/A
Com novo técnico, América vai tentar ser campeão após 7 anos
Itabirito vende o mando de campo e pegará o Atlético em Brasília/DF
Atlético pode repatriar Bernard
Fernando é demitido do cargo de técnico da Seleção Brasileira
Sedese divulga sedes dos Jemg
América passa por mudanças na zaga, calcanhar de Aquiles em 23
I Feira Empreendedora da Escola Caio Martins aconteceu em Januária
BANNER 2
Rotary presta homenagens ao comemorar 30 anos
Dino toma posse como ministro do STF
Carreta carregada de gesso tomba na Serra de Francisco Sá
Perseguição da PM termina em prisão e recuperação de caminhonete em Patis
Justiça Federal determina retorno de montes-clarense para tratamento em MG