Técnicos do Instituto Cidade Legal passam por treinamento em drone

A tecnologia a serviço da dignidade do imóvel legal. Membros da engenharia do Instituto Cidade Legal passaram por treinamentos para operar o drone mais avançado em tecnologia de aerolevantamento no mundo.

A tecnologia a serviço da dignidade do imóvel legal. Membros da engenharia do Instituto Cidade Legal passaram por treinamentos para operar o drone mais avançado em tecnologia de aerolevantamento no mundo.

Com isso, os trabalhos técnicos ganharão agilidade e maior qualidade.

O curso é ministrado pela AGF Geotecnologia. João Pedro Santos, técnico em agrimensura, esteve na sede da entidade, em Montes Claros, para ensinar a operação do drone DJI Matrice 350. A aeronave é utilizada por multinacionais para rastreio de imagens de alta qualidade – e agora, o Instituto Cidade Legal terá mais qualidade em seus projetos.

“Ele é um drone utilizado na área de engenharia em questões de mapeamento e monitoramento. Ele é o top de linha; empresas como a Vale adquirem esta aeronave, por exemplo, para monitoramento de barragens. Além disso, é também usado para geração de modelo 3D”, comenta João Pedro.

Para o trabalho de aerolevantamento, o técnico é enfático: este modelo irá trazer mais agilidade e otimização: “A qualidade da câmera e o sensor dela dizem muito sobre isso. Um drone mais convencional tem autonomia de 15 minutos de voo. Você teria que fazer mais etapas para cobrir uma área maior”, aponta. O DJI Matrice 360 tem autonomia de voo de 50 minutos e consegue monitorar áreas em altitude baixa.

Os profissionais do Instituto Cidade Legal tiveram, no primeiro dia, instruções sobre as especificações técnicas e realizaram voos experimentais com o drone, além do envio e processamento de dados gerados por ele.

No segundo dia, o técnico passou mais informações sobre o DJI Matrice 360 e tirou dúvidas dos agrimensores sobre a nova máquina. O investimento em aerolevantamento é uma das ações da entidade para agilizar os processos de regularização fundiárias dentro da lei federal 13.465/17, conhecida como lei da Reurb.

A engenharia é um dos processos essenciais para a retirada da informalidade dos terrenos urbanos: mapeando estes locais, identificando as unidades irregulares e produzindo projetos urbanísticos, para que estes sejam aprovados pelos órgãos envolvidos no processo e enfim, beneficiar as famílias que buscam ter a escritura registrada de seus imóveis.

“Agilidade e qualidade. Nosso desafio é fazer mais e melhor. Temos milhões de imóveis ainda para regularizar no Brasil. Como entidade referência nacional no segmento, sempre acompanhamos os avanços do mercado e procuramos nos aprimorar para melhor servir”, explica Ruan Victor Rodrigues, presidente do Instituto.

Técnicos do Instituto Cidade Legal passam por treinamento em drone
Empresa de Belo Horizonte veio até a sede da entidade para qualificar profissionais em novas tecnologias para a regularização fundiária

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
DPMG realizará mutirão em São Francisco
DPMG realiza Mutirão das Famílias nesta sexta
Fórum abordará influência das redes na carreira profissional
Fórum abordará influência das redes na carreira profissional
Lote sujo preocupa moradores e comerciantes
Lote sujo preocupa moradores e comerciantes
Empresa vencedora vai executar obra de cratera
Empresa vencedora vai executar obra de cratera
Entidades empresariais realizam o Acelera 3.0 na cidade no dia 22
Entidades empresariais realizam o Acelera 3.0 na cidade no dia 22
Com uso de drone, homem desaparecido é encontrado
Com uso de drone, homem desaparecido é encontrado
Obra da ponte do JK avança e deverá ser concluída em maio
Obra da ponte do JK avança e deverá ser concluída em maio
Jovem que ingeriu colher deixa hospital sem finalizar tratamento
Projeto MP em Movimento será lançado hoje em MOC
TRE instala posto temporário na Assembleia Legislativa
Amams promoverá encontro para discutir assistência social
Januária passará por inspeção técnica na Comarca
Lançamento será em Montes Claros no dia 18
Secretário exalta relevância de programa que atende a região
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG
Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
Reforço na fiscalização ambiental em Minas
Dupla detida suspeita de tráfico de drogas
Homem condenado a 14anos de prisão por homicídio
Pássaros da fauna silvestre apreendidos