[views count="1" print="0"]

Com bagagem, Autuori tenta salvar o Cruzeiro

Paulo Autuori foi o nome escolhido para o comando do Cruzeiro até o fim desta temporada. O diretor celeste ocupa a vaga de treinador deixada por Zé Ricardo no último domingo.

Paulo Autuori foi o nome escolhido para o comando do Cruzeiro até o fim desta temporada. O diretor celeste ocupa a vaga de treinador deixada por Zé Ricardo no último domingo. A missão do novo técnico é salvar o time do rebaixamento. Autuori está no clube como diretor técnico desde agosto deste ano. O Cruzeiro informou que “após debates e análises sobre o próximo comandante da equipe, Paulo Autuori atendeu à solicitação da diretoria do Cruzeiro Esporte Clube – SAF para integrar interinamente a comissão técnica da equipe principal”.

O treinador do sub-20, Fernando Seabra, e o auxiliar permanente, Vinicius Rovaris, vão compor a comissão que vai acompanhar Autuori nos próximos seis jogos. O time chegou a tentar a contratação de Vanderlei Luxemburgo, mas sem sucesso. O Cruzeiro afirma que “o objetivo é que o clube mantenha o seu alinhamento operacional interno e concentre todas as forças e energias para os próximos seis jogos da competição”.

O novo treinador pega o time em 17º lugar, com 37 pontos, um a menos que o Bahia, primeiro time fora da zona do rebaixamento. O Cruzeiro tem dois confrontos diretos com clubes que também lutam contra o descenso para a segunda divisão. Vasco e Goiás são jogos importantíssimos para a permanência do time na série A. Paulo Autuori já tem três passagens pelo Cruzeiro como técnico. A primeira foi em 1997, quando conquistou a Libertadores. Ainda trabalhou na Toca em 2000 e 2007. O retorno para a função de diretor técnico, trabalhando próximo à comissão e ao elenco, ocorreu no início de agosto.

Autuori tem 67 anos e vasta experiência no futebol, seja como técnico ou fora das quatro linhas. O último trabalho foi como treinador do Atlético Nacional, da Colômbia, mas, antes disso, vinha exercendo funções nos bastidores. Também à beira do campo, conquistou a Libertadores e o Mundial de 2005, com o São Paulo, além do Brasileirão de 1995, com o Botafogo. Acumula ainda passagens por Bulgária, Catar, Japão, Peru e Portugal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

América projeta fechar fase na primeira colocação geral
América projeta fechar fase na primeira colocação geral
CRUZEIRO MIRA O 1º LUGAR GERAL CONTRA UBERLÂNDIA EM BH
Cruzeiro mira o 1º lugar geral contra Uberlândia em BH
ATLÉTICO BUSCA VAGA NAS SEMIFINAIS
Atlético busca vaga nas semifinais
Corrida José Nardel voltará a ter 21 km em 30 de junho
Corrida José Nardel voltará a ter 21 km em 30 de junho
Técnico poderá fazer testes no Cruzeiro
Técnico poderá fazer testes no Cruzeiro
Coelho e Galo brigam por classificação
Coelho e Galo brigam por classificação
América tem aproveitamento melhor de quando foi campeão
América tem aproveitamento melhor de quando foi campeão
Atlético terá quatro desfalques no clássico
Atlético terá quatro desfalques no clássico
Atlético fica fora do top 10 dos patrocínios
América tenta avançar em Maringá
Associação Jaíba Olímpica firma parceria com a Vale S/A
Com novo técnico, América vai tentar ser campeão após 7 anos
Itabirito vende o mando de campo e pegará o Atlético em Brasília/DF
Atlético pode repatriar Bernard
Fernando é demitido do cargo de técnico da Seleção Brasileira
Sedese divulga sedes dos Jemg
BANNER 2
Escola supera marca de quase 700 mil certificações
Jovem preso com drogas em Janaúba
PC conclui inquérito sobre desvio de verbas públicas
Acusado de matar jovem no dia do aniversário pega 16 anos de prisão
Jovem baleado pula muro de casa e é socorrido por populares