[views count="1" print="0"]

Independência ou Morte!

Quanta saudade da “Semana da Pátria” que vivenciávamos na Escola Estadual Professor Alcides de Carvalho (Polivalente).

Quanta saudade da “Semana da Pátria” que vivenciávamos na Escola Estadual Professor Alcides de Carvalho (Polivalente). Era uma semana vibrante em que a diretoria e os professores daquela época, década de 1970, nos mostravam a importância de amar o Brasil e valorizar a nossa pátria. Lembro-me bem dos ensaios para o desfile de 7 de setembro, nos perfilarmos para cantar o Hino Nacional antes de entrar em sala de aula e do grande dia: O “Desfile da Independência”.

Embaixo de um sol inclemente, nos dirigíamos a pé, praticamente todo o colégio, ainda não havia ensino médio regular, para a Praça da Matriz. Ficávamos atrás do Colégio Imaculada Conceição e da Escola Estadual Dulce Sarmento, pela ordem. Lá pelo meio-dia, finalmente o bumbo da nossa fanfarra ecoava e iniciava-se o esperado Desfile. Por volta das 13 horas, já estávamos passando em frente ao “Palanque Oficial” na Av. Coronel Prates, em frente à antiga prefeitura, onde hoje se encontra um grande supermercado. Mais à frente, os familiares de Dr. Simeão Ribeiro Pires, da sacada da casa, nos saudavam efusivamente. Mais adiante, as irmãs do Colégio Imaculada nos aplaudiam. Por fim, os Athaydes também nos aplaudiam. A dispersão ocorria em frente à Santa Casa de Caridade.

Ao término do desfile, que ocorrera repetidamente, entre 1974 e 1977 no Polivalente, cansados, mal cheirosos e “morrendo de sede”, finalmente entendíamos aquele “momento mágico” de homenagem à Nação brasileira. Hoje, já maduros, compreendemos, e, saudosos, reconhecemos a importância de se amar a “terra em que nasceste”; embora explorada pelos portugueses, manchada pela escravidão, atrasada muito tempo com analfabetismo e autoritarismo, mas a nossa terra. Nossa terra brasilis. Como dizia Darcy: “Uma mistura mágica do branco, do negro e do índio, fazendo-a uma nova Roma, mais plural e cheia de vida”.

Muito ainda temos que percorrer: vencer as desigualdades sociais, criar mais oportunidade para todos e, principalmente, procurar um denominador comum para que as nossas diferenças sejam superadas em prol do desenvolvimento econômico e social para todos.

Como seria bom se todas as escolas voltassem com a prática de se ouvir o Hino Nacional na Semana da Pátria e colocar o tema como prioridade em todas as atividades.

As últimas eleições dividiram o país. De forma violenta e radical. Uma polarização que transformou adversários em inimigos, correntes ideológicas em extremismos radicais. Nesta semana da pátria poderíamos voltar a ser um pouco criança, um pouco adolescente, e finalmente compreender que, apesar das diferenças, e das nossas convicções, podemos sim: amar nosso próximo, amar nossa pátria, amar nossa família e tentar, pelo menos tentar, fazer deste nosso Brasil um país mais agradável e feliz para se viver.

Basta olharmos cada vez menos para o nosso “umbigo” e cada vez mais para a sociedade. Liberdade! Igualdade e Fraternidade. Independência ou Morte! Que o grito de Dom Pedro às margens do Ipiranga nos liberte de todo egoísmo, todo rancor e todo ressentimento! Que assim seja!!!

(*) Gustavo Mameluque. Jornalista. Especialista em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro. MG

Independência ou Morte!
Turma do Polivalente após o desfile de 7 de Setembro de 2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Fadenor organizará concurso público da área administrativa
Fadenor organizará concurso público da área administrativa
Montes Claros ganhará loja da rede Anjos Colchões & Sofás
Montes Claros ganhará loja da rede Anjos Colchões & Sofás
Norte de Minas conta com 7 projetos finalistas no Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora
Norte de Minas conta com 7 projetos finalistas no Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora
Miro Vídeo recebe título de Cidadão Honorário
Miro Vídeo recebe título de Cidadão Honorário
Obras do Anel Viário serão inauguradas em setembro
Obras do Anel Viário serão inauguradas em setembro
Moradores promovem protesto na MGC-122 neste sábado
Moradores promovem protesto na MGC-122 neste sábado
Crédito do BNB para as micro e pequenas empresas subiu 23%
Crédito do BNB para as micro e pequenas empresas subiu 23%
Câmara da Mulher Empreendedora realiza Café Conexão na terça-feira
Câmara da Mulher Empreendedora realiza Café Conexão na terça-feira
Copasa participa das ações do Ministério Público Itinerante
Começam inscrições para ajudantes de serviços gerais
Rotary presta homenagens ao comemorar 30 anos
Dino toma posse como ministro do STF
Cartórios eleitorais do interior estão com telefones alterados
Caixa lança concurso com 2 vagas apenas para M. Claros
ADI questiona artigo do Código de Ética e Disciplina dos Militares de Minas Gerais
Várzea da Palma divulga chamada pública
BANNER 2
Governo autoriza contratação de 68 profissionais para o HU
PC prende padrasto por abusos cometidos contra enteada
Homem desaparece em Espinosa
Cão ajuda PM a encontrar drogas
Preso acusado de espancamento no Santo Inácio por causa de dívida em boteco