Vereadores recorrem à ALMG para cobrar serviços da Cemig

A qualidade do serviço prestado pela Cemig, principalmente na zona rural de Montes Claros, foi um dos assuntos debatidos na reunião ordinária da Câmara Municipal, na última terça-feira. Além de criticar o trabalho da empresa, vereadores decidiram buscar apoio da Bancada do Norte de Minas na Assembleia Legislativa para cobrar da companhia energética, melhorias.

A qualidade do serviço prestado pela Cemig, principalmente na zona rural de Montes Claros, foi um dos assuntos debatidos na reunião ordinária da Câmara Municipal, na última terça-feira. Além de criticar o trabalho da empresa, vereadores decidiram buscar apoio da Bancada do Norte de Minas na Assembleia Legislativa para cobrar da companhia energética, melhorias.

O Vereador Marcos Nem, do PSC, pediu apoio dos parlamentares para formar uma comitiva e reunir com os presidentes da Assembleia Legislativa, Tadeu Martins Leite, do MDB, com o da Cemig, Reinaldo Passanezi Filho e também com os demais deputados que representam o Norte de Minas. “As reclamações são constantes e o descaso é grande. Quando ligo para a companhia, como parlamentar, a resposta que tenho é que não há investimentos”, destacou o vereador, que ainda alertou sobre a situação, que de acordo com ele, não pode continuar porque os produtores precisam da energia para produzir e guardar alimentos. “Infelizmente o descaso da Cemig com o pequeno produtor, o homem do campo, é grande”, finalizou Marcos Nem.

Vice-presidente da Casa, vereadora Maria Helena Lopes, do MDB, destacou a importância da formação de comitiva para buscar explicação e cobrar solução para o serviço da Cemig. “Vamos unir forças e, com o presidente da Assembleia, exigindo investimentos, mais compromisso da Cemig com a população de Montes Claros, principalmente da zona rural. Nós exigimos uma resposta. São usuários que pagam pelo serviço e não são atendidos como deveriam”, disse a legisladora.

COPASA – A qualidade da água e a elevada tarifa cobrada pela Copasa também foi questionada na reunião. O vereador Reinaldo Carrapicho, do Republicanos, disse que muitos moradores já mostraram a situação da água que chega em suas casas e mesmo assim o valor é alto. Cobrou explicação formal da empresa e pediu apoio de seus pares para fazer uma visita formal à empresa para buscar solução para o problema, que pode prejudicar a saúde da população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
Idosa encontrada morta no Rio São Francisco
Idosa encontrada morta no Rio São Francisco
Escoras são colocadas em prédio de 16 andares com risco de cair
Escoras são colocadas em prédio de 16 andares com risco de cair
Estrada que liga Nova Matrona à MG-404 está perto de ser concluída
Estrada que liga Nova Matrona à MG-404 está perto de ser concluída
Mais de 10 mil farão provas na cidade
Mais de 10 mil farão provas na cidade
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
Pitbull ataca idoso em comunidade rural
Pitbull ataca idoso em comunidade rural
Associação Grupo da Melhor Idade recebe veículo novo
Associação Grupo da Melhor Idade recebe veículo novo
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG
Pintor cai de andaime após receber descarga elétrica
Copasa inicia obras para ampliar oferta de esgotamento sanitário
Prefeituras recebem primeiro FPM de abril
Grupo de Trilheiros dá suporte
Trilheiro passa mal e é resgatado pelo CB
Prefeitura anuncia asfalto em Marcela
Circuito de Hipismo acontece neste sábado em Montalvânia
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Lava-jato era usado com o ponto de tráfico de drogas
Recurso vai definir se polícia pode criar site para identificar envolvidos
Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG