[views count="1" print="0"]

Estudantes produzem repelente natural para ajudar no combate

O número de casos de dengue cresce diariamente no Brasil e Minas Gerais foi um dos estados que decretaram epidemia da doença.

O número de casos de dengue cresce diariamente no Brasil e Minas Gerais foi um dos estados que decretaram epidemia da doença. Diante da gravidade da situação, é preciso conscientizar toda a população para tomar os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. No Colégio Marista São José, professores, funcionários e alunos estão comprometidos com o combate à dengue.

As turmas da 1ª série do Ensino Médio trabalharam o tema no itinerário de Ciências da Vida e da Saúde. Os alunos aprenderam sobre os sintomas da doença, o ciclo de vida do mosquito, o impacto das mudanças climáticas na proliferação e o contexto da epidemia no Brasil.

Para encerrar, o grupo participou de atividade prática no laboratório, onde os estudantes, orientados pelo professor, produziram um repelente natural. O experimento, feito à base de eugenol (princípio ativo extraído do cravo da índia), álcool mineral P.A, óleo de coco e água destilada, além de ser viável economicamente, não possui contraindicações.

CENÁRIO

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou o óbito de um bebê, de cinco meses, por dengue. Essa é a segunda morte registrada no município. Segundo as informações da secretaria, trata-se de um menino, que teve início dos sintomas em 18 de março, foi internado em 22 do mesmo mês e faleceu no dia seguinte. A criança, que não tinha comorbidades, apresentava febre, manchas pelo corpo, prostração e redução de apetite. Esse óbito ainda não aparece no levantamento do Estado. O Boletim de Arboviroses do município aponta que 20.489 casos foram notificados. São 20.059 casos de dengue, 1.754 confirmados e 2 registrados; 377 casos de febre chikungunya e 54 e 53 casos de zika vírus. Neste ano, 472 hospitalizações por arboviroses foram realizadas, sendo 371 pessoas de Montes Claros e 101 de outras cidades.

Estudantes produzem repelente natural para ajudar no combate
Estudantes produzem repelente natural para ajudar no combate

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

SES atualiza profissionais de Janaúba sobre diagnóstico e tratamento
SES atualiza profissionais de Janaúba sobre diagnóstico e tratamento
O presidente do Hospital Aroldo Tourinho (HAT), professor Paulo César Gonçalves de Almeida, participou, segunda e terça (17 e 18), da 11ª edição do Integra Saúde, realizado pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais - Federassantas, em Belo Horizonte
Presidente do HAT participa de encontro da Federassantas
Estado e Ministério destinam R$ 27,2 mi à região
Estado e Ministério destinam R$ 27,2 mi à região
Subsecretários da SES conhecem trabalho de integração de ACS e ACEs
Subsecretários da SES conhecem trabalho de integração de ACS e ACEs
Bancada espera negociar Hospital do Trauma
Bancada espera negociar Hospital do Trauma
Minas amplia e estrutura rede de atenção à saúde dos queimados
Minas amplia e estrutura rede de atenção à saúde dos queimados
Programa do HDG registra um aumento de 14% na reciclagem
Programa do HDG registra um aumento de 14% na reciclagem
CIB-SUS aprova habilitação do SAMU
CIB-SUS aprova habilitação do SAMU
Coordenadora chama atenção para doença infecciosa grave
Planos de saúde têm lucro de R$ 3,3 bi no primeiro trimestre
Governo diminui fila e tempo de espera das cirurgias eletivas
Benefícios do azeite de oliva para a saúde
Enfermeira esteta alerta sobre cuidados com a pele no inverno
Saúde alerta municípios para término de prazos em busca de benefícios
Saúde lança campanha de prevenção ao uso de cigarros eletrônicos no País
Semana de formação do Projeto Integra Chagas movimenta profissionais
Prefeituras recebem R$ 3,9 bilhões de FPM
Minas cobra recursos de concessões ferroviárias proporcionais à sua malha
Vereadorese revela clima árido na região
Minas Gerais larga na frente rumo à COP 30
Região já tem municípios no clima árido