[views count="1" print="0"]

Assembleia conhece plano de investimentos da Cemig

A Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, presidida pelo deputado Gil Pereira, do PSD, detalhou nessa quarta-feira o seu plano de trabalho, no âmbito do Fiscaliza Mais 2023/1º Biênio, definindo como tema central o programa de investimentos em infraestrutura elétrica da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

A Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, presidida pelo deputado Gil Pereira, do PSD, detalhou nessa quarta-feira o seu plano de trabalho, no âmbito do Fiscaliza Mais 2023/1º Biênio, definindo como tema central o programa de investimentos em infraestrutura elétrica da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

“Trata-se de acompanhamento que faz parte das atribuições do Legislativo Estadual, através das suas comissões. Fiscalizar e buscar melhorar o planejamento em infraestrutura da empresa estatal, mola propulsora da economia mineira, com propósito de expandir a rede de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, visando atender à demanda atual e futura da micro e minigeração de fontes renováveis de energia elétrica, especialmente a solar fotovoltaica, para o desenvolvimento sustentável e socioeconômico do Estado”, explicou Gil Pereira.

Assim como suas funções legislativa e representativa, a Casa monitora os vários órgãos do Estado e a execução das políticas públicas. Dentre as ações, destaca-se o Assembleia Fiscaliza, com as atividades de fiscalização das comissões temáticas e é composto por três frentes: Prestação de Contas do Governo, Tema em Foco e Audiências e visitas de fiscalização.

ENERGIA SOLAR – O Plano de Trabalho da Comissão cita pontos específicos, como apoiar o desenvolvimento do sistema elétrico em MG (geração, transmissão e distribuição) e a adoção de novas tecnologias na ligação dos sistemas fotovoltaicos on-grid (conectados à rede), além de aperfeiçoar e agilizar o processo de ligação de novos empreendedores à rede elétrica da Cemig.

E também acompanhar o andamento dos processos de autorização para ligação de sistemas on-grid na rede da Companhia, apurar as frequentes negativas para tais ligações e buscar soluções técnicas para suas causas, além de verificar denúncias de irregularidades na constituição e operação da Cemig SIM (empresa do grupo) e de obstáculos à aprovação, por parte dela, de projetos de geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis.

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES – “Nossa Comissão está muito atenta a estas questões, tendo realizado audiência pública sobre a temática no dia 23 de agosto, com a Cemig e as entidades representativas, Absolar, ABGD, MSL e Inel, além de dezenas de empresas (integradores), sobre as demandas da geração distribuída (GD) de energia solar, em Minas Gerais. Eles reivindicam agilidade às ligações à rede elétrica para os sistemas de micro e minigeração desta fonte limpa e renovável”, ressaltou o parlamentar.

Foi realizada, ainda, por solicitação do diretor do Sindicato Rural de João Pinheiro, Carlos Eduardo (Cadu), audiência pública com a Cemig, prefeitos, entidades representativas e dezenas de produtores do município e do Noroeste de Minas, que também apresentaram suas demandas em relação aos serviços prestados à região: “Em outubro, será a vez de debatermos sobre a Cemig SIM, reservando o mês de novembro para outra audiência pública com a estatal mineira, para reavaliação dos pontos abordados em agosto”, esclareceu o deputado.

LIDERANÇA DE MINAS – O deputado Gil Pereira destacou o potencial da Cemig em impulsionar a geração distribuída (GD) solar fotovoltaica em Minas Gerais, dentre vários outros setores, destacando que as cobranças à Companhia ocorrem desde 2021, no sentido de ampliar ainda mais os investimentos na área: “Em 2017, Minas tinha um ‘traço’ de energia fotovoltaica (GD Solar) e, hoje, conta com mais de 3,14 GW em telhados e terrenos de casas, condomínios, comércios, pequenas indústrias e propriedades rurais. Isso, em qualquer lugar do mundo, é muito importante”.

“Em Minas, colhemos os resultados do trabalho que iniciei há mais de dez anos, a partir de quando criei as inovadoras leis estaduais de incentivo que propiciaram a nossa liderança nacional no setor. Ao somarmos a geração centralizada (GC) das grandes usinas (3,56 GW), chegamos ao total de 6,70 GW em potência instalada de energia fotovoltaica, correspondentes a quase 20% de toda a energia solar produzida no país. E são quase 200 mil novos empregos gerados”, destacou Gil Pereira.

Assembleia conhece plano de investimentos da Cemig
A Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Gil Pereira, conheceu detalhes do plano de trabalho da Cemig

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Vereadores destacam seminário que revela clima árido na região
Vereadorese revela clima árido na região
Minas Gerais larga na frente rumo à COP 30
Minas Gerais larga na frente rumo à COP 30
Bancada cobra ações para enfrentar a seca
Bancada cobra ações para enfrentar a seca
Santiago destaca união para construção de ponte
Santiago destaca união para construção de ponte
Amams celebra reconhecimento de emergência
Amams celebra reconhecimento de emergência
Montes-clarense assume presidência do CNPG
Montes-clarense assume presidência do CNPG
Condel da Sudene aprova financiamento do FNE
Condel da Sudene aprova financiamento do FNE
Dólar dispara para R$5,43 após desgaste de Haddad com Senado e discurso de Lula
Dólar dispara para R$5,43 após desgaste de Haddad com Senado e discurso de Lula
Prefeituras recebem R$ 3,9 bilhões de FPM
Minas cobra recursos de concessões ferroviárias proporcionais à sua malha
Lula defende taxação de super-ricos
Câmara homenageia Usina de Biocombustível Darcy Ribeiro
Amams sediará capacitação de programa para prefeituras
Vereadores destacam obras de mobilidade
Câmara quer aposentadoria especial para caminhoneiros
Prefeituras receberam primeiro FPM de junho
Prefeituras recebem R$ 3,9 bilhões de FPM
Minas cobra recursos de concessões ferroviárias proporcionais à sua malha
Vereadorese revela clima árido na região
Minas Gerais larga na frente rumo à COP 30
Região já tem municípios no clima árido