[views count="1" print="0"]

Municípios e consórcios devem contratar empresas para o mapeamento

Além da adoção de nova tecnologia para identificação de focos do mosquito em locais de difícil acesso, os municípios continuarão implementando o tradicional trabalho dos agentes de controle de endemias

“Se os municípios e consórcios conseguirem viabilizar a contratação de empresas especializadas no mapeamento e eliminação de focos do Aedes aegypti com a utilização de drones, as localidades que tradicionalmente já apresentam grande índice de proliferação do mosquito conquistarão importante reforço no controle das arboviroses.

Isso porque, além da adoção de nova tecnologia para identificação de focos do mosquito em locais de difícil acesso, os municípios continuarão implementando o tradicional trabalho dos agentes de controle de endemias”, observa Agna Menezes.

O SERVIÇO – A Resolução 9.035 estabelece que os serviços ou empresas contratadas deverão obrigatoriamente demonstrar capacidade técnica para atuação nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, sendo capazes de executar o mapeamento de áreas, identificação e tratamento dos pontos de interesse (focos e potenciais criadouros do vetor) e fornecer painéis, programas ou sistemas que possibilitem aos usuários realizar o monitoramento e avaliação da ação.

Além disso, a empresa deverá ser especializada no controle de arboviroses, possuindo equipamentos adequados e específicos para as ações de mapeamento e tratamento de focos do mosquito.

Como requisito para a contratação do serviço os dirigentes das empresas deverão apresentar aos municípios ou consórcios de saúde as autorizações de voos emitidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC); operar conforme legislações vigentes e comprovar a capacidade técnica de atendimento, possuindo as seguintes habilitações: cadastro no Ministério da Defesa, nas classes A e C; atestado técnico da capacidade de execução dos serviços solicitados; registro de operação no Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e na ANAC; seguros e comprovação de propriedade dos equipamentos envolvidos nas operações; registros técnicos do desenvolvimento do dispensar utilizado para fins de tratamento dos focos do mosquito e da justificativa de sua efetividade; alvará de funcionamento; Cadastro no Conselho Regional de Engenharia (CREA) e CNPJ condizente com a atividade proposta.

A empresa contratada também deverá ofertar capacitação aos técnicos dos municípios, tendo como foco treinamento em uso de dados; apoio na definição estratégica de áreas para o sobrevoo e identificação dos pontos críticos a serem mapeados.

Até o dia 11 de novembro a SES-MG fará a homologação dos consórcios e municípios que formalizarem adesão à Resolução 9.035. Metade dos recursos previstos para início das atividades de mapeamento e tratamento dos focos do Aedes aegypti será repassado até 30 de novembro. O primeiro monitoramento dos resultados será realizado entre 1º de dezembro deste ano e 31 de agosto de 2024.

LOGÍSTICA – Ainda durante a reunião da CIB-SUS o secretário municipal de saúde de Taiobeiras, Marlon Hallison Cardoso Ramos, formalizou adesão do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Alto Rio Pardo à proposta da SES-MG para a estruturação de nova logística para a rede estadual de laboratórios de saúde pública.

O objetivo é descentralizar e otimizar a logística laboratorial com a participação dos consórcios intermunicipais de saúde e implantação de 27 centrais de distribuição de amostras e transporte para o laboratório da Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte.

Para a implantação e custeio do serviço no Norte de Minas o Cisarp assumiu o compromisso de instalar em Montes Claros e Taiobeiras duas centrais de recebimento de amostras de exames que serão encaminhadas para análise no laboratório da Funed. As duas centrais também receberão insumos e os repassarão às secretarias municipais de saúde. Em 2024 o serviço continuará sendo implementado pelo Laboratório Macrorregional do Norte de Minas, administrado pela SES-MG e, a partir de 2025 os serviços passarão para a responsabilidade do Cisarp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Enfermeiros adotam protocolo antirrábico humano nas unidades de saúde da região
Enfermeiros adotam protocolo antirrábico humano nas unidades de saúde da região
Brasil Saudável prioriza Montes Claros
Brasil Saudável prioriza Montes Claros
Campanha de Vacinação contra a Gripe começa no dia 25 de março
Campanha de Vacinação contra a Gripe começa no dia 25 de março
Seminário sobre arboviroses vai reunir mais de 400 profissionais
Seminário sobre arboviroses vai reunir mais de 400 profissionais
Projeto defende mais apoio às famílias
Projeto defende mais apoio às famílias
Mutirão do Glaucoma deverá atender cerca de mil pessoas
Mutirão do Glaucoma deverá atender cerca de mil pessoas
Casos de dengue aumentam 96,52%
Casos de dengue aumentam 96,52%
Escolas realizam ações de combate à dengue
Escolas realizam ações de combate à dengue
Dados do CCZ apontam que foram capturados 27 morcegos portadores do vírus da raiva
Assembleia espera sensibilizar a população sobre Doenças Raras
Casos de dengue disparam e CCZ fará outro mutirão neste sábado
Projeto prevê obrigatoriedade de mamógrafo em municípios
Proposta cria programa para monitorar saúde e prevenir doença em idosos
Secretário e coordenador de Saúde explicam que município passa por momento atípicos de casos
Minas Gerais abre inscrições para curso de Trabalho e Saúde Mental
Publicados avisos de licitação para construção de duas UPAs
BANNER 2
Escola supera marca de quase 700 mil certificações
Jovem preso com drogas em Janaúba
PC conclui inquérito sobre desvio de verbas públicas
Acusado de matar jovem no dia do aniversário pega 16 anos de prisão
Jovem baleado pula muro de casa e é socorrido por populares