Assembleia aprova repasse a hospitais filantrópicos

O Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou em 1º turno a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 13/23, que trata do repasse direto de emendas parlamentares impositivas a hospitais filantrópicos em anos eleitorais.

O Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou em 1º turno a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 13/23, que trata do repasse direto de emendas parlamentares impositivas a hospitais filantrópicos em anos eleitorais. A votação ocorreu em Reunião Extraordinária dessa quarta-feira.

A PEC é assinada por 26 parlamentares, sendo o primeiro deles o deputado Arlen Santiago, do Avante, presidente da Comissão de Saúde da ALMG. Nessa primeira votação do Plenário, os deputados acataram o texto (substitutivo nº 2) apresentado pela Comissão Especial que analisou a matéria e que permite repasses via municípios e instrumentos jurídicos.

Além de hospitais filantrópicos, em sua redação original a PEC permite o repasse direto de emendas parlamentares em anos eleitorais também a Santas Casas que atuem de forma complementar ao Sistema Único de Saúde (SUS), a Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), asilos e vilas vicentinas que tenham o Certificado de Entidades Beneficentes de Assistência Social (Cebas).

Como aprovada até aqui, a PEC, que retorna à comissão especial para nova análise, acrescenta dispositivos aos artigos 160 e 160-A da Constituição. Assim, fica previsto que, na modalidade da transferência especial, a emenda parlamentar possa indicar para execução do município os recursos a serem repassados para entidades privadas sem fins lucrativos que atuem de forma complementar ao Sistema Único de Saúde (SUS) e ao Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Fica estabelecido que o município deve fazer o repasse dos recursos à entidade privada indicada por meio de convênio ou outro instrumento jurídico no qual deverá ser definido o objeto do gasto. E que o repasse desses recursos poderá se dar também por meio de subvenção social (transferência de recursos de ente público para ente privado sem fins lucrativos com o objetivo de cobrir despesas de custeio). Esses repasses não podem envolver a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios à população ou à entidade privada, restrições que impedem a recusa.

GASTO E ALOCAÇÃO – No instrumento que tratar do repasse, o objeto do gasto deve observar dispositivos já existentes na Constituição, como destinar pelo menos 70% das transferências especiais para aplicação em despesas de capital, ficando vedada sua destinação a despesas com pessoal e encargos sociais relativas a ativos e inativos e com pensionistas.

Conforme parecer da Comissão Especial, a solução permitirá que os gestores municipais, sensíveis às necessidades e às particularidades dos serviços públicos locais de saúde e assistência social, prestados com o relevante apoio das entidades filantrópicas, tenham, quanto ao objeto dos seus gastos, uma alocação mais eficiente dos recursos provenientes das emendas parlamentares impositivas.

Assembleia aprova repasse a hospitais filantrópicos
Presidente da Comissão de Saúde da AL, Arlen Santiago foi o primeiro a assinar a PEC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Saúde reforça prevenção e enfrentamento às doenças respiratórias
Saúde reforça prevenção e enfrentamento às doenças respiratórias
HDG promove vacinação contra a gripe para colaboradores
HDG promove vacinação contra a gripe para colaboradores
Região ganha reforço de leitos e CAPS
Região ganha reforço de leitos e CAPS
Jaíba recebe Selo Prata pelo alcance de metas do PNI
Jaíba recebe Selo Prata pelo alcance de metas do PNI
SES-MG e Ministério destinam R$ 89,9 milhões a municípios
SES-MG e Ministério destinam R$ 89,9 milhões a municípios
Hospital Aroldo Tourinho realiza Semana da Enfermagem
Hospital Aroldo Tourinho realiza Semana da Enfermagem
Deputado culpa Prefeitura pela crise na saúde
Deputado culpa Prefeitura pela crise na saúde
Hospitais do Norte de Minas propõem abertura de 141 leitos pediátricos
Hospitais do Norte de Minas propõem abertura de 141 leitos pediátricos
Salas de Vacinação em Montes Claros
Governo antecipa parcelas da dívida com municípios
Município entrega duas unidades de saúde
Vereador vê benefício para o Independência
Abertas inscrições para processo seletivo da SES-MG
Cenário aponta em média 14 pessoas diagnosticadas com a doença no Estado
Norte de Minas ainda não foi contemplado com a vacina
Serviços de atenção especializada vão receber mais de R$ 21 milhões
Saúde reforça prevenção e enfrentamento às doenças respiratórias
Sindicato da PP ameaça ‘parar’ visita a detentos
Bombeiros realizam captura de serpente em área urbana
Sejusp intensifica acesso à documentação para detentos
CB participa de ação preventiva em escola contra acidentes de trânsito