Estado consolida liderança nacional em energia solar

Programa Sol de Minas impulsiona o crescimento da nova matriz energética

Minas Gerais ocupa lugar de destaque no setor de energia limpa mais uma vez. O estado atingiu o marco histórico de 8 GW de geração solar fotovoltaica em operação na última semana. O resultado reforça que as ações do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede-MG), têm sido essenciais para a manutenção da vanguarda de Minas no setor de energia solar, um dos mais dinâmicos do estado.

Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio destaca que este recorde é fruto do empenho constante do Governo de Minas para impulsionar a produção de energia solar. “O Governo do Estado, por meio da Sede e sua Diretoria de Energia, tem criado e impulsionado iniciativas que visam incentivar a vinda de novos investimentos relacionados à geração de energia renovável. Minas é o maior gerador de energia solar fotovoltaica do Brasil, e mantemos o pioneirismo com trabalho constante, evidenciado pelo crescimento exponencial”, conclui.

DESTAQUE NACIONAL – Cerca de um quinto de toda a energia solar produzida no Brasil está concentrada em Minas Gerais. É o que aponta o levantamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2024. O feito é decorrente da somatória da geração de energia solar centralizada (4,33 GW), ou seja, grandes centrais de produção de energia elétrica como usinas; junto à modalidade distribuída (3,67 GW), que é a energia gerada na própria região de consumo.

A somatória destes resultados reforça o papel de protagonismo exercido pelo estado em relação a esse tipo de energia, além do compromisso do Governo de Minas com a geração de energia por meio de fontes limpas e renováveis. Ao atingir 8 GW, a energia solar em operação de Minas corresponde a 71,27% da capacidade instalada total da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, maior usina hidrelétrica do Brasil e a quarta maior usina hidrelétrica do mundo, segundo a Aneel. No comparativo, a potência instalada também é capaz de abastecer 5.2 milhões de residências (com um consumo médio residencial de 170 kWh/mês) e beneficiaria mais de 15,8 milhões de pessoas.

CENÁRIO ENERGÉTICO – Somente de janeiro a abril de 2024, 12 novos módulos de geração solar centralizada foram conectados à rede mineira de distribuição, nos municípios de Betim, Jaíba e Paracatu, somando incremento de 473 MW na potência fiscalizada do Estado. Ao mesmo tempo, 166,44 MW de geração distribuída entraram em operação em todo o estado, totalizando acréscimo de 0,63 GW de energia solar operacional em Minas, correspondendo a 13,1% do total de potência instalada à nível nacional, ficando atrás somente de São Paulo que detém 13,8% do total.

Além disso, 100% dos 853 municípios de Minas Gerais possuem ao menos uma unidade de geração de energia solar fotovoltaica. Dos 834 empreendimentos em fase de construção ou com construção não iniciada em Minas Gerais que serão agregados à matriz energética do estado, 810 são de geração solar fotovoltaica.

SOL DE MINAS – Para compreender o sucesso de Minas Gerais na geração solar fotovoltaica, é fundamental ressaltar o papel do Projeto Sol de Minas, que tem alavancado seu protagonismo no setor desde a sua criação em 2019. Depois da implementação do projeto, Minas Gerais passou de 518,55 MW de potência instalada em energia fotovoltaica em 2018 para 8.005,83 MW em 2024, um crescimento de mais de 15 vezes. Para o subsecretário de Atração de Investimentos e Cadeias Produtivas, Frederico Amaral, o programa Sol de Minas não apenas prioriza a capacitação de gestores municipais, mas também desempenha papel crucial na formulação de políticas públicas destinadas a impulsionar a geração de energia solar. Essas iniciativas, conforme destacadas pelo subsecretário, não só promovem o desenvolvimento da indústria solar em Minas Gerais, mas também elevam seu protagonismo no cenário energético estadual. “A priorização do tema e criação do Sol de Minas foram imprescindíveis para a rápida evolução do setor dentro de um período de quase 6 anos, além de alavancar o protagonismo de Minas”, destaca Amaral.

AÇÕES – Ele destaca como ações que têm dado resultado a capacitação dos gestores municipais para a atração de investimentos e criação de políticas públicas para o setor solar; a elaboração do Atlas Solarimétrico, em conjunto com a Cemig, para apontar os pontos de oportunidade e conexão no estado; a elaboração de incentivos fiscais para produção de energia elétrica de fonte renováveis; e a simplificação do procedimento de licenciamento ambiental para geração de energia solar.

O superintendente de Política Minerária, Energética e Logística, Pedro Sena, reforça que as medidas implementadas pelo programa Sol de Minas visam não só aumentar a capacidade de geração de energia elétrica, mas também fortalecer a cadeia produtiva da energia solar fotovoltaica, que contribuem para posicionar Minas Gerais como líder no cenário energético nacional.

“Estes números são importantíssimos para entender a posição do estado como referência nacional no setor. As medidas, entre outras, são implementadas com os objetivos de aumentar a capacidade instalada de geração de energia elétrica, fortalecer a cadeia produtiva da geração de energia solar fotovoltaica, aumentar a participação de energias limpas na matriz energética do estado e reduzir a emissão de gases do efeito estufa, reiterando a afirmativa de zerar as emissões de carbono” conclui.

Estado consolida liderança nacional em energia solar
Lançado pelo Governo, o Programa Sol de Minas tem contribuído efetivamente para a expansão da matriz energética em Minas Gerais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Sicoob Credinor participará mais um ano da FERARP em Taiobeiras
Sicoob Credinor participará mais um ano da FERARP em Taiobeiras
Cidade chega a 46,3 mil empresas ativas
Cidade chega a 46,3 mil empresas ativas
Comércio espera um aumento de 5% nas vendas do Dia das Mães
CDL reforça a importância de comprar no comércio local
Norte-mineira Coteminas entra em processo de recuperação judicial
Norte-mineira Coteminas entra em processo de recuperação judicial
Três franquias miram Montes Claros
Três franquias miram Montes Claros
Governo foca micro e pequenas empresas
Governo foca micro e pequenas empresas
Produtores se preparam para enfrentar o período de seca
Produtores se preparam para enfrentar o período de seca
Rural faz lançamento da Expomontes e apresenta Rainhas nesta segunda
Rural faz lançamento da Expomontes e apresenta Rainhas nesta segunda
Pequenos agricultores repassam alimentos para a merenda escolar
BNB detalha soluções para micro e pequenas empresas em encontros
Apiário de Riachinho produz mel para o mercado norte-mineiro
Salário médio dos trabalhadores em Montes Claros é de R$ 2,5 mil
I Encontro do Café será realizado nesta segunda
Emater realizará seminário sobre fruticultura no dia 3
Mercado estima PIB de 1,9%, revela boletim Focus
Setor de seguros cresce no Brasil
Saúde reforça prevenção e enfrentamento às doenças respiratórias
Sindicato da PP ameaça ‘parar’ visita a detentos
Bombeiros realizam captura de serpente em área urbana
Sejusp intensifica acesso à documentação para detentos
CB participa de ação preventiva em escola contra acidentes de trânsito