Hospitais defendem repasse direto de emendas

Respondendo por grande parte dos atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas, hospitais filantrópicos e santas casas defenderam nessa quarta-feira, 20, a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição do Estado (PEC) 13/23, que permite a eles receber diretamente recursos de emendas impositivas em ano eleitoral.

Respondendo por grande parte dos atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas, hospitais filantrópicos e santas casas defenderam nessa quarta-feira, 20, a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição do Estado (PEC) 13/23, que permite a eles receber diretamente recursos de emendas impositivas em ano eleitoral. O assunto foi debatido em audiência da Comissão de Saúde, realizada a pedido de seu presidente, deputado Arlen Santiago, do Avante, que é o primeiro signatário da PEC. A proposta tramita na ALMG e precisa ainda passar pela análise de uma comissão especial antes de ser levada ao Plenário.

Arlen Santiago frisou que desde 2020 tem feito tratativas com o Governo de Minas por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e da Advocacia-Geral do Estado (AGE) para que fosse reavaliada a decisão de paralisar em anos eleitorais a destinação de emendas parlamentares estaduais impositivas, que são aquelas que envolvem alocação obrigatória de recursos públicos em áreas como saúde por iniciativa parlamentar.

“A área de saúde é das mais complexas e necessárias a ter esses repasses. Os hospitais atendem os pacientes 24 horas por dia, seja período eleitoral ou não.” Ramon Duarte, vice-presidente da Federassantas, a Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais, defendeu que os repasses das emendas impositivas possam ocorrer diretamente ao setor em período eleitoral.

Por outro lado, ele lembrou que nem todos os hospitais podem contar ou são contemplados com essas emendas e, nesse sentido, defendeu também outra demanda antiga do setor, o de reajuste nos contratos para atendimentos pelo SUS, que segundo ele estão sem revisão há cinco anos. “Hoje as santas casas estão recorrendo a bancos com juros ainda altos, e deficits correntes. Acredito que a maioria estaria equilibrada se tivessem ocorrido reajustes nos últimos cinco anos”, afirmou Ramon Duarte.

Secretário executivo do Cosema, o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais, Eduardo Luiz da Silva também defendeu a PEC que motivou a audiência e ainda lembrou de avanços obtidos na área de saúde em função da atuação da ALMG. Ele citou a recente Lei Complementar que permite aos municípios utilizar recursos provenientes de repasses do Estado que forem remanescentes de exercícios anteriores, mencionando que a norma é oriunda de Projeto de Lei (PL) do presidente, deputado Tadeu Martins Leite, do MDB, e outros 39 deputados.

Por outro lado, o representante do Conselho considerou que no cenário atual não está havendo apenas o subfinanciamento e sim o desfinanciamento do SUS. Para Eduardo Luiz da Silva, “a população estaria empobrecendo e a economia naufragando”, e sendo o orçamento vinculado ao PIB, não estaria havendo ganho real naquilo que é destinado à saúde. “Temos o mesmo orçamento do SUS há 15 anos, o que é agravado pela migração do paciente da rede suplementar para o sistema público”, disse ele. Ainda assim, o secretário do Cosema ponderou que o Governo de Minas tem pratic ado uma tabela diferenciada em seu programa Opera Minas e que tem avançado no financiamento do sistema.

Hospitais defendem repasse direto de emendas
Arlen Santiago articula com o governo repasse de recursos para a saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Piso da Enfermagem será de R$ 3 milhões
Piso da Enfermagem será de R$ 3 milhões
População de Jaíba recebe reforço na saúde
População de Jaíba recebe reforço na saúde
Secretaria alerta sobre malefícios do consumo de cigarro
Secretaria alerta sobre malefícios do consumo de cigarro
Inaugurado Hospital do Câncer de Janaúba
Inaugurado Hospital do Câncer de Janaúba
Roda-Hans atende mais de 200 pacientes em Janaúba
Roda-Hans atende mais de 200 pacientes em Janaúba
Região vai receber R$ 750 mil para custear imunobiológicos especiais
Região vai receber R$ 750 mil para custear imunobiológicos especiais
Santa Casa realiza 2º Encontro de Planejamento Estratégico
Santa Casa realiza 2º Encontro de Planejamento Estratégico
Cievs alerta o Norte de Minas sobre casos de Febre Oropouche
Cievs alerta o Norte de Minas sobre casos de Febre Oropouche
Saúde lança campanha de prevenção ao uso de cigarros eletrônicos no País
Semana de formação do Projeto Integra Chagas movimenta profissionais
Governo recebe aeronaves que vão reforçar transporte de órgãos vitais e a segurança
Laudo aponta morte de menina por parada cardiorrespiratória
Exames de câncer bucal serão realizados no Major Prates
Aprovado projeto sobre uso de bactéria para controle do mosquito da dengue
Salas de Vacinação em Montes Claros
Governo antecipa parcelas da dívida com municípios
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste