[views count="1" print="0"]

Festas de Agosto das ventanias e das fitas coloridas

A “NAU CATARINETA” ATRACOU NO CAIS CATRUMANO, ENCANTOU E SE DESPEDIU COM A VENTANIA.

A Igreja Nossa Senhora do Rosário e as ruas de Montes Claros celebraram mais uma vez a festa da

Congada catrumana. Uma das mais importantes manifestações da cultura popular do Brasil – com mais de 200 anos – encantou a nossa população por uma semana. O FESTEJO com muita devoção à Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e ao Divino Espírito Santo, como manda a tradição, subdividiu com os seus Ternos representados pelos Catopês, Marujadas e Caboclinhos.

Na chegada da “Nau Catarineta” foi observado, com tristeza, a falta dos mestres Joaquim Poló, Anísio, João Faria, Miguel Sapateiro, Zanza, Zé Expedito e de outros que foram para o oriente eterno e estão alegrando os anjos e outros seres celestiais.

A nos dias de cortejos, a festa teve até transmissão ao vivo, desencadeando certo frenesi entre os telespectadores montes-clarenses aqui, e principalmente os ausentes. Muitos ligaram soluçando!

Enxurradas de mensagens de texto vindas de várias partes do mundo, evidenciando, obviamente, a empolgação com as grandes apresentações dos artistas da “congada” pelas ruas da Princesa do Norte. O mesmo comportamento era percebido pelo público atento que margeava as ruas.

Eles, os foliões, alunos dos mestres e foliões como Sr. Anísio do Roxo Verde, João Faria, Joaquim Poló, Miguel Sapateiro, Zanza e Zé Expedito, evidenciaram que os nortemineiros estão fortemente ligados ao folclore de forma empírica. Aliás, Montes Claros é obviamente um reduto da cultura.

É por meio da Arte e da Cultura impregnadas nos “Ternos da Congada” de Agosto que os turistas que chegam a Montes Claros têm o prazer de conhecer a nossa gastronomia. É a melhor maneira de experimentar comidas  diferentes em um só lugar. Desde o feijão tropeiro até o tradicional arroz com pequi nas barraquinhas da Praça da Matriz.

Lembrando que é na baixada e na Praça Matriz (marco da história de Montes Claros), onde os turistas têm oportunidade de conhecer os locais, aprender sobre a nossa história e tradições.

Finalizando, nas últimas horas das Festas de Agosto, que Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e o Divino Espírito Santo se despediram se manifestando com uma forte ventania. Suas bandeiras na ponta dos mastros fervorosamente tremulando ao vento.

Salve João Farias; salve Zé Expedito; salve Zanza; Salve Anísio do Roxo Verde; salve Joaquim Poló; salve Miguel Sapateiro; salve Tone cachoeira; salve Tim Marujo e salve Mestra Socorro (a primeira mulher a conduzir um terno).

“Ô, Montes Claros, ô Montes Claros, terra de grande beleza, foi Arraial de Formigas e se transformou numa linda princesa”.


(*) José Ponciano Neto é escritor, historiador, membro-diretor financeiro da Academia Maçônica de Letras do Norte de Minas e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros (IHGMC).

Festas de Agosto das ventanias e das fitas coloridas
A “NAU CATARINETA” ATRACOU NO CAIS CATRUMANO, ENCANTOU E SE DESPEDIU COM A VENTANIA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

POETISA FARÁ EXPOSIÇÃO NESTE MÊS
Poetisa fará exposição neste mês
Projetos da Lei Paulo Gustavo começam a ser executados
Projetos da Lei Paulo Gustavo começam a ser executados
Deputado critica falta de apoio à cultura
Deputado critica falta de apoio à cultura
Marcelo Guimarães expõe “Cores Vivas” no Museu
Marcelo Guimarães expõe “Cores Vivas” no Museu
Coral Viva Voz participa de missa sertaneja na Praça de Eventos
Coral Viva Voz participa de missa sertaneja na Praça de Eventos
Montes-clarense lança o livro Parangolares que homenageia artista plástico falecido tragicamente
Montes-clarense lança o livro Parangolares que homenageia artista plástico falecido tragicamente
Cineasta reinicia produção de filme sobre Zé Côco do Riachão
Cineasta reinicia produção de filme sobre Zé Côco do Riachão
LIVRO AROLDO
Livro Parangolares homenageia artista plástico montes-clarense
Semdecult participa de I Chá com Bordado
Filme “U omi qui casô cua mula” será apresentado nesta sexta
Inscrições para participar do evento na capital mineira seguem até o final do mês
Programa Minas para Sempre avança e contempla dez projetos
Drama “Faça a coisa certa” encerra as sessões do Cinema Comentado
Cinemaracas exibirá filme sobre negritude e o combate ao racismo
Mostra Sesc de Cinema começa em Montes Claros na terça-feira
Livro sobre o nascimento do SUS será lançado na cidade-mãe hoje
BANNER 2
Escola supera marca de quase 700 mil certificações
Jovem preso com drogas em Janaúba
PC conclui inquérito sobre desvio de verbas públicas
Acusado de matar jovem no dia do aniversário pega 16 anos de prisão
Jovem baleado pula muro de casa e é socorrido por populares