[views count="1" print="0"]

Empresas irregulares serão excluídas pelo Fisco

Depois de focar nos grandes "jabutis tributários", a Receita Federal?agora fará um pente-fino nos mais de 200 benefícios fiscais existentes no País.

Depois de focar nos grandes “jabutis tributários”, a Receita Federal agora fará um pente-fino nos mais de 200 benefícios fiscais existentes no País. A maioria deles é considerada “invisível” por ter valores mais reduzidos – na casa dos milhões e não dos bilhões – , e pelo fato de o governo ter pouca informação e controle sobre eles.

A proposta, que consta de um Projeto de Lei enviado ao Congresso, é que as empresas sejam obrigadas a preencher uma declaração eletrônica listando todos os incentivos que possuem. A partir daí, o Fisco identificará as companhias em situação irregular, ou seja, que usufruem dos benefícios sem ter direito, e fará, então, a exclusão.

“Muitos desses benefícios são aprovados pelo Congresso sem nenhum tipo de possibilidade de controle, porque eles são de autofruição (não tem pré-requisitos). O contribuinte recebe o benefício e simplesmente deixa de pagar o tributo”, afirma o secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas. “Isso tira a governança do poder público em relação a essas centenas de regimes”, diz.

Segundo o secretário, o formulário será de fácil preenchimento, sem necessidade de envio de documentação. “A Receita vai puxar do sistema os documentos e verificar se a empresa preenche os requisitos para aqueles benefícios. Em seguida, informará se ela tem ou não direito”, diz.

Uma companhia que tenha sido condenada pela Lei de Improbidade, por exemplo, não poderá fazer uso desses benefícios. Outros impedimentos podem estar relacionados à Lei Anticorrupção ou a legislações ambientais. Se estiver usufruindo do benefício indevidamente, o contribuinte estará sujeito a punições, além da exclusão do regime diferenciado.

Segundo o secretário, atualmente, o governo não consegue enxergar quem está sendo beneficiado por esses incentivos, com quais valores e se os objetivos da política pública estão sendo atingidos. “Com esse controle eletrônico, que será muito simples, nós daremos instrumentos para, eventualmente, os Ministérios da Agricultura, do Desenvolvimento e da Indústria analisarem os dados e os resultados da política”, diz.

A ideia é que o mapeamento também auxilie o governo na tarefa de reduzir esses benefícios – como determina a própria Constituição. Isso porque, em 2021, o Congresso aprovou uma emenda que estabelece que, até 2029, o custo dessas medidas, em termos de renúncia fiscal, esteja limitado a 2% do PIB. Atualmente, a estimativa é que elas equivalham a 4,5% do PIB.

“Quem sabe, na hora que a gente classificar e orientar o contribuinte, mostrando que ele não tem direito, a gente, sem revogar nenhum incentivo, consiga reduzir esse porcentual (de 4,5%). É uma forma inteligente de enxergar esses benefícios antes de sair cortando”, afirma o secretário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Lideranças regionais voltam a reivindicar
Lideranças regionais voltam a reivindicar recuperação urgente da MGC-122 no NM
PARÓQUIA DO SANTOS REIS OFERECE ATENDIMENTO PSICOLÓGICO GRATUITO
Paróquia do Santos Reis oferece atendimento psicológico gratuito
Bombeiros promoveram mobilização de combate à dengue
Bombeiros promoveram mobilização de combate à dengue
Vela acesa provoca incêndio em geladeira dentro de apartamento
Vela acesa provoca incêndio em geladeira dentro de apartamento
Homem morre eletrocutado enquanto recarregava bateria
Homem morre eletrocutado enquanto recarregava bateria
Incêndio atinge 14 caminhonetes que presta serviço para a Cemig
Incêndio atinge 14 caminhonetes que presta serviço para a Cemig
Psiquiatra que cuida de ex-BBB ministrará palestra na Câmara
Psiquiatra que cuida de ex-BBB ministrará palestra na Câmara
OAB lança projeto 'Café com o Presidente & Diretoria' para promover diálogo na região
OAB lança projeto "Café com o Presidente & Diretoria" para promover diálogo na região
Semana da Mulher começa nesta segunda em Monte Azul
Presidente da CDL participa de passagem do comando
Condomínio responsabilizado por acidente com criança
Caixa abre inscrições para concurso com 4 mil vagas
MPMG lança projeto para fomentar resolução extrajudicial de conflitos
TSE aprova resoluções que vão reger o pleito
Cidade avança em Indicadoresde Impacto Social no ano 2023
Emater realizará evento sem Glaucilândia e Botumirim
BANNER 2
Escola supera marca de quase 700 mil certificações
Jovem preso com drogas em Janaúba
PC conclui inquérito sobre desvio de verbas públicas
Acusado de matar jovem no dia do aniversário pega 16 anos de prisão
Jovem baleado pula muro de casa e é socorrido por populares