Salário médio dos trabalhadores em Montes Claros é de R$ 2,5 mil

Em 31 de dezembro de 2022, Montes Claros alcançou a marca de 98.969 vínculos ativos, de acordo com dados da Relação Anual das Informações Sociais (RAIS), disponibilizados na semana passada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Em 31 de dezembro de 2022, Montes Claros alcançou a marca de 98.969 vínculos ativos, de acordo com dados da Relação Anual das Informações Sociais (RAIS), disponibilizados na semana passada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Do total, 91.042 trabalhadores eram celetistas (Consolidação de Leis Trabalhistas) e 7.920 eram estatutários (servidores públicos). A remuneração real média dos vínculos em 2022 era de R$ 2.581,83. Do total de vínculos, 53.288 (53,84%) eram homens, dos quais 50.018 celetistas e 3.275 estatutários. A remuneração real média era de R$ 2.668,90.

Já o número de mulheres com vínculo era de 45.681 (46,16%), das quais 41.036 eram celetistas e 4.645 estatutárias. A remuneração real média das mulheres era de R$ 2.481,89, abaixo da RRM dos homens. Em 2022, eram 442 trabalhadores e trabalhadoras na faixa etária até 17 anos, 16.031 na de 18 a 24 anos, 15.686 vínculos na faixa de 25 a 29 anos, 28.551 na de 30 a 39 anos, 22.673 na de 40 a 49 anos, 11.966 na de 50 a 59 anos e 3.620 na faixa de 60 anos ou mais.

Em relação à cor ou raça, 53.321 trabalhadores eram pardos (53,83%), com remuneração real média de 2.183,55; 24.122 não identificaram (24,37%), com remuneração de R$ 3.450,63); 16.178 eram brancos (16,35%), com remuneração de R$ 2.742,14; 4.257 (4,3%) eram pretos, com remuneração de R$ 2.001,84) e 916 se consideravam amarelos (0,93%), com remuneração real média de R$ 2.447,30.

Quando o assunto é grau de instrução, em 2022, de acordo com a RAIS, o número de trabalhadores empregados em Montes Claros era o seguinte: analfabeto (251), Fundamental Incompleto (5.019), Fundamental Completo (4.832), Médio Incompleto (4.160), Médio Completo (61.514), Superior Incompleto (3.873) e Superior Completo (19.320). Em relação ao tipo de deficiência: Física – 498 trabalhadores (47,79%), com remuneração real média de R$ 2.522,42; Auditiva – 187 (17,95%), com RRM de R$ 2.155,64; Visual – 178 (17,08%), com RRM de R$ 2.439,83; Reabilitado – 75 (7,2%), com RRM de R$ 2.487,03; e Múltipla – 31 (2,98%), com RRM de R$ 2.267,98.

ESTOQUE

Em 2022, conforme informações da RAIS, o estoque de empregos em Montes Claros era de 98.969 empregados, sendo 91.049 celetistas e 7.920 estatutários, com remuneração real média de R$ 2.581,83. O setor de Serviços liderava, com estoque de 52.642 trabalhadores, sendo 44.722 celetistas e 7.920 estatutários, com RMM de R$ 2.902,87. Nas demais atividades não há trabalhador estatutários, apenas celetistas: Comércio (24.643), com remuneração real média de R$ 1.931,15; Indústria (13.083), com RRM de R$ 2.943,21; Construção Civil (5.833), com RRM de R$ 2.036,47; e Agropecuária (2.758), com RRM de R$ 1.751,00.

O QUE É RAIS?

A Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) está referenciada na Consolidação de Leis Trabalhistas (CLT – Decreto nº 5.452/ 1943) em seu Título III, Capítulo II, Seção II (Das Relações Anuais de Empregados), aryt. 359 a 367. Sua instituição se deu pelo Decreto nº 76.900 de 2 de dezembro de 1975, hoje substituído pelo Decreto nº 10.854 de 2021, regulamentado pela Portaria MTE nº 671/2021 e alterações posteriores. Em virtude da relevância e multiplicidade de informações de interesse social, a RAIS se constituiu em fonte primordial de dados estatísticos para acompanhamento e caracterização do mercado de trabalho formal no Brasil, além de subsidiar o pagamento de benefícios sociais e a formalização de políticas públicas. A RAIS para uso estatístico está organizada em duas bases de dados: a RAIS Vínculos e a Rais Estabelecimentos. Conforme cronograma definido pela Portaria Conjunta MTP/RFB/ ME nº 2, de 19 de abril de 2022, a obrigação de declaração da RAIS passou a ser cumprida por meio do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciários e Trabalhistas (eSocial). A partir do ano-base 2022 as empresas do grupo 3 do eSocial ficaram desobrigadas a declarar a RAIS pelo seu programa usual (GDRAIS) em benefício da captação do dado via eSocial. Assim, percebeu-se a ocorrência de importante quebra na série histórica da RAIS o que torna não recomendável a comparação direta dos resultados desse ano com os resultados dos anos anteriores. Isso ocorre devido ao processo de transição, ainda não concluído, da forma de captação dos dados da RAIS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Sicoob Credinor participará mais um ano da FERARP em Taiobeiras
Sicoob Credinor participará mais um ano da FERARP em Taiobeiras
Cidade chega a 46,3 mil empresas ativas
Cidade chega a 46,3 mil empresas ativas
Comércio espera um aumento de 5% nas vendas do Dia das Mães
CDL reforça a importância de comprar no comércio local
Norte-mineira Coteminas entra em processo de recuperação judicial
Norte-mineira Coteminas entra em processo de recuperação judicial
Três franquias miram Montes Claros
Três franquias miram Montes Claros
Governo foca micro e pequenas empresas
Governo foca micro e pequenas empresas
Produtores se preparam para enfrentar o período de seca
Produtores se preparam para enfrentar o período de seca
Rural faz lançamento da Expomontes e apresenta Rainhas nesta segunda
Rural faz lançamento da Expomontes e apresenta Rainhas nesta segunda
Pequenos agricultores repassam alimentos para a merenda escolar
BNB detalha soluções para micro e pequenas empresas em encontros
Apiário de Riachinho produz mel para o mercado norte-mineiro
Salário médio dos trabalhadores em Montes Claros é de R$ 2,5 mil
I Encontro do Café será realizado nesta segunda
Emater realizará seminário sobre fruticultura no dia 3
Mercado estima PIB de 1,9%, revela boletim Focus
Setor de seguros cresce no Brasil
Saúde reforça prevenção e enfrentamento às doenças respiratórias
Sindicato da PP ameaça ‘parar’ visita a detentos
Bombeiros realizam captura de serpente em área urbana
Sejusp intensifica acesso à documentação para detentos
CB participa de ação preventiva em escola contra acidentes de trânsito