[views count="1" print="0"]

DPMG promove mutirão nesta sexta

Nesta sexta-feira (20/10), 62 unidades da Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) estarão com as portas abertas para receber as pessoas que se inscreveram para participar da 11ª edição estadual do Mutirão Direito a Ter Pai.

Nesta sexta-feira (20/10), 62 unidades da Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) estarão com as portas abertas para receber as pessoas que se inscreveram para participar da 11ª edição estadual do Mutirão Direito a Ter Pai. No Norte de Minas, a forçatarefa ocorrerá em Montes Claros (Rua Espírito Santo, nº 110, Bairro Ibituruna), Brasília de Minas, Janaúba, Pirapora e São João da Ponte. A iniciativa tem como objetivo a garantia do direito ao nome do pai ou da mãe no registro de nascimento de crianças, adolescentes e adultos.

Ter o nome do pai na certidão é um direito garantido pela Constituição Federal e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Além dos tradicionais exames de DNA e reconhecimento espontâneo de paternidade/maternidade, também será possível fazer reconhecimento socioafetivo, que é o reconhecimento jurídico da maternidade e/ ou paternidade com base no afeto, sem que haja vínculo biológico entre as pessoas.

Nesta edição, diversas unidades vão oferecer mais serviços, contemplando os desdobramentos jurídicos que envolvem a relação de pais com filhas e filhos. DemanDPMG promove mutirão nesta sexta das de pensão alimentícia, revisional de alimentos, direito de convivência, guarda e investigação de paternidade também poderão ser resolvidas no mutirão. A ideia é fomentar o efetivo exercício e a consciência da paternidade ativa e garantir direitos. Todos os atendimentos são gratuitos e acontecem no dia mutirão. Estão estimados 1.281 exames de DNA em todo o Estado de Minas Gerais.

O MUTIRÃO

Desde sua primeira edição, em 2011, o Mutirão Direito a Ter Pai tem facilitado o reconhecimento de paternidade em Minas Gerais. A inciativa já promoveu mais de 60 mil atendimentos e realizou mais de 10 mil exames de DNA. O Mutirão Direito a Ter Pai 2023 é realizado com o apoio da Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos de Minas Gerais (ADEP-MG).

SERVIÇO: Abertura oficial

Local: Rua dos Guajajaras 1.707/7º andar – Belo Horizonte

Horário: 9 horas

Horário de atendimento: 9 às 17 horas

DPMG promove mutirão nesta sexta
EXAMES de DNA serão feitos em todas as unidades da Defensoria Pública

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Senado analisa projeto que isenta comprador de custas de cartório
Senado analisa projeto que isenta comprador de custas de cartório
Governo começa a pagar Cartão Pipa
Governo começa a pagar Cartão Pipa
População de Pirapora recebe mais 200 Cartões Feira
População de Pirapora recebe mais 200 Cartões Feira
Conselho Tutelar denuncia falta de apoio da Prefeitura
Conselho Tutelar denuncia falta de apoio da Prefeitura
Bolsa Família paga R$ 18 milhões a 26,7 mil famílias em M. Claros
Bolsa Família paga R$ 18 milhões a 26,7 mil famílias em M. Claros
Projeto Rondon promove cidadania em 12 municípios
Projeto Rondon promove cidadania em 12 municípios
Eleitor tem quatro meses para regularizar título
Eleitor tem quatro meses para regularizar título
Unimontes participa de projeto de desenvolvimento da cidadania
Unimontes participa de projeto de desenvolvimento da cidadania
Vereador garante aplicação de lei em benefício de deficientes
Comissão aprova inclusão de jovens de 18 a 21 anos no Bolsa Família
Ipsemg oferecerá serviço de Assistência Domiciliar
Cliente vai ser indenizado por erro na entrega de ternos
Sejusp e OAB firmam parceria para atendimentos em unidades prisionais
Prefeitura garante continuidade da merenda na transição de ano
Comitê avalia situação da população de rua
Governo seleciona propostas de 700 moradias para Montes Claros
BANNER 2
Governo autoriza contratação de 68 profissionais para o HU
PC prende padrasto por abusos cometidos contra enteada
Homem desaparece em Espinosa
Cão ajuda PM a encontrar drogas
Preso acusado de espancamento no Santo Inácio por causa de dívida em boteco