[views count="1" print="0"]

Deputado defende transição para energia solar

Gil Pereira afirma que crise climática exige imediata mudança para nova matriz energética

“Parabenizo todos vocês que acreditaram e viabilizaram o avanço da geração distribuída (GD) em Minas Gerais, através das suas empresas e com os integradores, desde o início, especialmente após aprovarmos em 2017 na Assembleia minha Lei da Energia Solar, que isentou do ICMS a micro e minigeração (potência até 5 MW). Tínhamos, então, produção muito reduzida, até atingirmos em 2023 o marco de 3,3 GW. Somos o Estado líder e referência nacional do setor. Hoje, o mundo está precisando desta preciosa energia limpa e renovável, para ajudar no controle das mudanças climáticas, cada vez mais evidentes”.

A declaração fez parte do pronunciamento do deputado Gil Pereira, do PSD, durante a abertura do 8º Congresso Brasileiro de Geração Distribuída, encerrado na última sexta-feira, 17, em Belo Horizonte, ao lado do presidente da Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), Guilherme Crispim, do presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Evangelista, além da secretária-adjunta de Desenvolvimento Econômico (Sede- -MG), Kathleen Garcia.

FLUXO REVERSO – Surgida em Minas Gerais e outros estados, a questão do fluxo reverso de energia no sistema elétrico tem provocado grande ansiedade no setor da GD solar, em busca de se ouvir a manifestação do governo estadual e da concessionária Cemig, onde o deputado Gil Pereira esteve dezenas de vezes, além de ter sido realizada audiência pública sobre o tema na Assembleia Legislativa.

“Contem com este parlamentar, apaixonado pela energia solar fotovoltaica, à qual me dedico integra- -mente, além do nosso ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, através do qual o governo federal tem investido na infraestrutura elétrica mineira. Continuaremos cobrando da Cemig, para que possamos superar suas respostas negativas aos pedidos de ligações das usinas solares. As concessionárias alegam problemas, precisamos encará-los e vencê-los. Sempre estarei ao lado de vocês”, concluiu Gil Pereira, presidente da Comissão de Minas e Energia, da ALMG, e conselheiro da ABGD, ao se dirigir aos participantes no auditório.

EMERGÊNCIA CLIMÁTICA – A duas semanas da COP 28, em Dubai, Estados Unidos (EUA) e China, maior emissor histórico de gases-estufa e o maior emissor do presente, concordam em antecipar e triplicar a capacidade global de energia renovável até 2030, diante da emergência climática, comprometendo-se também em ampliar esforços para combater e reverter a perda de florestas. Na área de energia, a intenção é atingir níveis suficientemente altos das fontes solar, eólica e de outras renováveis a ponto de acelerar a substituição do carvão, petróleo e gás.

A queima de combustíveis fósseis corresponde a cerca de 75% da emissão global de gases-estufa. Assim, os dois países apoiam o compromisso do G- 20 (grupo das principais economias). “O planeta está sufocado e precisamos controlar a crise climática, alterando de imediato a matriz energética”, advertiu Gil Pereira.

GERAÇÃO CENTRALIZADA – O deputado Gil Pereira também traçou panorama da geração centralizada (GC), referente às grandes usinas, ressaltando que o Estado saltou da produção de energia solar bastante restrita para 3,7 GW: “Das 10 maiores plantas de geração de energia solar no ranking nacional, cinco estão em Minas Gerais, na nossa região. Saímos na frente, lideramos o setor e os aportes continuam a chegar, agora com mais uma planta de 662 MW (R$ 2 bilhões), em Várzea da Palma, inaugurada pelo vice-presidente, Geraldo Alckmin, a terceira maior de Minas e a quinta do Brasil. Milhares de empregos e renda, especialmente para os norte-mineiros”. Uma das maiores plantas fotovoltaicas do mundo está em Janaúba (1,2 GW), seguida de Jaíba (766 MW), além de duas em Pirapora (495 MW e 400 MW), informou o parlamentar.

SUBESTAÇÕES E LINHAS DE TRANSMISSÃO – O Estado avança, também, com os leilões de subestações de energia elétrica e linhas de transmissão (“linhões”), promovidos pelo Ministério de Minas Energia, através da Aneel: “Serão mais de R$ 9 bilhões em investimentos em Minas no ano de 2024”. Resultado de planejamento e de cobranças de Gil Pereira, junto à Empresa de Pesquisa Energética (EPE), para melhoria da infraestrutura no Estado, como a primeira grande subestação construída, ligando Igaporã III/Janaúba/Presidente Juscelino.

“No último dia 30 de junho, conseguimos outras quatro subestações importantes para Minas Gerais, sendo mais uma em Janaúba e Jaíba, além de Buritizeiro e Presidente Juscelino. A Cemig poderá, assim, conectar suas subestações menores a estas grandes, leiloadas pelo governo federal, para se evitar o alegado fluxo reverso”, ressaltou o deputado Gil Pereira.

Deputado defende transição para energia solar
Presidente ABGD, Guilherme Crispim, presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Evangelista, e conselheiros da entidade, deputado Gil Pereira e Aurelio Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Municípios terão recursos para retomar obras paradas
Municípios terão recursos para retomar obras paradas
Deputado libera recursos para mobilidade urbana
Deputado libera recursos para mobilidade urbana
Câmara defende atenção à saúde e infraestrutura
Câmara defende atenção à saúde e infraestrutura
Maurício recebe convites para disputar a Prefeitura
Maurício recebe convites para disputar a Prefeitura
Deputado vê omissão com recursos hídricos
Deputado vê omissão com recursos hídricos
Governo vai retomar obra rodoviária na região
Governo vai retomar obra rodoviária na região
Deputado comemora renegociação das dívidas
Deputado comemora renegociação das dívidas
Governo garante obras para a região
Governo garante obras para a região
Projeto aprovado pelo Senado vai novamente para a Câmara Federal
TSE vai iniciar análise das resoluções na terça
Governo pagará parcelas da dívida com os municípios
Assembleia recebe vetos parciais ao PPAG e ao Orçamento de 2024
Prefeituras recebem segundo decênio do FPM de fevereiro
Programa Jovem Senador 2024 já recebe inscrições
Projeto define regras para proteger aposentado no crédito consignado
Câmara aprova PL que institui a Semana de Prevenção ao Bullying
BANNER 2
Rotary repassa recursos ao Lar Padre Henrique
Projeto aprovado pelo Senado vai novamente para a Câmara Federal
PF recaptura condenado a 96 anos que participou da Chacina de Unaí
Mulher baleada no rosto e braço em São João do Paraíso com 38
Retido ônibus com mercadorias avaliada sem R$ 200 mil na BR-135 em Montes Claros