[views count="1" print="0"]

Comissão aprova política de incentivo ao consumo do etanol

A Comissão de Minas e Energia aprovou parecer favorável ao PL 1.159/23 que cria a Política Estadual de Incentivo ao Consumo do Etanol.

A Comissão de Minas e Energia aprovou parecer favorável ao PL 1.159/23 que cria a Política Estadual de Incentivo ao Consumo do Etanol. A proposição tramita em 1º turno na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e foi relatada pelo presidente da Comissão, deputado Gil Pereira, do PSD, que opinou pela aprovação da proposta na forma do substitutivo nº 1 (CCJ), mais um passo rumo à apreciação e aprovação do Plenário.

O projeto, de autoria do deputado Raul Belém, detalha que a política a ser criada terá como slogan “Na hora de abastecer, escolha o etanol”, buscando conscientizar o consumidor sobre a importância ambiental e econômica do combustível e valorizá-lo como produto agropecuário mineiro.

O deputado destacou que o segmento sucroenergético se destaca pelo vigor tecnológico e pelas soluções ambientais desenvolvidas: “Avanços essenciais à qualidade do trabalho, redução da pegada de carbono, sustentabilidade do cultivo e do processo industrial, impactando na consolidação de múltiplas fontes de emprego e renda, envolvendo o etanol, o açúcar e a energia elétrica”.

“Isso culmina em elevada competitividade global, o que coloca o setor entre os destaques do mundo do agronegócio. Sua expansão levou Minas Gerais à segunda posição na produção de etanol do país”, ressaltou Gil Pereira. “Consideramos que o Poder Público pode dedicar ao setor e ao seu principal produto, o etanol, ações e políticas de valorização que o impulsionem ainda mais no Estado e no país”, ponderou o relator.

FROTA FLEX DO ESTADO – A proposta conta com os objetivos gerais de incentivar o consumo do etanol, de promover o agronegócio, o setor sucroenergético e os produtores rurais, bem como a prática da agricultura de baixo carbono. O texto contém dispositivos que determinam uso prioritário do combustível na frota de veículos flex do Estado e de suas entidades, condicionado à vantajosa relação de custo do etanol com o da gasolina.

A CCJ observou que a instituição da política pública proposta pelo Projeto de Lei avança sobre temas de iniciativa do Executivo e, por isso, propôs o substitutivo nº 1. O deputado apoiou a aprovação da matéria, com os aprimoramentos trazidos pela CCJ e emenda apresentada, que prevê entre as diretrizes estimular as microdestilarias, de modo geral, e também a criação de microdestilarias de base associativista como forma de incentivar o consumo de etanol pelos agricultores associados.

Comissão aprova política de incentivo ao consumo do etanol
Gil Pereira defende a política de incentivo ao consumo do etanol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Vereadores destacam seminário que revela clima árido na região
Vereadorese revela clima árido na região
Minas Gerais larga na frente rumo à COP 30
Minas Gerais larga na frente rumo à COP 30
Bancada cobra ações para enfrentar a seca
Bancada cobra ações para enfrentar a seca
Santiago destaca união para construção de ponte
Santiago destaca união para construção de ponte
Amams celebra reconhecimento de emergência
Amams celebra reconhecimento de emergência
Montes-clarense assume presidência do CNPG
Montes-clarense assume presidência do CNPG
Condel da Sudene aprova financiamento do FNE
Condel da Sudene aprova financiamento do FNE
Dólar dispara para R$5,43 após desgaste de Haddad com Senado e discurso de Lula
Dólar dispara para R$5,43 após desgaste de Haddad com Senado e discurso de Lula
Prefeituras recebem R$ 3,9 bilhões de FPM
Minas cobra recursos de concessões ferroviárias proporcionais à sua malha
Lula defende taxação de super-ricos
Câmara homenageia Usina de Biocombustível Darcy Ribeiro
Amams sediará capacitação de programa para prefeituras
Vereadores destacam obras de mobilidade
Câmara quer aposentadoria especial para caminhoneiros
Prefeituras receberam primeiro FPM de junho
Prefeituras recebem R$ 3,9 bilhões de FPM
Minas cobra recursos de concessões ferroviárias proporcionais à sua malha
Vereadorese revela clima árido na região
Minas Gerais larga na frente rumo à COP 30
Região já tem municípios no clima árido