Projeto depende de recursos para avançar

Lar Padre Henrique articula por repasse de emendas parlamentares, apoio de empresas e do Ministério Público

A diretoria do Lar Padre Henrique retoma as articulações e intensifica a campanha em busca de mais apoio dos diferentes setores da sociedade de Montes Claros para permitir o avanço das obras e sua conclusão, em menor intervalo de tempo, visando a garantir espaço confortável e adequado para abrigar 40 idosos. A instituição pretende contar com recursos de emendas parlamentares da Bancada do Norte na Assembleia Legislativa, na Câmara dos Deputados, dos vereadores de Montes Claros, como também de pessoas jurídicas e físicas da cidade, já que o projeto é de elevado alcance social, pela falta de vagas para atender à demanda crescente deste público-alvo. Além disso, também vive a expectativa de receber contribuição do Ministério Público de Minas Gerais, através da Procuradoria-Geral de Justiça, que sinalizou com esta possibilidade.

O prédio está sendo erguido em terreno doado pelo Município, pelo ex-prefeito Luiz Tadeu Leite, do MDB, na Avenida Antônio (Toninho) Lafetá Rebello, no bairro Santa Lúcia, com recursos repassados pela população, pelo fato de a instituição não contar com renda própria para bancar o projeto da maior importância, para atender idosos, diante da carência de vagas nos lares de longa permanência na cidade. Ao visitar as obras, na manhã dessa sexta-feira, acompanhado de demais diretores e de apoiadores como a Coordenadoria da Pessoa Idosa da Prefeitura de Montes Claros, o presidente do Lar Padre Henrique, o cirurgião plástico Carlos Alberto Rocha Souza, destacou a necessidade de se desenvolver campanha mais efetiva, a partir de agora, com o objetivo de angariar recursos necessários ao avanço das obras, que estão sendo tocadas de acordo com as doações.

”Como não temos receita própria, precisamos de todos os tipos de ajuda da população, para que tenhamos condições de prosseguir com o projeto de construção do Lar Padre Henrique, cuja relevância social é inquestionável. Vamos garantir, ao final da construção, estrutura adequada e das mais confortáveis, para abrigar 40 idosos, que já deram sua parcela de colaboração, das mais diferentes formas, ao seu modo e ao seu tempo, à construção do desenvolvimento econômico e social de nosso município e merecem todo o nosso respeito e consideração”, afirmou Carlos Alberto Rocha Souza. Ele está confiante de que a campanha vai sensibilizar a classe política, além de pessoas físicas e jurídicas a dar a importante parcela de colaboração para viabilizar o empreendimento.

Diretora financeira do Lar Padre Henrique, a advogada Silvana Carvalho Mendes, confirma que o maior problema é a falta de recursos para maior celeridade do projeto, frisando que elas são tocadas desde o início, com dificuldade, de acordo com as doações feitas gradualmente, por pessoas físicas e jurídicas. “Não é fácil tocar um projeto desse porte, que precisa de recursos expressivos, mas com a sensibilidade da população de Montes Claros a uma causa nobre, não tenho dúvida de que vamos concluir as obras e entregar este espaço com a devida e necessária estrutura para acolher idosos, que nesta fase da vida precisam receber apoio cada vez maior, para que tenham qualidade de vida”, afirmou Silvana, ao confessar a preocupação com o que se arrecada atualmente, de doações. “A conta não fecha”, diz ao externar preocupação com o futuro. Lembra que a maior parte da doação para as obras é da Construtora Rocha Souza (CROS) de propriedade da família de Carlos Alberto Rocha Souza.

Já o Diretor de Comunicação social da instituição, o jornalista e empresário Hélio Machado volta a bater na tecla que a classe política precisa chamar para si a responsabilidade de garantir recursos para a continuidade e conclusão das obras. Com este objetivo, será mantido contato com os representantes do Norte de Minas na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e na Câmara dos Deputados, para que repassem recursos de emendas ao projeto. Ele também sugere que o presidente da AL, o deputado Tadeu Martins Leite, o Tadeuzinho, do MDB, encabece movimento junto ao governo do Estado para pedir ajuda financeira ao governador Romeu Zema, do Novo, à relevante iniciativa. “Os idosos precisam e merecem nosso total e irrestrito apoio”, sustenta.

APOIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO – Além disso, a expectativa da entidade é de conseguir apoio financeiro do Ministério Público de Minas Gerais, que dispõe de recursos para financiar projetos em diferentes setores, de elevado alcance social, de interesse público, como é o do Lar de Idosos Padre Henrique. Articulações iniciais com esta finalidade foram realizadas no segundo semestre do ano passado, em reunião de Carlos Alberto Rocha Souza, Silvana Mendes e Hélio Machado com o Procurador-Geral de Justiça do Estado de Minas Gerais, Jarbas Soares Júnior, na sede da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams). O deputado Arlen Santiago, do Avante, também esteve presente e, atendendo a reivindicação do jornalista, se comprometeu em ajudar, através do repasse de emenda parlamentar.

Depois de conhecer o projeto em linhas gerais, o procurador se dispôs a apoiá-lo, sugerindo que a direção da instituição se reúna no MP, em Belo Horizonte, com equipe da promotoria que trata destas questões para avançar nos entendimentos. A intenção da diretoria do Lar Padre Henrique é de agendar este encontro ainda neste semestre. Se este apoio se concretizar, como se espera, será um dos passos mais importantes para acelerar as obras e concluí-las em menor intervalo de tempo, afirma Carlos Alberto Rocha Souza.

DEMANDA CRESCENTE – Com número reduzido de lares de longa permanência, Montes Claros enfrenta o problema da falta de vagas para idosos nestes estabelecimentos. A situação piora a cada dia, com o aumento da demanda e a inexistência de mais oferta de vagas. A avaliação é da titular da Coordenadoria da Pessoa Idosa da Prefeitura, a assistente social Cibely Freire Diniz Oliveira, que convive com o problema no cotidiano e há anos.

Segundo ela, que acompanha desde o início e apoia o projeto, a construção do Lar Padre Henrique é de grande importância para amenizar o problema, que considera dos mais complexos, por conta do aumento da expectativa de vida dos brasileiros, constatado através de pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “O aumento da expectativa de vida é muito positivo e interessante para todos nós, que desejamos viver mais, da mesma forma que é necessário criar condições para melhorar cada vez mais o nível de vida dos nossos idosos. Precisamos unir forças para que isso aconteça na prática”, conclui.

Diretores e apoiadores visitaram, na manhã da última sexta-feira, as obras do Lar Padre Henrique, em construção em terreno no bairro Santa Lúcia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Congresso da AMM reúne prefeitos
Congresso da AMM reúne prefeitos
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Dirigentes se reúnem para votar porte de arma para advogados
Ocorrências de queimadas mais que dobraram em um mês em MG
Posto do Sine disponibiliza 92 vagas de empregos na cidade
CBM anuncia concurso com 329 vagas em Minas
Comunidades recebem Programa Água Doce
Município adia início do prazo de inscrições para o dia 1º de julho
Adolescente chama bombeiros ao ver cobra em refrigerador
Sudene quer criar Rede para fomentar inovação na região
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste