Coelho e Galo brigam por classificação

A Arena Independência será palco neste sábado (24), às 16h30, de mais um capítulo do clássico das multidões, que coloca frente a frente América e Atlético.

A Arena Independência será palco neste sábado (24), às 16h30, de mais um capítulo do clássico das multidões, que coloca frente a frente América e Atlético. A partida é válida pela sétima rodada do Campeonato Mineiro e promete fortes emoções. Líder geral da competição com 14 pontos, o Coelho chega em melhor momento que o Galo, que ocupa a primeira colocação do Grupo B com 10 pontos. O duelo marca o encontro entre a experiência do técnico Felipão, do Galo, e a juventude de Cauan de Almeida, que comanda uma equipe profissional pela primeira vez na carreira.

O Atlético sustenta um longo tabu em clássicos contra o América no Campeonato Mineiro. Em jogos disputados pelo Estadual, o Galo não é derrotado pelo Coelho desde 2016. O último revés do Atlético diante do América no Mineiro ocorreu justamente na final da edição de 2016. Em 1° de maio daquele ano, o Coelho contou com dois gols de Danilo Barcelos para superar o Galo por 2 a 1, no Independência, em Belo Horizonte. Lucas Pratto descontou para o time alvinegro.

A sequência invicta do Atlético no clássico começou justamente no segundo jogo daquela decisão, no Mineirão. No dia 8 de maio de 2016, os rivais empataram por 1 a 1 no Gigante da Pampulha, e o América conquistou o Estadual pela 16ª vez. O tabu em favor do Galo no Campeonato Mineiro já dura 16 jogos, com 11 vitórias alvinegras e cinco empates. Na somatória desses confrontos, o Atlético marcou 31 gols e sofreu 10.

Ainda que não tenha caráter eliminatório, o clássico desse sábado (24/2) não deixa de ser decisivo. Tanto Atlético como América podem garantir classificação às semifinais do Campeonato Mineiro ao fim da partida. Para assegurar o avanço, o Galo precisa vencer o Coelho e torcer por um tropeço (empate ou derrota) do Villa Nova diante do Tombense. O América, por sua vez, pode garantir vaga nas semis até mesmo com derrota – desde que o Athletic perca para o Uberlândia. O clássico desse sábado será disputado às 16h30, no Independência, em Belo Horizonte. O embate será válido pela sétima rodada do Estadual.

AMÉRICA

O América não vence o Atlético pelo Mineiro há 16 jogos. Neste sábado (24/2), às 16h30, no Independência, o Coelho entra em campo diante do rival alvinegro em busca da classificação às semifinais estadual. A equipe alviverde vem embalada por bons números para quebrar o tabu contra o Galo. Invicto, o América acumula as melhores marcas no Mineiro. Dono da melhor campanha e na liderança geral, com 14 pontos, o time obteve quatro vitórias e dois empates em seis jogos. O Coelho tem o melhor ataque e a melhor defesa do campeonato. Até então, são 16 gols marcados e apenas um sofrido.

Com o time bem encaixado, o técnico Cauan de Almeida conseguiu recuperar os jogadores de defesa – que terminaram o 2023 em baixa, já que o América foi o mais vazado do Brasileiro (81 gols sofridos). Cauan também encontrou o ‘trio ideal’ para o meio-campo – com Alê, Juninho e Moisés – e deu chance a Renato Marques, que está na briga pela artilharia.

Artilheiro do América, Renato Marques, de apenas 20 anos, é o homem de referência no ataque alviverde. Com a saída de Mastriani, o jovem assumiu a titularidade e tem sido o destaque. Em cinco jogos, são quatro gols e uma assistência. O artilheiro do Mineiro é Igor Bahia, do Tombense. Com seis gols em seis jogos, ele divide a marca com Mastriani, que balançou a rede seis vezes nas duas primeiras rodadas e foi vendido pelo Coelho ao Athletico-PR por R$ 10 milhões no fim de janeiro.

Renato Marques, do América, e Hulk, do Atlético, estão logo atrás, com quatro gols cada. Logo depois, vem Dinenno, do Cruzeiro, com três. Com faro apurado e ‘decisivo’, Renato já deixou sua marca no clássico diante do Cruzeiro. Ele marcou o primeiro tento da vitória por 2 a 0 e agora busca ampliar o número de gols contra o Galo.

FICHA TÉCNICA

Motivo: 7ª rodada do Campeonato Mineiro

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)

Horário: 16h30 (de Brasília)

Data: 24 de fevereiro, sábado

AMÉRICA

Dalberson; Mateus Henrique, Ricardo Silva, Júlio César (Éder) e Marlon; Alê; Fabinho, Juninho, Moisés e Vitor Jacaré; Renato Marques. Técnico: Cauan de Almeida.

ATLÉTICO

Everson; Saravia, Bruno Fuchs, Jemerson e Guilherme Arana; Edenílson (Otávio), Battaglia, Scarpa e Igor Gomes; Hulk e Paulinho. Técnico: Felipão.

ÁRBITRO: Rodrigo José Pereira de Lima

O AMÉRICA de Juninho e o Atlético de Scarpa medem forças neste sábado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Ciclo de Formação do Selo Unicef avalia as conquistas e faz revisão
Ciclo de Formação do Selo Unicef avalia as conquistas e faz revisão
KAMILA 4
Montes-clarense conquista os EUA
América fará jogo-treino com o Athletic no próximo sábado
América fará jogo-treino como Athletic no próximo sábado
Atlético defende a ponta contra o Rosário
Atlético defende a ponta contra o Rosário
Milito ‘abre o coração’ e faz pedido à torcida do Atlético
Milito ‘abre o coração’ e faz pedido à torcida do Atlético
Fiascos levam o Cruzeiro a demitir técnico
Fiascos levam o Cruzeiro a demitir técnico
Cruzeiro projeta estreia com pé direito
Cruzeiro projeta estreia com pé direito
Atlético mira estreia com vitória
Atlético mira estreia com vitória
Tombense e Cruzeiro jogam neste domingo
Atlético fica fora do top 10 dos patrocínios
América tenta avançar em Maringá
Associação Jaíba Olímpica firma parceria com a Vale S/A
Com novo técnico, América vai tentar ser campeão após 7 anos
Itabirito vende o mando de campo e pegará o Atlético em Brasília/DF
Atlético pode repatriar Bernard
Fernando é demitido do cargo de técnico da Seleção Brasileira
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Lava-jato era usado com o ponto de tráfico de drogas
Recurso vai definir se polícia pode criar site para identificar envolvidos
Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG