[views count="1" print="0"]

Regional de Montes Claros mobiliza municípios para campanha de enfrentamento

Com o objetivo de reforçar a mobilização dos municípios para a implementação de ações voltadas para o Dia Mundial contra a Aids (1º de dezembro), a Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros realizou quarta-feira (23)

Com o objetivo de reforçar a mobilização dos municípios para a implementação de ações voltadas para o Dia Mundial contra a Aids (1º de dezembro), a Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros realizou quarta-feira (23), videoconferência com referências técnicas de atenção primária e de vigilância epidemiológica e de saúde. A iniciativa contou com a participação do Grupo de Apoio à Prevenção e aos Portadores de Aids de Montes Claros (Grappa) e do Movimento LGBTQIA+ dos Gerais (MGG) que apoiam as ações do mês conhecido como Dezembro Vermelho, em referência ao laço vermelho que simboliza a solidariedade de pessoas ao redor do mundo em resposta à epidemia.

Durante a videoconferência a referência técnica da Coordenadoria de Vigilância em Saúde da SRS de Montes Claros, Helen Regina Pinheiro Rodrigues destacou a importância dos municípios mobilizarem os mais diversos segmentos sociais e da população com ações de educação em saúde referentes ao vírus HIV e à Aids.

“Neste ano o tema da Campanha Dezembro Vermelho é Comunidades Liderando. O objetivo é reforçar a integração de ações entre as diversas instituições da sociedade para abordagem do tema HIV/Aids perante os mais diversos segmentos da população. Precisamos ampliar as ações de prevenção, diagnóstico e tratamento precoce das pessoas diagnosticadas com HIV ou Aids. Quanto mais cedo isso acontecer, melhor será a qualidade de vida dos pacientes”, ressaltou Helen Rodrigues.

A referência técnica destacou que das 439 Unidades Básicas de Saúde (UBS) existentes em 54 municípios da área de atuação da SRS de Montes Claros, 422 já realizam testes rápidos para a detecção de doenças sexualmente transmissíveis, entre elas HIV/ Aids, sífilis e hepatites virais.

Outro ponto observado por Helen Rodrigues é o fato de que a população com idade entre 20 e 39 anos é a que concentra o maior número de pessoas acometidas pelo HIV/Aids, daí a necessidade dos serviços de saúde, com apoio de outras entidades, levar o tema para debate nas escolas e universidades.

“A abordagem assertiva é importante, pois a discriminação, o preconceito e as desigualdades sociais não contribuem para a redução dos óbitos. Tais situações inviabilizam a assistência integral às pessoas que vivem com o HIV/Aids. Esse é o grande desafio da Organização Mundial da Saúde que tem a meta de acabar com a Aids até o ano 2030”, frisou a referência técnica.

Por sua vez, o enfermeiro, Dario Ruas, coordenador do Grappa em Montes Claros, destacou a importância do trabalho que a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais – (SES-MG) implementa na mobilização dos municípios para o enfrentamento ao HIV/Aids.

“Isso já tem resultado em ações positivas pois, aliado a outras iniciativas que o Grappa já desenvolve com ações educativas em escolas e empresas públicas e privadas, vários municípios como São João da Ponte, Lagoa dos Patos e Taiobeiras vão desenvolver ações no Dezembro Vermelho com o apoio do nosso Grupo”, pontuou o coordenador.

O presidente do Movimento LGBTQIA + dos Gerais, José Cândido de Souza Filho também destacou a importância da mobilização da população e dos grupos de risco para as ações de prevenção, diagnóstico e tratamento precoce do HIV/Aids.

“A integração dos serviços de saúde com as organizações não governamentais e demais entidades da sociedade civil é de fundamental importância. Isso porque, as infecções sexualmente transmissíveis é um problema que atinge todos os segmentos da população e não apenas as pessoas dos grupos de risco. Por isso, o Dezembro Vermelho constitui uma importante oportunidade para o reforço das ações de prevenção, diagnóstico e tratamento precoce do HIV/Aids, bem como de outras doenças sexualmente transmissíveis”, reforçou José Cândido.

INCIDÊNCIA – Durante a videoconferência a SRS de Montes Claros apresentou aos municípios dados sobre a incidência do HIV/Aids. Segundo o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS), desde a descoberta em 1981 a doença já matou mais de 40 milhões de pessoas. Em 2022 a cada minuto aconteceu uma morte em decorrência da Aids, totalizando 630 mil óbitos no mundo. Por outro lado, atualmente cerca de 39 milhões de pessoas vivem com o HIV sendo que, desse total, 29,8 milhões estão em tratamento.

No Brasil, em 2022 ocorrem 13 mil mortes em decorrência da Aids e 990 mil pessoas vivem com o vírus HIV. Já em Minas Gerais dados do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan) apontam que entre 2010 e 2023 existem 40 mil 723 pessoas portadoras do vírus HIV e 29 mil 200 com Aids.

Regional de Montes Claros mobiliza municípios para campanha de enfrentamento
Testes rápidos são realizados para detecção de doenças sexualmente transmissíveis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Enfermeiros adotam protocolo antirrábico humano nas unidades de saúde da região
Enfermeiros adotam protocolo antirrábico humano nas unidades de saúde da região
Brasil Saudável prioriza Montes Claros
Brasil Saudável prioriza Montes Claros
Campanha de Vacinação contra a Gripe começa no dia 25 de março
Campanha de Vacinação contra a Gripe começa no dia 25 de março
Seminário sobre arboviroses vai reunir mais de 400 profissionais
Seminário sobre arboviroses vai reunir mais de 400 profissionais
Projeto defende mais apoio às famílias
Projeto defende mais apoio às famílias
Mutirão do Glaucoma deverá atender cerca de mil pessoas
Mutirão do Glaucoma deverá atender cerca de mil pessoas
Casos de dengue aumentam 96,52%
Casos de dengue aumentam 96,52%
Escolas realizam ações de combate à dengue
Escolas realizam ações de combate à dengue
Dados do CCZ apontam que foram capturados 27 morcegos portadores do vírus da raiva
Assembleia espera sensibilizar a população sobre Doenças Raras
Casos de dengue disparam e CCZ fará outro mutirão neste sábado
Projeto prevê obrigatoriedade de mamógrafo em municípios
Proposta cria programa para monitorar saúde e prevenir doença em idosos
Secretário e coordenador de Saúde explicam que município passa por momento atípicos de casos
Minas Gerais abre inscrições para curso de Trabalho e Saúde Mental
Publicados avisos de licitação para construção de duas UPAs
BANNER 2
Escola supera marca de quase 700 mil certificações
Jovem preso com drogas em Janaúba
PC conclui inquérito sobre desvio de verbas públicas
Acusado de matar jovem no dia do aniversário pega 16 anos de prisão
Jovem baleado pula muro de casa e é socorrido por populares