Projeto vai garantir alimentos da agricultura familiar na merenda

O primeiro projeto de lei apresentado no Senado em 2024 é voltado ao benefício de estudantes e pequenos agricultores.

O primeiro projeto de lei apresentado no Senado em 2024 é voltado ao benefício de estudantes e pequenos agricultores. De autoria do senador Laércio Oliveira, do PP-SE, o PL 1/2024, quer garantir que o percentual mínimo de 30% da alimentação nas escolas seja proveniente da agricultura familiar, conforme determina a Lei 11.947, de 2009, para estimular a criação de mercados locais que passam a entregar seus produtos para a própria comunidade.

Para isso, a ideia é criar um sistema de monitoramento, incentivos e apoio para garantir o cumprimento dessa determinação em um prazo máximo de três anos. Dessa forma, o projeto prevê que todos os municípios possam adquirir ao menos 30% da merenda escolar das mãos de produtores locais com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

O projeto estabelece que os municípios que comprovarem o cumprimento da lei receberão bônus do PNAE de até 5% no ano seguinte ao do cumprimento. Já os municípios que não comprovarem o cumprimento da determinação devem ser inscritos em programa de assistência técnica do governo federal para fazer a adequação e também serão convidados a participar de capacitação específica.

No texto, o senador destaca o papel da agricultura familiar na segurança alimentar dos brasileiros e cita dados do IBGE apontando que cerca de 87% da produção da mandioca brasileira vem da agricultura familiar, 70% do feijão, 60% do leite, 59% dos suínos, 46% da produção de aves e 51% da produção de milho. “Além de ser importante para o abastecimento alimentar, a agricultura familiar garante ocupação para mais de 10 milhões de brasileiros, mantendo a mulher e o homem no campo, com dignidade”, ressalta Laércio.

O senador também destaca, no entanto, que nem todos os agricultores familiares conseguem vender seus produtos no mercado de forma satisfatória, havendo problema de falhas no mercado em algumas situações. “Ao mesmo tempo, as crianças e adolescentes que frequentam as escolas precisam de alimentação fresca e saudável para poderem se desenvolver e ter bom desempenho nas aulas”, conclui o parlamentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Sertão pauta palestra de abertura da Semana da Matemática e Física
Sertão pauta palestra de aberturada Semana da Matemática e Física
Sicoob Credinor amplia programa Financinhas nas escolas para crianças
Sicoob Credinor amplia programa Financinhas nas escolas para crianças
Unimontes inicia tratativa para expandir a internacionalização
Unimontes inicia tratativa para expandir a internacionalização
Senac em Montes Claros oferece vagas em onze cursos gratuitos
Senac em Montes Claros oferece vagas em onze cursos gratuitos
Taxa de alfabetização de Montes Claros supera a média do Estado
Taxa de alfabetização de Montes Claros supera a média do Estado
Associação homenageará editora da Unimontes pelos seus 25 anos
Associação homenageará editorada Unimontes pelos seus 25 anos
Estudantes recebem orientações sobre ações seguras no trânsito
Estudantes recebem orientações sobre ações seguras no trânsito
Estudantes têm estágios garantidos em empresas do Vale do Lítio
Estudantes têm estágios garantidos em empresas do Vale do Lítio
Governo e municípios entregam novas obras
Unimontes abre 371 vagas para candidatos acima dos 60 anos
CB participa de ação preventiva em escola contra acidentes de trânsito
Deputados garantem ampliação de benefícios para universitários
Escola Florêncio Pereira homenageia famílias em Monte Azul
Estado repassou R$ 180 mi para manutenção e custeio das escolas
Câmara comemora o Dia do Movimento Estudantil
Secretaria de Educação está com vagas de estágio abertas em MG
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste