Formada turma do EJA para catadores de recicláveis

Emoção e encantamento marcaram a formatura dos alunos da primeira turma de Alfabetização e Letramento do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA)

Emoção e encantamento marcaram a formatura dos alunos da primeira turma de Alfabetização e Letramento do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), realizada na noite dessa segunda-feira, 30, na Escola Municipal Jair de Oliveira, bairro Jardim Eldorado. A cerimônia reuniu a comunidade escolar, secretários e servidores municipais, vereadores, representantes das associações de catadores, amigos e familiares dos alunos.

Para a turma, formada por catadores de materiais recicláveis associados ao projeto Recicla aos Montes, a cerimônia representou a superação de obstáculos e a conquista de sonhos que foram interrompidos. “Quando eu cheguei aqui eu não sabia ler nem escrever. Hoje, mais que o aprendizado sobre as palavras e os números, celebramos a conquista da autonomia e da cidadania por meio do conhecimento”, comemorou a formanda Edilene dos Santos Cardoso.

Em seu pronunciamento, a secretária municipal de Educação, professora Rejane Veloso Rodrigues, destacou que receber o certificado de Alfabetização e Letramento pode parecer algo comum para a maioria da população, porém para os alunos da Educação de Jovens e Adultos esse momento carrega uma emoção especial. “Mais especial ainda pelo trabalho tão importante que esses alunos desenvolvem como agentes ambientais. Então, continuem persistindo, lutando, porque vocês são capazes de chegar aonde quiserem. Parabéns a todos os formandos e a todos os profissionais da educação que, com zelo e dedicação, levam ensinamentos de qualidade”, destacou.

Para o secretário municipal de Serviços Urbanos, Vinicius Versiani, celebrar essa conquista é motivo de muita alegria. “O Recicla aos Montes foi criado há cerca de quatro anos com o objetivo de promover a coleta seletiva de resíduos e de proporcionar melhores condições de vida para os catadores. Hoje, estamos vendo o projeto avançar para uma nova fase, com a alfabetização dos catadores, proporcionado a esses importantes agentes ambientais dignidade, inclusão e cidadania”, destacou.

O gestor da Cooperativa de Catadores do Grande Santos Reis, Sidney Alves Coutinho, ressaltou que é através dos estudos que vêm as grandes conquistas. “Acompanhamos, desde o início, os desafios dos catadores da nossa cooperativa para fazer o curso, diante de várias situações complexas vivenciadas por eles no seu dia a dia. Mas, ainda assim, não desistiram. Então, através desses formandos, queremos convidar outros catadores a abraçarem essa oportunidade única de estudar”, conclama.

E foi inspirada pela motivação dos colegas que, aos 81 anos de idade, dona Maria de Lourdes Pereira Lima decidiu se matricular e já está na segunda semana de aula. “Eu via os meus amigos lendo e me matriculei na mesma escola porque também quero aprender. Quero ler no altar e todo mundo ouvir”, planeja.

O CURSO – O curso especial da Educação de Jovens e Adultos voltado para catadores de materiais recicláveis teve início em maio deste ano, a partir da demanda apresentada ao município no Fórum Municipal Lixo e Cidadania de Montes Claros, uma instância que agrega interessados, atuantes e responsáveis pela gestão dos resíduos sólidos no município.

Inicialmente, foi realizada pesquisa de campo pela Secretaria Municipal de Educação nos galpões das associações de catadores de materiais recicláveis. Após análise das informações, o projeto foi desenvolvido especificamente para atender este público. As aulas tiveram início com apenas cinco pessoas, mas já no final do primeiro mês de aula havia 21 estudantes matriculados.

A maioria da turma é formada por catadores, mas há também familiares e amigos, que os próprios estudantes trouxeram para a escola. O projeto contempla os aspectos sociais, e os alunos são acolhidos e acompanhados por psicólogos e assistentes sociais.

A carga horária e o material didático são específicos e os alunos também recebem transporte escolar gratuito e alimentação preparada pela própria escola. “Tudo foi preparado com muito carinho para acolher e motivar a permanência dos alunos no curso”, observa Vanusa Ribeiro Xavier, coordenadora do EJA no âmbito municipal.

INSCRIÇÕES – Os alunos interessados podem se inscrever no EJA a qualquer tempo, na escola municipal mais próxima de sua casa. Para isso, é preciso ter pelo menos 15 anos completos – não existe idade máxima. Atualmente, o curso é ofertado em nove escolas municipais. As aulas acontecem no turno noturno, de segunda a sexta-feira, e cada escola disponibiliza 100 vagas, que podem ser ampliadas, inclusive para outras unidades de ensino, conforme o aumento da demanda.

As aulas são ministradas por professores habilitados e experientes e, além do conhecimento dos componentes curriculares, os estudantes também têm aula de Inclusão Digital e são acompanhados por assistentes sociais e psicólogos. Os estudantes também recebem kit de material escolar e alimentação.

Formada turma do EJA para catadores de recicláveis
Emoção marca a formatura da primeira turma do EJA para catadores de materiais recicláveis em Montes Claros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Congresso da AMM reúne prefeitos
Congresso da AMM reúne prefeitos
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Dirigentes se reúnem para votar porte de arma para advogados
Ocorrências de queimadas mais que dobraram em um mês em MG
Posto do Sine disponibiliza 92 vagas de empregos na cidade
CBM anuncia concurso com 329 vagas em Minas
Comunidades recebem Programa Água Doce
Município adia início do prazo de inscrições para o dia 1º de julho
Adolescente chama bombeiros ao ver cobra em refrigerador
Sudene quer criar Rede para fomentar inovação na região
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste