[views count="1" print="0"]

TSE inicia produção das novas urnas eletrônicas

A produção das novas urnas eletrônicas, modelo UE 2022, teve início na última quinta-feira, 4, em Ilhéus (BA). O lote inicial será de 300 unidades.

A produção das novas urnas eletrônicas, modelo UE 2022, teve início na última quinta-feira, 4, em Ilhéus (BA). O lote inicial será de 300 unidades. A previsão é de que sejam produzidos 219.998 equipamentos até fevereiro do ano que vem, para serem utilizados nas Eleições 2024. Esta será a segunda maior produção da história, ficando atrás apenas das 225 mil urnas UE 2020, fabricadas para as Eleições 2022.

A urna eletrônica tem uma vida útil de 10 anos (aproximadamente seis eleições). Logo, o próximo pleito contará não só com as novas urnas, mas também com as de modelos 2020, 2015, 2013 e, eventualmente, 2011. Os equipamentos de 2009 e de 2010 provavelmente serão descartados. As duas últimas grandes produções (UE 2020 e UE 2022) visam, além de modernizar o sistema, substituir os aparelhos que não serão mais utilizados.

Rafael Azevedo, coordenador de Tecnologia Eleitoral (Cotel) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), explica que, devido ao cenário pandêmico, houve pequeno atraso na execução do projeto das novas urnas, que é de 2020 e totalmente desenvolvido pela Justiça Eleitoral.

De acordo com ele, há uma equipe da Cotel presente na fábrica em Ilhéus para fiscalizar o processo produtivo. “Todos os lotes de urna eletrônica, que contêm até 50 unidades cada, passam por uma auditoria de qualidade pelo TSE. Nós aprovamos uma amostra desse lote e também fazemos uma auditoria de segurança na fábrica”, acrescenta o coordenador. As 300 urnas a serem produzidas inicialmente serão entregues ao próprio TSE e a alguns Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

TESTES – Depois de realizados vários testes de qualidade nos protótipos, as urnas são submetidas a testes de resistência (tempo funcionando, temperatura etc.) realizados pelo Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, para avaliar se a urna está corretamente projetada e adequada. Também são feitos simulados, tanto com as novas quanto com as urnas mais antigas, para testar o ecossistema da urna.

Os equipamentos UE 2022 também serão submetidos ao Teste Público de Segurança (TPS), instituído pelo TSE. Qualquer brasileiro poderá testar a segurança e as funcionalidades da urna e, se achar necessário, apresentar propostas à Justiça Eleitoral. “Se encontrarem alguma vulnerabilidade, eles apresentam as sugestões para correção”, informa Rafael Azevedo.

EVOLUÇÃO – O coordenador de Tecnologia Eleitoral ainda afirma que esse novo projeto é quase idêntico ao da UE 2020. “Vai haver aperfeiçoamento no que a gente percebeu de problema em 2020. Mas, como a de 2020 foi o grande salto, foi muito exitosa, foi muito boa, não tem muito o que mudar, não tem por que mudar”, esclarece. Ele ainda destaca que a produção de urnas é um processo muito delicado, mesmo com o modelo atual sendo similar ao último produzido. “A gente tenta fazer a parte preventiva com muito afinco para não dar problemas depois”, conclui.

TSE inicia produção das novas urnas eletrônicas
Novas urnas eletrônicas para as eleições do próximo ano começaram a ser fabricadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

COMITÊ DEFINE AÇÕES DE PROTEÇÃO DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES
Comitê define ações de proteção das crianças e dos adolescentes
Secretaria anuncia retorno das aulas do Proerd
Secretaria anuncia retorno das aulas do Proerd
Presidente da AL defende moradias populares
Presidente da AL defende moradias populares
Senado analisa projeto que isenta comprador de custas de cartório
Senado analisa projeto que isenta comprador de custas de cartório
Governo começa a pagar Cartão Pipa
Governo começa a pagar Cartão Pipa
População de Pirapora recebe mais 200 Cartões Feira
População de Pirapora recebe mais 200 Cartões Feira
Conselho Tutelar denuncia falta de apoio da Prefeitura
Conselho Tutelar denuncia falta de apoio da Prefeitura
Bolsa Família paga R$ 18 milhões a 26,7 mil famílias em M. Claros
Bolsa Família paga R$ 18 milhões a 26,7 mil famílias em M. Claros
Somente 20% das brasileiras conhecem a Lei Maria da Penha
Vereador garante aplicação de lei em benefício de deficientes
Comissão aprova inclusão de jovens de 18 a 21 anos no Bolsa Família
Ipsemg oferecerá serviço de Assistência Domiciliar
Cliente vai ser indenizado por erro na entrega de ternos
Sejusp e OAB firmam parceria para atendimentos em unidades prisionais
Prefeitura garante continuidade da merenda na transição de ano
Comitê avalia situação da população de rua
BANNER 2
Escola supera marca de quase 700 mil certificações
Jovem preso com drogas em Janaúba
PC conclui inquérito sobre desvio de verbas públicas
Acusado de matar jovem no dia do aniversário pega 16 anos de prisão
Jovem baleado pula muro de casa e é socorrido por populares