Mamonas e Espinosa terão água potável

Os municípios de Mamonas e Espinosa, no Norte de Minas, receberam, na última semana, novas obras do sistema de dessalinização de água no semiárido mineiro.

Os municípios de Mamonas e Espinosa, no Norte de Minas, receberam, na última semana, novas obras do sistema de dessalinização de água no semiárido mineiro. Elas integram as ações do Programa Água Doce (PAD) em Minas. Mamonas foi o primeiro no Estado a receber a versão do sistema de dessalinização que é capaz de proporcionar tratamento preliminar do alto teor de ferro presente na água, garantindo padrões adequados de potabilidade da água para consumo humano. O sistema é composto por uma torre de aeração.

O coordenador do Programa Água Doce em Minas, José Ocimar, da Defesa Civil, ressaltou que a inovação do sistema é uma tecnologia que está sendo implementada com baixo custo e grande eficiência e que poderá ser reaplicado em outras regiões de abrangência do programa.

Em Mamonas, as obras realizadas contemplam duas comunidades rurais: Riacho das Pedras e Urubu Galheiro. As obras irão beneficiar diretamente 65 famílias cadastrada e, aproximadamente, 260 pessoas. Já em Espinosa, as obras realizadas contemplam cinco comunidades rurais: Caititu, Barro Vermelho, Juremal, Barriguda, Roça Velha/Sanharol. O trabalho abrange as 337 famílias cadastradas, com 1.349 pessoas beneficiadas diretamente.

O subsecretário de Saneamento, Anderson Diniz, ressaltou a importância do Programa Água Doce em Minas, se estabelecendo cada vez mais como uma política pública permanente de acesso à água. “A região semiárida em nosso Estado possui elevados índices de escassez hídrica, onde existem diversas comunidades que dependem de fontes alternativas de acesso à água para consumo. Por isso, a nossa determinação em levar água de qualidade a um maior número de famílias, priorizando aquelas em situações mais vulneráveis”, afirmou o subsecretário.

O sistema de dessalinização é a estação de tratamento da água salobra do poço, onde existem etapas que vão tratando e adequando essa água ao Padrão de Potabilidade para consumo humano (água doce). Com a implantação dos sistemas de dessalinização é possível revitalizar os poços tubulares existentes, levando, desta forma, acesso à água potável de qualidade e melhorando a qualidade de vida da população local com o fornecimento de água potável de qualidade para as comunidades atendidas pelo Programa.

O prefeito de Mamonas, Valdeci Custódio Jorge, agradeceu os esforços do Governo do Estado. “Só temos a agradecer o trabalho que a Defesa Civil, a Semad e os órgãos municipais têm executado no Norte de Minas. Esse trabalho garantiu a inauguração das obras de tratamento de água junto às comunidades, o que proporcionará uma melhor qualidade de vida para a população”, afirmou.

O gestor de Espinosa, Milton Barbosa, ressaltou a importância de proporcionar ações e projetos que reflitam na saúde local. “Garantir acesso à água potável para as comunidades rurais é de suma importância, uma vez que essas são as regiões que mais carecem de acesso quanto os recursos hídricos”, frisou.

O dessalinizador utiliza o processo de osmose inversa no qual membranas semipermeáveis, que funcionam como um filtro, retiram da água salobra ou salina a quantidade de sais imprópria para consumo humano, produzindo dois efluentes, o permeado (água dessalinizada) e o concentrado. Cada sistema pode produzir até 14,4 mil litros de água dessalinizada por dia.

Segundo o superintendente de Água, Esgoto e Drenagem Pluvial da Semad, Kleynner Jardim Lopes, o Programa Água Doce “estabelece uma política pública permanente de acesso à água de qualidade para o consumo humano por meio do aproveitamento sustentável de águas subterrâneas, com a implantação e gestão de sistemas de dessalinização”.

COMUNIDADES RURAIS – O PAD prevê, em toda Minas Gerais, a implantação e 69 sistemas de dessalinização de água em comunidades rurais do semiárido mineiro, em 26 municípios, beneficiando 28 mil pessoas. Já foi concluída a instalação de 51 sistemas de dessalinização e 24 já estão em operação. Seis obras de implantação estão em andamento. A previsão de conclusão da primeira fase do Programa é em dezembro de 2023.

Para a execução do Programa Água Doce em Minas, o Estado firmou um convênio com a União, com investimentos de mais de R$ 25 milhões, sendo R$ 15 milhões provenientes do Governo Federal e R$ 10 milhões do Governo de Minas Gerais.

Em Minas Gerais, o Núcleo Estadual do PAD, coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), é formado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater).

Mamonas e Espinosa terão água potável
Obras beneficiam sete comunidades de dois municípios e abrangem cerca de 1,6 mil pessoas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Congresso da AMM reúne prefeitos
Congresso da AMM reúne prefeitos
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Dirigentes se reúnem para votar porte de arma para advogados
Ocorrências de queimadas mais que dobraram em um mês em MG
Posto do Sine disponibiliza 92 vagas de empregos na cidade
CBM anuncia concurso com 329 vagas em Minas
Comunidades recebem Programa Água Doce
Município adia início do prazo de inscrições para o dia 1º de julho
Adolescente chama bombeiros ao ver cobra em refrigerador
Sudene quer criar Rede para fomentar inovação na região
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste