O promotor de justiça Paulo Cesar Dias, o juiz da Comarca, Marcos Antônio Ferreira, e a servidora do Cejusc Rosane Rabelo

Secretaria vai disponibilizar plataforma digital aos cerca de 185 mil estudantes do ensino médio da rede pública estadual

Promover uma educação de qualidade e acessível a todos é um objetivo fundamental para garantir o desenvolvimento integral e a igualdade de oportunidades na sociedade. Neste sentido, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG), anunciou, nessa terça-feira, uma série de ações voltadas ao processo de aprendizagem e preparação dos estudantes da rede estadual de ensino para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Uma das principais novidades para a preparação dos estudantes para o Enem é a plataforma Estudo Play, ambiente virtual em que os cerca de 185 mil alunos da rede estadual matriculados no ensino médio terão acesso gratuito às ferramentas que trazem recursos inovadores para potencializar o aprendizado dos mineiros da rede estadual de ensino.

O anúncio reuniu mais de 200 estudantes no auditório do Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH), na capital mineira, e contou com a participação da secretária adjunta de Estado de Educação, Geniana Guimarães Faria, que destacou a busca constante da secretaria para impulsionar, de formas variadas, o melhor desempenho dos estudantes em Minas.

“Hoje é um dia muito importante para a educação em Minas Gerais, especialmente para os estudantes do ensino médio, e ainda mais para os que estão no 3º ano. Temos um grande desafio pela frente: garantir que nossos estudantes possam acessar o Enem, fazer a prova e trilhar seus caminhos rumo à universidade. Nosso objetivo é assegurar que os estudantes façam a prova com qualidade, e estamos confiantes de que conseguiremos alcançar esse objetivo”, disse Geniana, que teve um momento de bate-papo com os alunos.

BENEFICIADOS – Estudantes do 3º ano do ensino médio e dos 2º e 3º períodos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) terão acesso à plataforma Estudo Play, disponível a partir da segunda quinzena de abril de 2024. Os alunos poderão acessá-la por meio de computador, tablet ou celular, tanto na escola quanto em casa, fortalecendo sua preparação para o Enem. Além disso, a SEE/MG planeja estender o acesso para todos os anos do ensino médio nos próximos anos.

“Através do uso de ferramentas pedagógicas e estratégias eficientes, esse incentivo proporciona aos estudantes uma perspectiva de futuro, permitindo que tenham um excelente desempenho no exame, ingressem na universidade e realizem seus sonhos e projetos de vida”, avaliou a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica da SEE/MG, Kellen Senra.

FUNCIONAMENTO DA PLATAFORMA – O conteúdo da plataforma Estudo Play está baseado nos livros que abrangem as quatro áreas do conhecimento: Linguagens e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, e Matemática e suas Tecnologias. Além disso, os livros digitais possuem lições com videoaulas e questões comentadas, correção de redação manuscrita e relatórios de desempenho de estudantes, turmas, escolas e regionais. Desenvolvida com uma metodologia cuidadosamente elaborada, a plataforma considera pilares essenciais do processo de aprendizagem, como trilhas de aprendizado personalizadas, levando em conta as características individuais de cada estudante.

A coleta de dados para gestão auxilia no acompanhamento de indicadores educacionais e na tomada de decisões dos gestores, enquanto a avaliação diagnóstica é baseada nas matrizes do Enem e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Além disso, a correção ágil da redação é realizada de forma automatizada por meio de Inteligência Artificial.

De acordo com dados fornecidos pela plataforma, 95% dos temas abordados na prova de 2023 estavam contemplados no material, resultando em um aumento de 86% na aprovação do Enem PPL (voltado para pessoas privadas de liberdade) de 2021 para 2022 no estado da Paraíba. Em todo o país, os conteúdos já atenderam a estudantes de 16 estados brasileiros. Além disso, ela também é utilizada pela rede privada, de maneira personalizada para as suas necessidades.

A subsecretária Kellen Senra explica que a escolha da plataforma se deu por apresentar características relevantes de apresentação e qualidade do conteúdo disponível. “A Estudo Play foi escolhida por ser uma plataforma adaptativa, ter correção de redação manuscrita, o que facilita para o jovem que faz o conteúdo em sala de aula. Levamos em conta também o fato de funcionar via plataforma ou aplicativo para o celular, ter aulas ao vivo, além de oferecer a possibilidade de realizar o monitoramento das aprendizagens e desempenho dos estudantes”, complementou.

O professor e diretor pedagógico da Estudo Play, Erik Anderson, avaliou que a aquisição da ferramenta pelo Governo de Minas será de grande valor. “Buscamos promover uma maior equidade na educação, melhorar os indicadores educacionais e estimular o acesso dos estudantes da rede pública às universidades. A plataforma, portanto, vai potencializar os estudos e garantir mais oportunidades para os alunos da rede mineira”, concluiu Erik.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Mostra Sua UFMG Montes Claros terá mais de 2,6 mil participantes
Mostra Sua UFMG Montes Claros terá mais de 2,6 mil participantes
O bom desempenho da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) no Índice Geral de Cursos (IGC), medido pelo Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), foi enaltecido pelo governador Romeu Zema, do Novo. A qualidade do ensino teve a qualidade do ensino reconhecida com o recebimento do conceito 4 no IGC, que varia de 1 a 5. Em mensagem de vídeo, o governador destaca que o resultado da avaliação realizada pelo MEC, relativa a 2022, é uma demonstração da qualidade do ensino na Unimontes. “Eu fico muito feliz com esse resultado”, afirmou o governador. “Isso só reforça a qualidade de ensino que a Unimontes oferece e que foi considerada de excelência, nível que é alcançado por pouco mais do que 27% das instituições de ensino superior do Brasil”, declarou o governador. Esse reconhecimento, com toda certeza, é resultado do empenho da Unimontes na aplicação de metodologias inovadoras na qualificação continuada do corpo docente e também na ampliação das políticas de assistência estudantil e dos projetos de pesquisa. Por todo esse trabalho e por essa grande conquista, ficam aqui os meus parabéns a todos que compõem a Unimontes. Os alunos, professores e servidores”, afirmou o governador. A boa avaliação da Universidade no IGC/2022 também foi enaltecida pelo reitor da Unimontes, professor Wagner de Paulo Santiago. Ele lembrou que o percentual de 27,7% das instituições de ensino superior brasileiras obteve as notas 4 e 5 na avaliação promovida pelo MEC. “Com o conceito alcançado, a Unimontes ficou entre as melhores universidades do país, em um nível de excelência. Isso é um mérito dos nossos professores, alunos e servidores técnico-administrativos, os quais cumprimentamos por esse feito extraordinário”, observou o reitor. Ao comentar sobre a importância do desempenho da Unimontes na avaliação do MEC, o reitor Wagner de Paulo Santiago também ressaltou o apoio do Governo do Estado que também contribui para o resultado no IGC. “Na oportunidade, agradecemos o empenho de todo a equipe do Governo do Estado, nas pessoas do governador Romeu Zema e do vice-governador Mateus Simões, que não tem medidos esforços para atender as demandas da nossa universidade”, afirmou. Por sua vez, a presidente da Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Unimontes, professora Viviane Carrasco, salienta que a boa posição da instituição no sistema avaliativo do MEC é uma conquista coletiva, envolvendo toda a comunidade acadêmica, e serve como referência para a universidade aprimorar suas ações. “Trata-se de um reconhecimento à instituição, fortalecendo o seu compromisso de seguir as diretrizes de educação no país segundo o INEP/ MEC, buscando melhorias para ensino, pesquisa e extensão de excelência”, afirma a educadora.
Governador destaca desempenho da Unimontes
IFNMG inicia em Salinas a operação do Centro Colaborador de análises laboratoriais
IFNMG inicia em Salinas a operação do Centro Colaborador de análises laboratoriais
IFNMG abre as inscrições para a Olimpíada Brasileira de Robótica
IFNMG abre as inscrições para a Olimpíada Brasileira de Robótica
Proerd promove campanha de combate ao bullying no ambiente escolar
Proerd promove campanha de combate ao bullying no ambiente escolar
Mostra Sua UFMG no campus Montes Claros será no dia 13
Mostra Sua UFMG no campus Montes Claros será no dia 13
Município amplia oferta de vagas na EJA
Município amplia oferta de vagas na EJA
DPU apoia parecer do CNE sobre educação de pessoas com autismo
DPU apoia parecer do CNE sobre educação de pessoas com autismo
Abertas inscrições para pré-vestibular municipal
Governo publica último lote de nomeações de excedentes
Servidores federais de educação paralisam suas atividades em 360 unidades de ensino
Unimontes recebe nota 4 em avaliação do Inep
IFNMG-Campus Januária abre inscrições
O promotor de justiça Paulo Cesar Dias, o juiz da Comarca, Marcos Antônio Ferreira, e a servidora do Cejusc Rosane Rabelo
Parfor Equidade vai abrir 100 vagas pelo IFNMG e Unimontes
Colégio Sesc comemora 10 anos em Minas
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Lava-jato era usado com o ponto de tráfico de drogas
Recurso vai definir se polícia pode criar site para identificar envolvidos
Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG