Dependentes de drogas e familiares podem pedir ajuda via WhatsApp

A partir desta quinta-feira (2/5), dependentes de drogas e seus familiares podem pedir ajuda especializada pela internet para facilitar e agilizar orientações e atendimentos.

A partir desta quinta-feira (2/5), dependentes de drogas e seus familiares podem pedir ajuda especializada pela internet para facilitar e agilizar orientações e atendimentos. O serviço é disponibilizado pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Equipes de psicólogos e assistentes sociais estarão a postos para atendimentos especializados e orientações via WhatsApp no número (31) 3273-6204, que também atende ligações. O serviço vem sendo testado desde janeiro deste ano e já realizou o acolhimento e/ou encaminhamento de 120 pessoas. Atualmente, o atendimento está disponível das 8h às 18h.

O usuário ou sua família são acolhidos e recebem escuta especializada para ajuda em casos de tensão ou dúvida e, a partir desse primeiro contato – no qual também é feita uma avaliação psicossocial –, os profissionais também podem sugerir e realizar encaminhamento para redes de prevenção, atenção e cuidado.

O dependente pode ser encaminhado para tratamento na rede de saúde, rede de assistência social, comunidades terapêuticas ou até mesmo para grupos de mútua ajuda, como o Alcoólicos Anônimos (AA), por exemplo.

EXPANSÃO DOS SERVIÇOS – O atendimento via WhatsApp é uma ampliação dos atendimentos presenciais e telefônicos já realizados pelo Centro de Referência Estadual em Álcool e outras Drogas (Cread), da Subsecretaria de Políticas sobre Drogas da Sejusp.

“Os mineiros ganham acesso fácil e rápido à informação, à orientação e ao atendimento psicossocial relacionados aos problemas decorrentes do uso de álcool e outras drogas com esse novo serviço via WhatsApp”, destacou a subsecretária de Políticas sobre Drogas de Minas, Cláudia Leite. Desde o início de 2024, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) é parceira do Estado na qualificação do atendimento de adictos em drogas e pesquisadores e alunos da Faculdade de Medicina também atuam nas ações do Cread.

Dependentes de drogas e familiares podem pedir ajuda via WhatsApp
Atendimento que já era feito por telefone também poderá ser realizado pelo WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Congresso da AMM reúne prefeitos
Congresso da AMM reúne prefeitos
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Dirigentes se reúnem para votar porte de arma para advogados
Ocorrências de queimadas mais que dobraram em um mês em MG
Posto do Sine disponibiliza 92 vagas de empregos na cidade
CBM anuncia concurso com 329 vagas em Minas
Comunidades recebem Programa Água Doce
Município adia início do prazo de inscrições para o dia 1º de julho
Adolescente chama bombeiros ao ver cobra em refrigerador
Sudene quer criar Rede para fomentar inovação na região
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste