Sudene dará atenção às mulheres neste ano

Mulheres dona de negócios localizados na área de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) terão condições especiais para obtenção de crédito por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Mulheres dona de negócios localizados na área de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) terão condições especiais para obtenção de crédito por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Apresentada na última quinta-feira, a programação final de aplicação de recursos do fundo regional confirmou mais facilidades para o público empreendedor feminino. O evento contou com a participação do diretor de Fundos, Incentivos e de Atração de Investimentos da Sudene, Heitor Freire.

“A programação é resultado dos debates que realizamos com o setor produtivo da região. O fortalecimento do ambiente de negócios regional com maior participação do público feminino é um compromisso da Sudene”, comentou Freire. A medida inédita confirmada pelo colegiado busca beneficiar mulheres produtoras rurais, empresárias, empreendedoras e microempreendedoras individuais, com exceção das beneficiárias do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf. Para ter acesso à iniciativa, é necessário que pelo menos 40% do quadro societário dos empreendimentos interessados seja feminino.

Os financiamentos concedidos pelo FNE para este público passarão a contar com aumento no prazo total de financiamento em até dois anos, incluindo um ano adicional de carência. O percentual do financiamento de capital de giro associado será de até 40% do investimento total.

O FNE Mulheres empreendedoras também amplia o limite de financiamento de projetos, independentemente do objetivo e localização das empresas. Neste caso, empreendimentos classificados como mini/micro, pequeno e pequeno-médio contam com até 100% de financiamento. Já os enquadrados na categoria Médio I poderão financiar até 95% do valor total do projeto.

Para o superintendente da Sudene, Danilo Cabral, propor políticas afirmativas na gestão dos recursos dos fundos regionais é uma ação da Sudene que dialoga com a determinação do Governo Federal de democratizar o acesso ao crédito. “O público feminino é parte vital da economia da área da Sudene. Com estas condições propostas para o FNE, queremos criar mais espaços de empoderamento e acesso ao crédito de forma descomplicada, facilitando o financiamento”, comentou o dirigente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
DPMG realizará mutirão em São Francisco
DPMG realiza Mutirão das Famílias nesta sexta
Fórum abordará influência das redes na carreira profissional
Fórum abordará influência das redes na carreira profissional
Lote sujo preocupa moradores e comerciantes
Lote sujo preocupa moradores e comerciantes
Empresa vencedora vai executar obra de cratera
Empresa vencedora vai executar obra de cratera
Entidades empresariais realizam o Acelera 3.0 na cidade no dia 22
Entidades empresariais realizam o Acelera 3.0 na cidade no dia 22
Com uso de drone, homem desaparecido é encontrado
Com uso de drone, homem desaparecido é encontrado
Obra da ponte do JK avança e deverá ser concluída em maio
Obra da ponte do JK avança e deverá ser concluída em maio
Jovem que ingeriu colher deixa hospital sem finalizar tratamento
Projeto MP em Movimento será lançado hoje em MOC
TRE instala posto temporário na Assembleia Legislativa
Amams promoverá encontro para discutir assistência social
Januária passará por inspeção técnica na Comarca
Lançamento será em Montes Claros no dia 18
Secretário exalta relevância de programa que atende a região
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG
Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
Reforço na fiscalização ambiental em Minas
Dupla detida suspeita de tráfico de drogas
Homem condenado a 14anos de prisão por homicídio
Pássaros da fauna silvestre apreendidos