Governador de Minas Gerais promove mudança na equipe

Após cinco anos à frente da Secretaria de Estado de Fazenda (SES/MG), Gustavo Barbosa teve sua saída da pasta confirmada oficialmente nessa terça-feira.

Após cinco anos à frente da Secretaria de Estado de Fazenda (SES/MG), Gustavo Barbosa teve sua saída da pasta confirmada oficialmente nessa terça-feira. A exoneração, a pedido, consta na edição do Diário Oficial da União. O governador Romeu Zema, do Novo, agradeceu pela dedicação no cargo e o trabalho fundamental do secretário, principalmente na solução para o pagamento dos salários dos servidores do Executivo em dia, em 2021, após seis anos em atraso e parcelamento.

“Barbosa esteve como secretário desde o primeiro dia do meu governo, em 2019. Foi um dos primeiros secretários a serem convidados e confirmados. Aceitou um desafio muito complicado, de iniciar o reequilíbrio das contas públicas em um momento crítico de Minas Gerais, e demonstrou que, com seriedade e trabalho incansável, é possível fazer uma gestão mais eficiente dos recursos”, ressaltou o governador.

“Foi a maior conquista saber que quase 600 mil famílias iriam voltar a ter os seus salários pagos de forma correta. Aí alguém pode falar que não fizemos mais do que a obrigação. Eu concordo. Uma obrigação que não era feita”, observou Gustavo Barbosa. O vice-governador Professor Mateus também destacou a atuação do agora ex-secretário em diferentes ocasiões e citou o legado deixado.

“Barbosa conduziu a negociação com os bancos para tirar os nomes dos servidores do SPC/Serasa, onde tinham ido parar por conta de retenção dos empréstimos consignados do governo anterior sem pagamento aos bancos. Sou muito grato pelo trabalho dele, pessoa que conhece de finanças e se dispôs a dedicar esses cinco anos na condução dos interesses do povo mineiro na Secretaria de Fazenda. O que ele fez por Minas Gerais vai render ainda resultados positivos por muitos anos”, pontuou.

Gustavo Barbosa continuará no Governo de Minas Gerais, atuando como assessor do governador e do vice-governador para assuntos estratégicos. “É com muito orgulho de ter feito o meu melhor que, hoje, me despeço da minha função de secretário de Fazenda do meu estado. Foram mais de cinco anos dedicados a melhorar as finanças de Minas Gerais, compreendendo a situação de cada linha de despesa e de cada linha de receita, sempre tentando fazer com que elas se equilibrassem no final”, comentou o agora ex-secretário.

HISTÓRICO – Natural de Uberaba, Gustavo de Oliveira Barbosa, de 59 anos, assumiu a Secretaria de Fazenda em janeiro de 2019, no primeiro dia do primeiro mandato do governador Romeu Zema, do Novo. Enfrentou uma série de problemas financeiros herdados do governo anterior, tais como: parcelamento de salários; não pagamento do 13º e das férias-prêmio dos servidores; fornecedores sem receber; bilhões de reais em restos a pagar, 853 municípios mineiros sem repasses do ICMS e do Fundeb; depósitos judiciais; consignados debitados do contracheque, mas não repassados aos bancos, dentre outros.

Formado em Ciências Contábeis e pós-graduado em Gestão Executiva de Fundos de Pensão, Gustavo Barbosa é servidor de carreira da Caixa Econômica Federal e, entre julho de 2016 e fevereiro de 2018, também foi secretário de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro. O Governo de Minas informa que o cargo de secretário de Estado de Fazenda será ocupado por Luiz Claudio Gomes, atual secretário adjunto da pasta.

Governador de Minas Gerais promove mudança na equipe
Gustavo Barbosa foi exonerado da Secretaria de Fazenda pelo governador Romeu Zema

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
CIMAMS
Cimams reforça pedido de pavimentação de estrada
Prefeitos pressionam pela rejeição de projeto
Prefeitos pressionam pela rejeição de projeto
Santiago celebra homologação do recapeamento da MGC-496
Santiago celebra homologação do recapeamento da MGC-496
Prefeito oficializa o Termo de Recuperação Fiscal da Esurb
Prefeito oficializa o Termo de Recuperação Fiscal da Esurb
Eleitor tem menos de um mês para regularizar o título
Eleitor tem menos de um mês para regularizar o título
Amams participa de mobilização em Brasília
Amams participa de mobilização em Brasília
Délio assume cadeira na Câmara dos Deputados
Délio assume cadeira na Câmara dos Deputados
Urna eletrônica terá nova voz para eleitores cegos ou com baixa visão
PL apresenta pré-candidato à Maçonaria
Prazo para filiação a partido político acaba neste sábado
Audiência na Assembleia aponta entraves para pacientes em Minas
AMM promove webinário sobre eleições municipais
CNM celebra manutenção da desoneração da folha
Semiárido conta com R$ 17,6bilhões do FNE para 2024
Governo suspende benefício de importadores de leite do estado
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Lava-jato era usado com o ponto de tráfico de drogas
Recurso vai definir se polícia pode criar site para identificar envolvidos
Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG