[views count="1" print="0"]

Cidade avança para estoque de 100 mil empregos

Montes Claros se aproxima do estoque de 100 mil trabalhadores com carteira assinada. Ou seja, de pessoas ocupadas pelo regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Montes Claros se aproxima do estoque de 100 mil trabalhadores com carteira assinada. Ou seja, de pessoas ocupadas pelo regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Em setembro, o município chegou à marca de 91.086 empregados formais. Entretanto, o número de pessoas ocupados é bem maior, uma vez que é grande também o número de montes-clarenses no setor público, como os servidores municipais, estaduais, federais e judiciais. Em setembro, pela sétima vez consecutiva, Montes Claros fechou um mês com superávit. No período, foram 3.699 admissões contra 3.192 demissões e saldo de 507 empregos formais (0,56%).

Em relação a agosto, cujo saldo foi de 156 postos, o acumulado de setembro teve um aumento de 225%. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), nessa segunda-feira (30/ 10). Novamente, destaque para o setor de Serviços, que continua sendo a locomotiva da geração de empregos em Montes Claros. Em setembro o setor fez 2.066 contratações ante a 1.620 desligamentos e saldo de 446 postos (0,95%).

COMÉRCIO

O Comércio apresentou o segundo melhor desempenho, com 898 contratações ante a 789 afastamentos e superávit de 109 empregos formais (0,47%). A Construção também teve rendimento positivo em setembro. Contratou 463 operários e desligou 356, com saldo de 107 postos do mercado de trabalho (2,04%). Já outros dois setores fecharam setembro no vermelho, sendo a Indústria da Transformação a grande frustração. A atividade contratou apenas 221 trabalhadores e afastou 360, com déficit de 172 empregos (-7,22%).

A Agropecuária segue no seu martírio. Em setembro, foram 51 admissões contra 67 demissões e déficit de 16 vagas (-0,72%). Quando o assunto é gênero, em setembro foram contratados 2.073 homens ante a 1.798 demissões e saldo de 275 postos. No mesmo período, foram admitidas 1.626 mulheres contra 1.394 afastamentos e saldo de 232 empregos.

DESEMPENHO ANUAL

De janeiro a setembro, as atividades econômicas de Montes Claros fizeram 33.435 contratações ante a 31.850 desligamentos e superávit 1.585 (1,77%). No ano, o saldo é de 18.588 homens e 14.847 mulheres. Destaque para o setor de Serviços, com 17.976 admissões contra 15.573 demissões e saldo de 2.403 (5,36%). A Construção Civil tem o segundo melhor saldo. Nos nove primeiros meses do ano, foram 3.741 contratações ante a 3.520, com superávit de 221 postos (4,30%).

Em seguida, vem o Comércio, com 8.185 admissões contra 8.025 afastamentos e saldo de 160 empregos (0,68%). A Indústria da Transformação capenga no ano. De janeiro a setembro, a atividade contratou apenas 2.874 operários ante a 3.901 demissões e déficit de 1.027 postos (-7,45%). Finalmente, a Agropecuária fez 657 admissões contra 831 demissões e saldo negativo de 172 empregos (-7,22%).

ESTOQUE

Não fosse o baixo desempenho da Indústria e da Agropecuária, Montes Claros poderá estar com um estoque melhor de empregos. Porém, o município superou a casa de 91 mil trabalhadores com carteira assinada, protegidos pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). São 91.086 trabalhadores fichados, com destaque para o Comércio, com 47.207 empregos estocados. Em seguida, vêm o Comércio (23.541), Indústria da Transformação 12.763), Construção Civil (5.364) e Agropecuária (2.211).

Cidade avança para estoque de 100 mil empregos
SETORES de Serviços e Comércio lideram a geração de empregos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Governo investe mais de R$ 17 mi na defesa agropecuária
Governo investe mais de R$ 17 mi na defesa agropecuária
Pequenos negócios geraram 9 em cada 10 empregos
Pequenos negócios geraram 9 em cada 10 empregos
Mulheres formam 70% do público do Crediamigo em Minas Gerais
Mulheres formam 70% do público do Crediamigo em Minas Gerais
BDMG reduz as taxas de financiamento para micro e pequenas empresas
BDMG reduz as taxas de financiamento para micro e pequenas empresas
Aplicações do Banco do Nordeste aumentam 25% em Minas Gerais
Aplicações do Banco do Nordeste aumentam 25% em Minas Gerais
Estado registra saldo superior a 140 mil empregos
Estado registra saldo superior a 140 mil empregos
País fechou 2023 com geração de 1.483.598 postos de trabalho
País fechou 2023 com geração de 1.483.598 postos de trabalho
Sebrae abre edital para credenciar empresas de consultoria em Minas
Sebrae abre edital para credenciar empresas de consultoria em Minas
Cerca de 8 milhões de empresas poderão usar o Desenrola
Sicoob estima liberar R$ 7 bi em crédito rural
Banco Central eleva expectativa da inflação
Governo se alia ao Serasa para ampliar o alcance
Inflação de janeiro fica em 0,42%
Projeto cria programa nos moldes do Desenrola Brasil para empresas
Energia solar atinge mais de R$ 184 bi em investimentos
Produção da indústria fecha com alta de 0,2%
BANNER 2
Rotary repassa recursos ao Lar Padre Henrique
Projeto aprovado pelo Senado vai novamente para a Câmara Federal
PF recaptura condenado a 96 anos que participou da Chacina de Unaí
Mulher baleada no rosto e braço em São João do Paraíso com 38
Retido ônibus com mercadorias avaliada sem R$ 200 mil na BR-135 em Montes Claros