Câmara debaterá problemas das obras da BR-135

Vereadora aponta direitos das comunidades às margens da rodovia e deveres da concessionária

A Câmara Municipal de Montes Claros será palco de importante audiência pública para discutir as responsabilidades da Eco-135, concessionária que administra a BR-135, e as consequências das obras de duplicação e melhoramento da rodovia para as comunidades do entorno, principalmente Santa Rita Rural. A reunião foi proposta pela vereadora Graça da Casa do Motor, do União Brasil, e será realizada no Plenário do Legislativo, no dia 20 de junho, às 10h.

A vereadora explica que a audiência foi motivada a partir de demandas apresentadas por moradores das comunidades. Ela visa chamar a atenção da diretoria da empresa, da promotoria pública e dos políticos para a necessidade de se respeitar os direitos das famílias que moram na região. A vereadora explica que a Eco-135 tem feito obras, que realmente beneficiam o tráfego, mas as comunidades se queixam da falta de humanização, diálogo e respeito por parte da empresa, aos direitos de quem mora há anos no local.

“A comunidade Santa Rita Rural, com mais de 400 famílias é dividia ao meio pela rodovia e o perigo é constante, principalmente para as pessoas idosas, com deficiências e para crianças que precisam atravessar de um lado para o outro. É sabido que no meio da via está previsto a construção de muro de contenção que vai impedir a travessia. Por isso, a passarela é uma necessidade urgente, e o retorno devem ser planejados com a participação da comunidade”, ressaltou Graça da Casa do Motor, que já participou de reuniões com moradores, vice-prefeito e secretários.

“O vice-prefeito Guilherme Guimarães não tem medido esforços para buscar soluções para garantir a segurança e o bem-estar da população, bem como o desenvolvimento sustentável da nossa região”, garantiu. A população denuncia ainda que a empresa, em virtude das obras, está passando com tratores e matando duas importantes nascentes, problema que, num futuro breve poderá ser sentido pelas pessoas.

“Estamos convocando para a audiência pública a Promotoria de Meio Ambiente, chamando o Dnit para a responsabilidade, também a secretária estadual de Educação, pois lá teremos, em breve, uma escola estadual de ensino médio. Precisamos ter respostas concretas da Eco-135 sobre tudo que será feito, quando e como será feito, como por exemplo, as margens”, ressaltou Graça.

A comunidade Santa Rita Rural reclama também que os tratores e caminhões estão estragando as estruturas de poços artesianos. Os canos que levam água para a população estão sendo destruídos, o que prejudica o abastecimento. “Precisamos unir forças com os deputados, que também serão convidados para a audiência, para que a voz das famílias do Santa Rita Rural chegue ao governador Romeu Zema. O evento será uma oportunidade para que a empresa explique o que será feito, bem como ouvir as demandas da população e dar atenção aos problemas levantados pela comunidade”, afirmou a vereadora.

ECO-135 – Além da duplicação, o contrato da concessionária com o Governo do Estado prevê obras de recuperação, pavimentação, sinalização e implantação de cinco bases de atendimento aos usuários e seis praças de pedágio na BR-135. Segundo a empresa, serão 136 km de duplicação, nos trechos entre Curvelo e Corinto e; entre Montes Claros e Bocaiuva, além de 80 km de acostamento.

Câmara debaterá problemas das obras da BR-135
Vereadora Graça da Casa do Motor e o vice-prefeito Guilherme Guimarães se reuniram com representantes das comunidades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Congresso da AMM reúne prefeitos
Congresso da AMM reúne prefeitos
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Dirigentes se reúnem para votar porte de arma para advogados
Ocorrências de queimadas mais que dobraram em um mês em MG
Posto do Sine disponibiliza 92 vagas de empregos na cidade
CBM anuncia concurso com 329 vagas em Minas
Comunidades recebem Programa Água Doce
Município adia início do prazo de inscrições para o dia 1º de julho
Adolescente chama bombeiros ao ver cobra em refrigerador
Sudene quer criar Rede para fomentar inovação na região
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste