[views count="1" print="0"]

SRS reforça a importância do diagnóstico precoce

Investimento nas ações de educação em saúde da população, com foco na adoção de medidas de prevenção, entre elas, a adoção de hábitos saudáveis de vida, foram alguns dos temas abordados no webnário “Outubro Rosa

Investimento nas ações de educação em saúde da população, com foco na adoção de medidas de prevenção, entre elas, a adoção de hábitos saudáveis de vida, foram alguns dos temas abordados no webnário “Outubro Rosa – Aspectos relacionados ao câncer de mama e ao câncer do colo de útero que todo profissional de saúde deve saber”, realizado quinta-feira (26 de outubro), pela Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros (SRS).

O evento contou com a participação de profissionais que atuam em serviços de Atenção Primária em Saúde (APS) de 54 municípios que integram a área de atuação da SRS. A APS é a principal porta de entrada da população nos serviços mantidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A referência técnica em atenção à saúde da mulher e da criança na SRS de Montes Claros, Ludmila Gonçalves Barbosa destaca que, “por mais que todos os anos durante o Outubro Rosa o câncer de mama e de colo de útero seja um assunto muito abordado nos serviços de saúde e perante a população, a atualização dos profissionais que atuam nos serviços de atenção primária se faz necessária a fim de que as ações voltadas para o diagnóstico precoce e o tratamento das mulheres acometidas por tais agravos seja viabilizado em tempo oportuno possibilitando, com isso, a redução da mortalidade”.

Ao falar sobre “Cancer de Mama: o que todo profissional de saúde deve saber”, a médica mastologista da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da SRS de Montes Claros, Carolina Lamac Figueiredo reforçou que desde 2021 o câncer de mama é um problema de saúde pública. Isso porque, é o agravo maior causador de óbitos no mundo, tendo causado 18 mil 139 mortes no Brasil em 2021.

“Entre outros tipos de agravos, o câncer de mama chega a uma taxa de 11,7% casos novos por ano, correspondendo a 2,3 milhões em todo o mundo. No Brasil, a estimativa é de que entre 2023 e 2025 sejam diagnosticados 73 mil 610 novos casos de câncer de mama por ano”, alertou a médica.

Entre os principais fatores de risco da doença estão: a mulher não ter filhos ou a primeira gestação ocorrer após os 30 anos de idade; não amamentar; uso de hormônios; consumo abusivo de álcool; obesidade; sedentarismo; má alimentação e estresse.

“Trinta por cento dos casos de câncer de mama podem ser evitados pelas mulheres com a adoção de hábitos de vida saudáveis. Além disso, a realização de exames de mamografia diagnóstica a partir dos 40 anos de vida é importante, a fim de detectar a existência de lesões antes que elas se tornem palpáveis. A maioria dos casos ocorre entre os 40 e 50 anos de idade. Quando descoberto de forma precoce, o câncer de mama tem 95% de cura”, pontuou a médica.

Para o diagnóstico precoce do câncer de mama, a médica destacou a importância de os serviços de saúde investirem no diagnóstico da doença por meio do exame de mamografia. “O ideal é que 70% das mulheres sejam submetidas ao exame anualmente, porém em Minas Gerais esse percentual está abaixo de 25%. Com isso, o diagnóstico em estágio avançado ocasiona tratamentos mais agressivos, pior prognóstico e aumento da mortalidade”, ressaltou Carolina Lamac.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Mutirão de limpeza contra o Aedes aegypti mobiliza 35 municípios
Mutirão de limpeza contra o Aedes aegypti mobiliza 35 municípios
Santa Casa de Montes Claros A Unilever anunciou um investimento de R$ 80 milhões para a Unilever investe R$ 80 mi em Pouso Alegre discute planejamento estratégico
Santa Casa de Montes Claros discute planejamento estratégico
Presidente do HAT busca apoio financeiro em Brasília
Presidente do HAT busca apoio financeiro em Brasília
Itacarambi realiza avaliações com mais de 100 pacientes
Itacarambi realiza avaliações com mais de 100 pacientes
HDG recicla mais de 20 toneladas de resíduos em 2023
HDG recicla mais de 20 toneladas de resíduos em 2023
Região receberá R$ 12,3 mi para reduzir fila
Região receberá R$ 12,3 mi para reduzir fila
Montes Claros declara guerra à dengue
Montes Claros declara guerra à dengue
SES-MG amplia apoio ao Norte de Minas na eliminação do Aedes aegypti
SES-MG amplia apoio ao Norte de Minas na eliminação do Aedes aegypti
Casos de dengue disparam e CCZ fará outro mutirão neste sábado
Projeto prevê obrigatoriedade de mamógrafo em municípios
Proposta cria programa para monitorar saúde e prevenir doença em idosos
Secretário e coordenador de Saúde explicam que município passa por momento atípicos de casos
Minas Gerais abre inscrições para curso de Trabalho e Saúde Mental
Publicados avisos de licitação para construção de duas UPAs
Câmara aprova projeto que vai beneficiar santas casas
Montalvânia adere a campanha de conscientização
BANNER 2
Rotary repassa recursos ao Lar Padre Henrique
Projeto aprovado pelo Senado vai novamente para a Câmara Federal
PF recaptura condenado a 96 anos que participou da Chacina de Unaí
Mulher baleada no rosto e braço em São João do Paraíso com 38
Retido ônibus com mercadorias avaliada sem R$ 200 mil na BR-135 em Montes Claros