Deputado quer barrar federalização de estatais

Projeto de Aécio pretende impedir uso da Cemig, Copasa e Codemig na renegociação da dívida de Minas com a União

O deputado Aécio Neves, do PSDB, é contra a federalização da Cemig, Copasa e Codemig como forma de abater a dívida do governo de Minas com a União, fazendo com que o governo federal assuma o controle das estatais mineiras. Para impedir que isso ocorra, o parlamentar e ex-governador de Minas Gerais protocolou, nessa quarta-feira, Projeto de Lei Complementar (PLP 31/2024) que, entre outras inovações ao Regime de Recuperação Fiscal, revoga a possibilidade de privatização ou federalização das estatais pertencentes os estados brasileiros, permitindo apenas que os dividendos dessas empresas possam ser usados como garantia à União do pagamento das dívidas existentes.

“A proposta apresentada até agora para renegociação da nossa dívida, e é a que mais avança, transfere para a União a Cemig, a Copasa e a Codemig. Essas empresas fazem parte da construção econômica e cultural do Estado e são patrimônio de todos os mineiros. Hoje, o único recurso disponível em Minas para investimento no Estado vem da Codemig. Não é uma proposta de negociação, mas uma proposta de submissão absoluta de Minas ao governo federal”, afirmou Aécio Neves.

Além de vedar a privatização ou federalização das empresas, a proposta do deputado prevê mudanças na indexação da dívida dos estados. Hoje, o débito é corrigido pelo IPCA mais 4% de juros ao longo de todo o prazo de pagamento. O projeto determina que, nos próximos 10 anos, se passe a corrigir o saldo devedor pelo IPCA mais 2% e, no restante do prazo de pagamento, apenas pelo IPCA. A proposta de Aécio Neves também propõe aumento no prazo de pagamento da dívida dos atuais 30 anos para 50 anos.

Outra inovação da proposta é a revogação da medida que proíbe a concessão de ajustes, aumentos ou vantagens aos servidores públicos estaduais. “Estamos levando para o Congresso uma discussão que beneficiará todos os estados que têm dívida com a União. É preciso que haja uma articulação entre eles para pressionar o governo federal a negociar suas dívidas. Ainda não vejo, a partir do governo de Minas, qualquer articulação para pressionar o governo federal a fazer uma negociação que atenda aos interesses dos mineiros”, disse o deputado.

Deputado quer barrar federalização de estatais
Deputado Aécio Neves é contra a federalização de estatais mineiras para pagar dívida com a União

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
CIMAMS
Cimams reforça pedido de pavimentação de estrada
Prefeitos pressionam pela rejeição de projeto
Prefeitos pressionam pela rejeição de projeto
Santiago celebra homologação do recapeamento da MGC-496
Santiago celebra homologação do recapeamento da MGC-496
Prefeito oficializa o Termo de Recuperação Fiscal da Esurb
Prefeito oficializa o Termo de Recuperação Fiscal da Esurb
Eleitor tem menos de um mês para regularizar o título
Eleitor tem menos de um mês para regularizar o título
Amams participa de mobilização em Brasília
Amams participa de mobilização em Brasília
Délio assume cadeira na Câmara dos Deputados
Délio assume cadeira na Câmara dos Deputados
Urna eletrônica terá nova voz para eleitores cegos ou com baixa visão
PL apresenta pré-candidato à Maçonaria
Prazo para filiação a partido político acaba neste sábado
Audiência na Assembleia aponta entraves para pacientes em Minas
AMM promove webinário sobre eleições municipais
CNM celebra manutenção da desoneração da folha
Semiárido conta com R$ 17,6bilhões do FNE para 2024
Governo suspende benefício de importadores de leite do estado
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Lava-jato era usado com o ponto de tráfico de drogas
Recurso vai definir se polícia pode criar site para identificar envolvidos
Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG