CERH aprova equiparação de entidades a Agências de Bacia Hidrográfica

O Conselho Estadual de Recursos Hídricos de Minas Gerais (CERH-MG) aprovou a equiparação de entidades às Agências de Bacia Hidrográfica.

O Conselho Estadual de Recursos Hídricos de Minas Gerais (CERH-MG) aprovou a equiparação de entidades às Agências de Bacia Hidrográfica. Entre as aprovações, destacam-se a equiparação da entidade Peixe Vivo, que passa a atuar em todo o território da Bacia do Paraopeba, e também a aprovação de uma única entidade para toda a Bacia do Rio Grande.

As equiparações de entidades às agências têm como objetivo fortalecer a atuação dessas entidades na gestão dos recursos hídricos em suas respectivas regiões, contribuindo para uma gestão mais eficiente e integrada dos recursos hídricos em Minas Gerais.

Foi aprovada a equiparação de entidade à Agência de Bacia Hidrográfica do Rio Paraopeba, e a equiparação de entidades às Agências de Bacia Hidrográficas dos Comitês Nascentes do Rio Grande (GD1/ GD2), Vertentes do Rio Grande (GD2), Entorno do Reservatório de Furnas (GD3), Rio Verde (GD4), Rio Sapucaí (GD5), Afluentes Mineiros dos Rios Mogi-Guaçu e Pardo (GD6), Afluentes Mineiros do Médio Rio Grande (GD7) e Afluentes do Baixo Rio Grande (GD8).

“Entre as deliberações aprovadas nesta quarta-feira, destacam-se as duas aprovações para equiparação de entidade em duas regiões extremamente importantes para Minas Gerais. Primeira é a Bacia do Rio Paraopeba, bacia estratégica para o Estado, principalmente no que tange ao abastecimento público da região metropolitana, onde a gente passa agora a ter a equiparação da entidade Peixe Vivo para atuar em todo o território da Bacia do Paraopeba. A segunda é uma grande inovação porque se trata de uma única entidade para a toda bacia mineira afluente do Rio Grande. Esse foi um trabalho de maturidade dos comitês mineiros que se organizaram e definiram que seria mais estratégico para eles terem uma única entidade”, comenta o diretor-geral do Instituto Minero de Gestão das Águas, Marcelo da Fonseca.

Além da aprovação das equiparações de entidades às Agências de Bacia Hidrográfica, a reunião do CERH-MG também foi marcada pela aprovação de deliberações que estabelecem atualização da metodologia de preços públicos para a cobrança pelo uso de recursos hídricos em 11 bacias hidrográficas de Minas.

A cobrança busca incentivar a racionalização do uso da água, o combate ao desperdício e a preservação dos mananciais. Entre as bacias contempladas estão a do Rio Manhuaçu, Rio Piranga, afluentes mineiros dos Rios Preto e Paraibuna, Rio Suaçuí, afluentes mineiros dos Rios Pomba e Muriaé, afluentes mineiros do Rio Piracicaba, Rio Santo Antônio, Rio Caratinga, e Rios Piracicaba e Jaguari.

Além da busca pelo uso sustentável da água, os recursos arrecadados com a cobrança são destinados ao financiamento de programas e projetos que visam à conservação e recuperação dos recursos hídricos.

CERH aprova equiparação de entidades a Agências de Bacia Hidrográfica
A cobrança pelo uso de recursos hídricos busca incentivar a racionalização do uso da água, o combate ao desperdício e a preservação dos mananciais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
DPMG realizará mutirão em São Francisco
DPMG realiza Mutirão das Famílias nesta sexta
Fórum abordará influência das redes na carreira profissional
Fórum abordará influência das redes na carreira profissional
Lote sujo preocupa moradores e comerciantes
Lote sujo preocupa moradores e comerciantes
Empresa vencedora vai executar obra de cratera
Empresa vencedora vai executar obra de cratera
Entidades empresariais realizam o Acelera 3.0 na cidade no dia 22
Entidades empresariais realizam o Acelera 3.0 na cidade no dia 22
Com uso de drone, homem desaparecido é encontrado
Com uso de drone, homem desaparecido é encontrado
Obra da ponte do JK avança e deverá ser concluída em maio
Obra da ponte do JK avança e deverá ser concluída em maio
Jovem que ingeriu colher deixa hospital sem finalizar tratamento
Projeto MP em Movimento será lançado hoje em MOC
TRE instala posto temporário na Assembleia Legislativa
Amams promoverá encontro para discutir assistência social
Januária passará por inspeção técnica na Comarca
Lançamento será em Montes Claros no dia 18
Secretário exalta relevância de programa que atende a região
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG
Emater investe R$ 2,6 mi em qualificação de colaboradores
Reforço na fiscalização ambiental em Minas
Dupla detida suspeita de tráfico de drogas
Homem condenado a 14anos de prisão por homicídio
Pássaros da fauna silvestre apreendidos