Cidade fecha trimestre com superávit de 271 empregos

Mesmo com saldo menor que várias cidades mineiras, a geração de empregos com carteira assinada em Montes Claros voltou a crescer, consideravelmente, no mês de março em relação a fevereiro e após déficit em janeiro.

Mesmo com saldo menor que várias cidades mineiras, a geração de empregos com carteira assinada em Montes Claros voltou a crescer, consideravelmente, no mês de março em relação a fevereiro e após déficit em janeiro. No terceiro mês do ano, foram feitas 4.653 admissões contra 4.497 demissões e superávit de 156 postos no mercado de trabalho (0,17%). Entre os homens, foram 2.694 contratações ante a 2.508 desligamentos e saldo de 186 empregos formais. Já entre as mulheres, foram 1.959 ocupações contra 1.989 demissões e déficit de 30 vagas.

Montes Claros fechou o primeiro trimestre de 2024 com superávit de 271 empregos formais (0,29%), resultado da combinação de 13.367 admissões contra 13.096 afastamentos. No período, foram contratados 7.510 homens e desligados 7.366, com superávit de 144 postos. Já entre as mulheres, foram 5.857 admissões contra 5.730 desligamentos e saldo de 127 vagas.

Por atividade, em março, a Construção Civil se destacou em saldo de empregos. A atividade contratou 651 operários e afastou 464, fechando o mês com superávit de 187 Postos (3,02%). O Comércio ficou com o segundo melhor saldo. A atividade fez 1.104 admissões contra 982 demissões e superávit de 122 vagas (0,51%). Maior empregador do município, o setor de Serviços fez 2.434 contratações ante a 2.350 demissões e saldo de 84 empregos formais (0,17%).

A Agropecuária, que capengou ao longo de todo o ano de 2023 e ainda pena neste ano, fechou março no azul. Foram 106 admissões contra 92 afastamentos e saldo de 14 postos (0,55%). Por outro lado, a Indústria da Transformação passa por um momento delicado devido à crise de uma gigante antiga e pode ver o cenário piorar ainda mais com a saída de outra gigante do mercado. Em março, a atividade contratou 358 operários, mas afastou 609, com déficit de 251 empregos (-2,12%).

DESEMPENHO ANUAL

Com superávit de 271 postos (0,29%), o primeiro trimestre em Montes Claros teve como puxador de empregos o setor de Serviços. Entre janeiro e março, foram 7.536 admissões contra 6.624 desligamentos e superávit de 912 vagas (1,90%). A Construção Civil vem logo em seguida, com 1.765 contratações ante a 1.270 afastamentos e saldo de 495 empregos. Na contramão dessa realidade, os outros três setores fecharam o trimestre no vermelho.

Decepção para o Comércio, com 2.930 admissões ante a 3.116 demissões e déficit de 186 postos (- 0,76%). O martírio da Indústria da Transformação é maior. No trimestre, foram apenas 841 contratações diante de 1.770 desligamentos e déficit de 929 empregos (-7,41%). Finalmente, a Agropecuária contratou 295 trabalhadores e desligou 316, com saldo negativo de 21 vagas (-0,81%).

ESTOQUE

Mesmo com os altos e baixos de alguns setores, Montes Claros poderá fechar o ano com estoque de 100 mil trabalhadores ocupados com carteira assinada. Fechou o primeiro trimestre com 93.731 pessoas abrigadas pela Consolidação de Leis Trabalhistas (CLT). O setor de Serviços lidera com estoque de 48.915 trabalhadores formais, seguido pelo Comércio (24.257), Indústria da Transformação 11.611), Construção Civil (6.373) e Agropecuária (2.575).

Cidade fecha trimestre com superávit de 271 empregos
OS SETORES de Comércio e Serviços tiveram desempenhos distintos no primeiro trimestre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Congresso da AMM reúne prefeitos
Congresso da AMM reúne prefeitos
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Dirigentes se reúnem para votar porte de arma para advogados
Ocorrências de queimadas mais que dobraram em um mês em MG
Posto do Sine disponibiliza 92 vagas de empregos na cidade
CBM anuncia concurso com 329 vagas em Minas
Comunidades recebem Programa Água Doce
Município adia início do prazo de inscrições para o dia 1º de julho
Adolescente chama bombeiros ao ver cobra em refrigerador
Sudene quer criar Rede para fomentar inovação na região
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste