Comissão aprova política do hidrogênio verde

Comissão aprova política do hidrogênio verde

A Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou nessa quarta-feira, parecer favorável ao Projeto de Lei (PL) 3043/2021, de autoria do deputado Gil Pereira, do PSD, que dispõe sobre a política estadual do hidrogênio verde, liberando a proposta para votação em 1º turno no Plenário, na próxima terça-feira, 14, possivelmente.

“É um dia histórico para o nosso Estado! Líder nacional em energia solar, com potência operacional hoje maior do que 8 GW (cerca de 20% do total), somando a geração centralizada (GC) e a distribuída (GD), Minas Gerais desponta na corrida mundial pelo hidrogênio verde (H2V), o combustível do futuro. Com esta aprovação caminhamos para nos tornar referência mundial também na produção deste novo combustível de baixo carbono, a exemplo do que conquistamos com incentivos à geração fotovoltaica”, ressaltou Gil Pereira, que preside a Comissão de Minas e Energia.

BAIXO CARBONO – “O PL propõe política de Estado que regule e, principalmente, estimule a aplicação do hidrogênio verde (H2V) ou com baixa emissão de CO2 como fonte de energia, como insumo na siderurgia em substituição ao coque, nas indústrias químicas e petroquímicas, na produção agrícola com o uso de fertilizantes (ureia e amônia) fabricados com ele, na indústria alimentícia e de bebidas, e, em um futuro breve, como combustível para veículos automotores (ônibus, caminhões e carros), navios e aviões”, explica o texto aprovado.

“Apesar de ainda elevados, os custos para sua produção vêm diminuindo com o avanço tecnológico, o que nos permite projetar que, até o final da década, os preços vão se equiparar à energia de outras fontes renováveis, como ocorreu com as fontes solar e eólica, que tinham preços muito elevados por quilowatt, mas, atualmente, disputam mercado com outras fontes de energia, inclusive a hidráulica”, declarou Gil Pereira, ao apontar o papel decisivo da Assembleia e sua Comissão de Minas e Energia nas conquistas de competitividade.

DEBATE PÚBLICO – A Assembleia Legislativa de Minas Gerais tratou intensamente do tema do hidrogênio verde em debate público realizado pela Comissão Extraordinária das Energias Renováveis e dos Recursos Hídricos, então presidida por Gil Pereira, em outubro de 2021. Especialistas foram unânimes em afirmar que Minas Gerais tem as melhores condições para produzir hidrogênio verde (H2V) – ou com baixíssima emissão de carbono – pelas vias solar, hidráulica ou pela reforma-vapor do etanol (álcool de cana-de-açúcar). Foi divulgada a “Carta das Minas e Energias Gerais”, contendo pilares e objetivos para a produção do novo combustível e sua introdução na matriz energética nacional, recomendações aos poderes públicos e vantagens competitivas de MG em relação a outros estados.

O deputado Bosco, relator do PL que trata da política estadual do hidrogênio verde, lembrou o trabalho que tem sido desenvolvido por Gil Pereira, na Assembleia, com as energias renováveis, principalmente a solar (uma das vias para produção do H2V, por eletrólise da água): “Trabalho por ele iniciado há mais de 10 anos, a partir de quando propôs e a Casa (ALMG) aprovou a inovadora legislação mineira de incentivo ao setor fotovoltaico, propiciando o seu excelente crescimento verificado desde 2012, especialmente, a Lei Estadual da Energia Solar (nº 22.549/17), primeira no país, que isenta de ICMS usinas com potência de até 5 MW”, apontou o parlamentar.

Comissão aprova política do hidrogênio verde
Deputado Gil Pereira avalia como positivo o projeto que cria a política do hidrogênio verde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Emenda que amplia salário será votada
Emenda que amplia salário será votada
Presidente da Amams é homenageado pela AMM
Presidente da Amams é homenageado pela AMM
Prefeitura entrega certidões de regularização fundiária urbana
Prefeitura entrega certidões de regularização fundiária urbana
Governo aumenta reajuste salarial para 4,62%
Governo aumenta reajuste salarial para 4,62%
Cidade terá programa Governança Corporativa
Cidade terá programa Governança Corporativa
Projeto prevê proteção à mulher vítima de violência
Projeto prevê proteção à mulher vítima de violência
Montes-clarense assume o TSE pela segunda vez
Montes-clarense assume o TSE pela segunda vez
Prefeitura presta contas na Câmara
Prefeitura presta contas na Câmara
Zema exalta posse de montes-clarense no TSE
Congresso destaca apoio do Governo às prefeituras
Estado apresenta soluções inovadoras para municípios
Vereadores pedem fim do lixão no bairro Canelas
Deputada do PL vai assumir Secretaria no governo Zema
TRE trabalha com foco nas eleições municipais
Último FPM de maio tem aumento de 20%
Deputados aprovam revisão dos salários para servidores
PC alerta para notícias falsas sobre carteira de identidade
TJMG participa do anúncio das obras de quartel dos Bombeiros
Polícia Civil lança site sobre desaparecimento de pessoas
Polícia de Meio Ambiente lança Operação “Curupira”
Forças de segurança protestam por reajuste