Projeto que reajusta salário avança na AL

O Projeto de Lei (PL) 2.309/24, que dispõe sobre a revisão geral do subsídio e do vencimento básico dos servidores públicos civis e militares do Poder Executivo, recebeu, nessa terça-feira, parecer pela legalidade da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O Projeto de Lei (PL) 2.309/24, que dispõe sobre a revisão geral do subsídio e do vencimento básico dos servidores públicos civis e militares do Poder Executivo, recebeu, nessa terça-feira, parecer pela legalidade da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A matéria, de autoria do governador Romeu Zema, do Novo, teve como relator o deputado Thiago Cota, do PDT. Ele opinou pela constitucionalidade da matéria na forma original. Agora a proposição segue para análise da Comissão de Administração Pública, em 1º turno.

O projeto concede o percentual de 3,62% de reajuste aos servidores, retroativo a 1º de janeiro deste ano, estendido aos servidores inativos e aos pensionistas com direito à paridade, além dos detentores de função pública, contratos temporários vigentes, convocados para as funções de magistério, cargos de provimento em comissão, funções gratificadas e gratificações de função.

Segundo justificativa da mensagem do governador, o percentual de revisão foi definido após cálculos de impacto e avaliação de disponibilidade financeira e orçamentária, que demonstraram a viabilidade da recomposição de 3,62%, de forma equânime e linear. O relator, deputado Thiago Cota, enfatizou na reunião que o Legislativo não pode ampliar a porcentagem de revisão, pois isso seria inconstitucional. “Podemos discutir o mérito em outras comissões”, ponderou.

Durante a discussão da proposição, foram rejeitadas a proposta de emenda nº 2, do deputado Sargento Rodrigues, do PL, e as de nº 3 e 4, da deputada Beatriz Cerqueira, do PT e dos deputados Lucas Lasmar, do Rede e Professor Cleiton, do PV. Em linhas gerais, elas têm o objetivo de rever o índice proposto para os servidores da segurança pública e da educação, bem como garantir ajuda de custo mesmo em momentos de afastamento do servidor, respectivamente.

Desde que foi encaminhada pelo Executivo à ALMG, a matéria tem motivado debates. Em reunião dessa terça, o deputado Sargento Rodrigues fez apelo para que os deputados da base do governo dialoguem com o Executivo sobre a proposição. “Não é possível que vamos dar migalha de 3,62% para os servidores, enquanto vários deputados votaram quase 300% de aumento para o governador”.

De acordo com ele, servidores do Executivo amargam, ao longo do tempo, perda inflacionária significativa, o que já corroeu seu poder de compra. O deputado Arnaldo Silva, do União Brasil, presidente da CCJ, foi favorável às propostas de emendas apresentadas como forma de sensibilizar o governo para a questão. Ele disse que tem buscado diálogo com o Executivo, dada a importância do serviço público estadual, mas não tem obtido sucesso.

Em sua opinião, os deputados estão diante de um impasse porque o Legislativo não tem competência para propor nova alíquota

Projeto que reajusta salário avança na AL
Percentual proposto pelo governo motivou debates dos parlamentares na CCJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Emenda que amplia salário será votada
Emenda que amplia salário será votada
Presidente da Amams é homenageado pela AMM
Presidente da Amams é homenageado pela AMM
Prefeitura entrega certidões de regularização fundiária urbana
Prefeitura entrega certidões de regularização fundiária urbana
Governo aumenta reajuste salarial para 4,62%
Governo aumenta reajuste salarial para 4,62%
Cidade terá programa Governança Corporativa
Cidade terá programa Governança Corporativa
Projeto prevê proteção à mulher vítima de violência
Projeto prevê proteção à mulher vítima de violência
Montes-clarense assume o TSE pela segunda vez
Montes-clarense assume o TSE pela segunda vez
Prefeitura presta contas na Câmara
Prefeitura presta contas na Câmara
Zema exalta posse de montes-clarense no TSE
Congresso destaca apoio do Governo às prefeituras
Estado apresenta soluções inovadoras para municípios
Vereadores pedem fim do lixão no bairro Canelas
Deputada do PL vai assumir Secretaria no governo Zema
TRE trabalha com foco nas eleições municipais
Último FPM de maio tem aumento de 20%
Deputados aprovam revisão dos salários para servidores
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste