Secretaria anuncia retorno das aulas do Proerd

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG) e da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), acompanhou, nessa quarta-feira o início das atividades de 2024 do Programa Estadual de Resistência às Drogas (Proerd).

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG) e da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), acompanhou, nessa quarta-feira o início das atividades de 2024 do Programa Estadual de Resistência às Drogas (Proerd). A iniciativa tem papel importante para fortalecer medidas de segurança no ambiente escolar, atuando na prevenção ao uso de drogas e no combate à violência entre crianças e jovens em todo o estado.

A vistoria foi na Escola Estadual Padre Eustáquio, em Belo Horizonte, onde os militares instrutores do programa realizam uma dinâmica com os estudantes. A secretária adjunta de Estado de Educação, Geniana Guimarães Faria, e a capitão Lilian Aparecida Fernandes Dias, coordenadora metodológica do Proerd, destacaram que a parceria contribui para que as escolas sejam locais não só de aprendizado, mas de desenvolvi- -mento da cidadania em um ambiente seguro e agradável.

“Este é um programa de relevância para a Secretaria de Estado de Educação, que tem como objetivo trabalhar competências emocionais que vão ajudar nossos estudantes a dar conta dos desafios da vida deles”, destacou Geniana. “Esse é um movimento muito importante para nós, porque vai ao encontro de um programa que estamos lançando, que é o Projeto Socioemocional. Nosso objetivo é trabalhar, além das competências emocionais dos nossos estudantes, a melhoria do convívio escolar, sempre pensando na segurança de cada um deles”, pontuou a secretária adjunta.

A capitão Lilian explicou como o Proerd contribui com a educação para orientar os estudantes e promover o desenvolvimento humano. “Os policiais militares que participam de forma voluntária do programa realizam as atividades com crianças do ensino fundamental. Agora com essa parceria com a Secretaria de Estado de Educação, está sendo implementado também no ensino médio em todas as escolas de Minas Gerais”, comentou a militar. O Proerd atende estudantes da rede pública no estado matriculados nos anos finais do ensino fundamental e ensino médio. Em 2023, cerca de 46 mil estudantes das escolas estaduais foram atendidos pelo programa.

PROERD NO ENSINO MÉDIO – Nos dias 4 e 6 de março, será realizado o primeiro curso de Habilitação de Instrutores do Proerd para atender o Currículo Referência de Minas Gerais (CRMG) do ensino médio, que capacitará cerca de 40 militares. A PMMG adaptou as atividades do Proerd em consonância com o que está previsto no currículo mineiro. Em 2023, teve início a aplicação piloto para iniciar a capacitação no ensino médio.

O programa também realizou um trabalho de inclusão no Instituto São Rafael, com tradução do material das aulas do Proerd para o braile para que os estudantes que são deficientes visuais pudessem ter acesso a todo conteúdo ensinado, beneficiando também este público com o trabalho educativo realizado pelos militares.

FORMAÇÃO CIDADÃ E SOCIOEMOCIONAL – As lições do Proerd ensinam os estudantes a trabalharem o autoconhecimento, autocontrole, inteligência emocional, o relacionamento interpessoal, aspectos relevantes que ajudam a Secretaria de Estado de Educação a entender de forma mais individualizada o perfil dos estudantes.

“Durante as atividades, colocamos uma caixa do Proerd para os estudantes deixarem perguntas para esclarecer dúvidas que eles não querem expor junto aos colegas. Às vezes eles deixam recados importantes de situações de vulnerabilidade que sofrem dentro do ambiente familiar”, explicou o sargento Reginaldo Rodrigues de Brito, instrutor do Proerd na Escola Estadual Padre Eustáquio há três anos. “Por isso, ensinamos os alunos a lidarem com situações como essa, a se defenderem, se fortalecerem para dizer não às drogas e outros perigos aos quais ficam expostos na sociedade”, conclui. “O Proerd me ajudou a trabalhar o autoconhecimento, o que me direcionou a buscar o caminho em que estou hoje, a cursar a faculdade de Veterinária. Me lembro que eles falavam muito sobre os prejuízos do cigarro na vida social, o que me motivou a conversar com alguns familiares sobre os malefícios do vício”, contou Marcela Machado Dias, ex-aluna da E.E. Padre Eustáquio, que participou do programa quando cursava o ensino fundamental na unidade, aos 11 anos.

O trabalho conjunto é também um importante norteador para a SEE/MG criar projetos em outras frentes. Foi assim que policiais militares e professores da Escola Estadual Abílio Caixeta de Queiroz, de Patos de Minas, no Sul do Estado, conseguiram ajudar um estudante do ensino fundamental da unidade que tinha dificuldades no relacionamento com os colegas e no aprendizado.

“Ele participou do programa nos anos de 2022 e 2023. Com os ensinamentos passados pelos policiais e o trabalho pedagógico que fizemos com professores, especialistas, além do reforço escolar, aplicado de forma pontual, ele evoluiu muito e melhorou o desempenho e o comportamento. Fiquei muito feliz com o resultado”, comemorou a diretora Denise Aparecida Pereira de Leles.

A partir de escutas de casos semelhantes e de diálogos com os parceiros, foi que a secretaria criou o Projeto Socioemocional. Na iniciativa, a PMMG participa como colaboradora do questionário da pesquisa de clima escolar, que irá fornecer subsídios importantes à SEE/MG para construção da matriz de risco da rede.

PARCERIACOM A PMMG – Desde 2021, a SEE/MG já destinou R$ 40,3 milhões aos programas desenvolvidos em parceria com a PMMG. Além do Proerd, a Patrulha Escolar e o Programa de Educação Ambiental (Progea) fazem parte da articulação e dos esforços para tornar o ambiente escolar mais seguro.

Foram adquiridos equipamentos como notebooks e projetores, 154 novas viaturas que também auxiliam o trabalho da Patrulha Escolar na rede de ensino, bem como o desenvolvimento de cursos de capacitação e seminários. Além disso, mais de 1,3 mil militares foram capacitados para atuar no programa, incluindo, ações do Proerd voltadas para o ensino médio, para alunos com autismo e para os pais.

SOBRE O PROERD – O programa está presente em Minas desde 1998 e já atendeu mais de 4 milhões de crianças e adolescentes, além de pais e responsáveis pelos estudantes. A iniciativa no Brasil teve como base o Projeto D.A.R.E. (Drug Abuse Resistance Education), implantado nos Estados Unidos em 1983, e atualmente presente em mais de 58 países.

As aulas nas escolas de Minas Gerais são ministradas por policiais militares fardados que, orientados por manuais específicos, ensinam crianças e adolescentes a reforçar a autoestima, lidar com tensões, resistir às pressões do ambiente, além de aprimorar o espírito de cidadania.

Secretaria anuncia retorno das aulas do Proerd
O Proerd tem papel importante para fortalecer medidas de segurança no ambiente escolar, atuando na prevenção ao uso de drogas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Programa Água Doce realiza ações no semiárido mineiro
Programa Água Doce realiza ações no semiárido mineiro
DPMG promove Mutirão das Famílias
DPMG promove Mutirão das Famílias
MP Itinerante atende população de 3 municípios norte-mineiros
MP Itinerante atende população de 3 municípios norte-mineiros
Sedese e Servas querem impulsionar ações sociais
Sedese e Servas querem impulsionar ações sociais
Copasa participará das ações do MP Itinerante nesta quinta-feira
Copasa participará das ações do MP Itinerante nesta quinta-feira
Servas participará das ação do MP Itinerante no Norte de Minas
Servas participará das ação do MP Itinerante no Norte de Minas
Prefeitura de Patis entrega títulos para 680 famílias
Prefeitura de Patis entrega títulos para 680 famílias
COMITÊ DEFINE AÇÕES DE PROTEÇÃO DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES
Comitê define ações de proteção das crianças e dos adolescentes
Parques da região contam com cadeiras adaptadas para pessoas com mobilidade reduzida
OAB oferta treinamento gratuito sobre marketing e tráfego pago
Defensoria Pública realiza nova edição do Projeto Oportunidade
Somente 20% das brasileiras conhecem a Lei Maria da Penha
Vereador garante aplicação de lei em benefício de deficientes
Comissão aprova inclusão de jovens de 18 a 21 anos no Bolsa Família
Ipsemg oferecerá serviço de Assistência Domiciliar
Cliente vai ser indenizado por erro na entrega de ternos
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Lava-jato era usado com o ponto de tráfico de drogas
Recurso vai definir se polícia pode criar site para identificar envolvidos
Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG