Mostra fotográfica tem apelo para fim daprescrição de casos de abusos sexuais

A abertura da a I Mostra Fotográfica "365 Dias de Proteção: Um Olhar Sobre os Direitos Infanto Juvenis e suas Violações, realizada na noite de segunda-feira, no Museu Regional do Norte de Minas, em Montes claros, foi marcada pelo apelo para acabar com a prescrição dos crimes de abusos sexuais contra crianças e adolescentes no Brasil.

A abertura da a I Mostra Fotográfica “365 Dias de Proteção: Um Olhar Sobre os Direitos Infanto Juvenis e suas Violações, realizada na noite de segunda-feira, no Museu Regional do Norte de Minas, em Montes claros, foi marcada pelo apelo para acabar com a prescrição dos crimes de abusos sexuais contra crianças e adolescentes no Brasil. O conselheiro tutelar, Leonardo Prates salientou que esta medida é essencial para com a impunidade. A mostra é uma iniciativa do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Maracanã e abre os eventos em Montes Claros para marcar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que é comemorado no dia 18 de maio e marca o ‘Maio Laranja”.

Já a assistente social Ilenice de Freitas reforçou a importância da implementação municipal da Lei 13.431, de 4 de abril de 2017, que estabelece o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vitima ou testemunha de violência e altera a Lei 8.069/90, isto é, o Estatuto da Criança e do Adolescente, visando normatizar e organizar o sistema de garantia de direitos , criando mecanismos para prevenir e coibir a violência, nos termos do art. 227 da Constituição Federal, Convenção sobre os Direitos da Criança e seus protocolos adicionais.

Neste sentido, esta legislação é de grande relevância no combate a violência sexual infanto juvenil. cabe a rede socioassistencial dar um atendimento a cada dia mais qualificado para nossas crianças e adolescentes”, reafirma a coordenadora do CRAS do Maracanã, Claudia Rocha, organizadora da ostra. Portanto, esta legislação vem dar maior qualificação aos atendimentos particularizados e institucionais, fortalecendo mais a rede nos atendimentos a esses casos. Ela salientou a importância desta data e que não se pode apegar apenas no dia 18 de maio, pois os abusos são diários, ela explicou que a rede de proteção tem de estar bem estruturada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Copasa investe R$ 10 milhões em obras de abastecimento de água
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Polícia Civil vai investigar incêndio em universidade
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Sebrae Minas e APACS realizam 1º Seminário da Cachaça em Salinas
Congresso da AMM reúne prefeitos
Congresso da AMM reúne prefeitos
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Setenta mulheres são capacitadas para montagem de trackers solares
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Copasa garante recursos para universalizar saneamento
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Sexagenário desaparecido é encontrado em Bocaiúva
Dirigentes se reúnem para votar porte de arma para advogados
Ocorrências de queimadas mais que dobraram em um mês em MG
Posto do Sine disponibiliza 92 vagas de empregos na cidade
CBM anuncia concurso com 329 vagas em Minas
Comunidades recebem Programa Água Doce
Município adia início do prazo de inscrições para o dia 1º de julho
Adolescente chama bombeiros ao ver cobra em refrigerador
Sudene quer criar Rede para fomentar inovação na região
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste