SES-MG e HUCF alinham ações para o atendimento a vítimas

A Coordenadoria de Vigilância em Saúde da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros concluiu, nessa sexta-feira (29/9), o treinamento sobre acidentes com animais peçonhentos e atendimento antirrábico humano, envolvendo profissionais que trabalham no Pronto-Socorro do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF).

A Coordenadoria de Vigilância em Saúde da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros concluiu, nessa sexta-feira (29/9), o treinamento sobre acidentes com animais peçonhentos e atendimento antirrábico humano, envolvendo profissionais que trabalham no Pronto-Socorro do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF). Em três dias, o treinamento conduzido pela referência técnica da SRS, Amanda de Andrade Costa, envolveu todos os profissionais do pronto-socorro para alinhar as ações implementadas pelo Hospital, pela Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SESMG) e pela Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros, que detém a gestão plena dos prestadores de serviços hospitalares.

Amanda Costa destaca que o HUCF presta importante atendimento a vítimas de acidentes por animais peçonhentos. Informa que 30% dos casos notificados na área de atuação da SRS são atendidos pela instituição. Entre 2018 e 2022 o HU atendeu 14.212 pessoas, sendo 92% do público de Montes Claros e 8% de outros municípios.

Os acidentes com escorpiões lideram o ranking de notificações nos últimos cinco anos, chegando a 12.399 casos, seguido pelos acidentes com serpentes (578), aranhas (327), abelhas (161) e lagartas (127). Foram registrados sete óbitos entre 2018 e 2021. Amanda Costa lembrou da importância e da necessidade de os municípios e serviços de saúde reforçarem junto à população as ações de educação em saúde, com foco na prevenção contra os acidentes com animais peçonhentos.

“Os óbitos são evitáveis desde que a população esteja conscientizada sobre a importância da prevenção e dos cuidados a serem adotados. Atenção especial deve ser dada às crianças, principalmente à faixa etária de um a quatro anos que está mais sujeita a evoluir para um pior quadro clínico em curto espaço de tempo”, pontuou a referência técnica da SRS.

A notificação correta dos acidentes por animais peçonhentos também foi outro ponto destacado. Isso porque, explica Amanda Costa, com base nas informações epidemiológicas é que o Ministério da Saúde e a SESMG estabelecem políticas e ações voltadas para conter o aumento dos acidentes por animais peçonhentos. Além disso, o treinamento também abordou a importância da identificação do animal para a administração correta de soro; a conservação de insumos; a organização dos serviços de saúde e a adoção dos protocolos corretos para o atendimento às vítimas de acidentes.

PREVENÇÃO

A prevenção a acidentes com animais peçonhentos deve ser redobrada, sobretudo no caso dos escorpiões. No Norte de Minas, os acidentes envolvem especialmente a espécie Tityus serrulatus, mais conhecida como escorpião amarelo. Entre as medidas de prevenção estão: uso de calçados e luvas nas atividades rurais e de jardinagem; examinar calçados, roupas pessoais, de cama e banho antes de usá-las; afastar camas das paredes e evitar pendurar roupas fora de armários; não acumular entulhos e materiais de construção; limpar regularmente móveis, cortinas, quadros, cantos de parede; vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos, forros e rodapés.

Também é recomendada a utilização de telas, vedantes ou sacos de areia em portas, janelas e ralos; manter limpos os locais próximos das casas, jardins, quintais, paióis e celeiros; evitar plantas tipo trepadeiras e bananeiras junto às casas e manter a grama sempre cortada; limpar terrenos baldios, pelo menos na faixa de um a dois metros junto ao muro ou cercas.

SOROTERAPIA

Coordenadora de vigilância em saúde, Agna Soares da Silva Menezes observa que há mais de sete anos a SRS de Montes Claros criou 18 polos de soroterapia para atendimento a vítimas de acidentes por animais peçonhentos. O objetivo é agilizar os atendimentos e, com isso, reduzir as possibilidades de óbitos. A localização dos polos levou em consideração informações epidemiológicas e geográficas.

Em Montes Claros, o HUCF é o centro de referência para o atendimento de vítimas de acidentes por animais peçonhentos. Outras 17 unidades hospitalares de referência estão sediadas em Bocaiúva; Coração de Jesus; Espinosa; Grão Mogol; Francisco Sá; Jaíba; Janaúba; Mato Verde; Mirabela; Monte Azul; Montezuma; Ninheira; Porteirinha; Rio Pardo de Minas; São João do Paraíso; Salinas e Taiobeiras

TREINAMENTO de alinhamento de ações sobre acidentes com animais peçonhentos na cidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Pedestre fica ferido ao ser atropelado por carro
Pedestre fica ferido ao ser atropelado por carro
Montes Claros Vôlei segue coma preparação para o Brasileiro
KAIO
Futebol coloca Montes Claros em evidência nacional e internacional
Conab promove o fortalecimento da biodiversidade brasileira
Conab promove o fortalecimento da biodiversidade brasileira
3º Festival gastronômico e cultural valoriza sabores e saberes do sertão mineiro
3º Festival gastronômico e cultural valoriza sabores e saberes do sertão mineiro
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
Forças de segurança protestam por reajuste
Campanha Vire Carranca mobiliza população da bacia do Velho Chico
Turismo brasileiro tem o melhor primeiro trimestre em faturamento desde 2019
Zema exalta posse de montes-clarense no TSE
Congresso destaca apoio do Governo às prefeituras
Dirigentes se reúnem para votar porte de arma para advogados
Ocorrências de queimadas mais que dobraram em um mês em MG
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste