Grupo suspeito de comercializar armas de fogo é alvo da Federal

A Polícia Federal cumpriu dois mandados de prisão preventiva e quatro de busca apreensão em Montes Claros nessa quinta-feira (26) durante a operação Spawning II.

A Polícia Federal cumpriu dois mandados de prisão preventiva e quatro de busca apreensão em Montes Claros nessa quinta-feira (26) durante a operação Spawning II. Segundo a PF, a ação tem o objetivo de combater os crimes de comércio ilegal de arma de fogo e munições, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e associação criminosa.

No total, a Vara de Execuções Penais e de Inquéritos Policiais da Comarca de Montes Claros expediu sete ordens judiciais de prisão e 15 de busca e apreensão, sendo que houve cumprimento em Belo Horizonte, Santa Luzia, Itabira e Ouro Preto. A operação dessa quinta é um desdobramento da que foi realizada em 16 de agosto de 2022. Com os dados obtidas na época, a PF conseguiu identificar outros envolvidos.

“Alguns investigados, de forma consciente e em troca de prestação pecuniária, cederam seus nomes para compra legal de armas. Posteriormente, a numeração dos armamentos era suprimida e as armas revendidas no mercado clandestino, com repartição de lucros entre os envolvidos”, informou a PF por meio de nota.

Os levantamentos apontaram que um ex-policial militar atuava como despachante no esquema, que ainda tinha a participação de comerciantes e pessoas que estão presas e outras envolvidas com o tráfico de drogas e outros crimes.

“A investigação apontou o despachante como sendo o responsável pela articulação do grupo criminoso. O ex-policial militar, desligado da corporação em 2022 por outras infrações disciplinares, se valia do status de policial para viabilizar as ações do grupo, transportando os armamentos de Montes Claros para Belo Horizonte.”

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de associação criminosa, uso de documento falso, porte ilegal de arma de fogo, comércio ilegal de arma de fogo e associação para o tráfico de drogas, cujas penas somadas podem chegar a 34 anos de prisão.

Grupo suspeito de comercializar armas de fogo é alvo da Federal
A operação é um desdobramento da ação “Spawning” realizada em 16 de agosto de 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Pedestre fica ferido ao ser atropelado por carro
Pedestre fica ferido ao ser atropelado por carro
Vítimas de acidente em estradas federais caem 60% em Minas Gerais
Vítimas de acidente em estradas federais caem 60% em Minas Gerais
Criminosos rendem motorista de coletivo e tentam incendiar veículo
Criminosos rendem motorista de coletivo e tentam incendiar veículo
Casos de ‘stalking’ crescem 40% em um ano em Minas Gerais
Casos de ‘stalking’ crescem 40%em um ano em Minas Gerais
Homem condenado a 166 anos por abusos sexuais contra quatro filhas
Homem condenado a 166 anos por abusos sexuais contra quatro filhas
PRF faz operação com 800 policiais nas rodovias de MG
PRF faz operação com 800 policiais nas rodovias de MG
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
Forças de segurança protestam por reajuste
Cegonheira apreendida e motorista detido por direção perigosa na 251
Assaltantes levam mochila com R$ 38 mil
Bandidos invadem casa em Janaúba e roubam R$ 100 mil
Criminosos fingem ajudar motociclista para assaltá-lo
PC investiga suposto envenenamento de duas irmãs de 3 e 6 anos em Jaíba
Operação Corpus Christi nas rodovias do Norte de Minas
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste