Menina de nove anos denuncia tio por estupro após palestra em escola

Depois de assistir uma palestra sobre violência sexual em uma escola, em São João das Missões, no Norte

Depois de assistir uma palestra sobre violência sexual em uma escola, em São João das Missões, no Norte de Minas, uma menina, de 9 anos, denunciou o tio, de 65, informou a Polícia Civil na última sexta-feira (24/5). Durante a investigação, outras duas vítimas da mesma família também relataram abusos sexuais cometidos pelo idoso. Ele foi preso na última quarta-feira (22/5).

Segundo o delegado Thiago Pinheiro, as investigações iniciaram após uma palestra que aconteceu na escola em que a vítima está matriculada, no município de São João das Missões. Durante as explicações sobre as formas de violação, que incluem esclarecimento do que fazer nessas situações, a vítima se apresentou à equipe de professores e narrou que teria sofrido os abusos.

Inicialmente, os professores entraram em contato com a família da menina e, posteriormente, com a Delegacia de Polícia Civil em Manga, que iniciou a apuração dos fatos. No decorrer dos levantamentos, a vítima apontou seu tio como sendo responsável pelos crimes.

A investigação revelou também que outras três vítimas, uma de 14 anos e outras duas, que hoje estão com 27 e 29 anos, também foram abusadas pelo investigado quando eram crianças, mas não chegaram a compartilhar os fatos com outras pessoas à época.

Sobre os abusos, a investigação demonstrou que o suspeito violentava as vítimas em sua própria casa, durante o dia, por meio de diversos atos libidinosos, que ocorreram por vários anos. Para garantir que os crimes não fossem investigados, ameaçava agressivamente as crianças.

O delegado Thiago Pinheiro ressalta que todas as vítimas foram ouvidas na delegacia, bem como as testemunhas, e, com as provas coletadas, representou pela prisão preventiva do suspeito. “O conjunto probatório colhido é robusto, por isso, o suspeito foi indiciado nove vezes por estupro de vulnerável e duas vezes por ameaça. Foram dois indiciamentos em relação às duas vítimas adultas, outros dois referentes à adolescente e três relativos à criança que denunciou os fatos, totalizando nove”, explicou o delegado. O inquérito policial foi concluído, e o suspeito permanece no sistema prisional à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Pedestre fica ferido ao ser atropelado por carro
Pedestre fica ferido ao ser atropelado por carro
Vítimas de acidente em estradas federais caem 60% em Minas Gerais
Vítimas de acidente em estradas federais caem 60% em Minas Gerais
Criminosos rendem motorista de coletivo e tentam incendiar veículo
Criminosos rendem motorista de coletivo e tentam incendiar veículo
Casos de ‘stalking’ crescem 40% em um ano em Minas Gerais
Casos de ‘stalking’ crescem 40%em um ano em Minas Gerais
Homem condenado a 166 anos por abusos sexuais contra quatro filhas
Homem condenado a 166 anos por abusos sexuais contra quatro filhas
PRF faz operação com 800 policiais nas rodovias de MG
PRF faz operação com 800 policiais nas rodovias de MG
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
Forças de segurança protestam por reajuste
Cegonheira apreendida e motorista detido por direção perigosa na 251
Assaltantes levam mochila com R$ 38 mil
Bandidos invadem casa em Janaúba e roubam R$ 100 mil
Criminosos fingem ajudar motociclista para assaltá-lo
PC investiga suposto envenenamento de duas irmãs de 3 e 6 anos em Jaíba
Operação Corpus Christi nas rodovias do Norte de Minas
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste