[views count="1" print="0"]

Câmara adia decisão sobre futuro de ex-prefeito

Rejeição de contas pelo TCE pode impedir Ruy Muniz de voltar a disputar a Prefeitura em 2024

A Câmara Municipal de Montes Claros adiou para esta quarta-feira, às 9h30, a reunião extraordinária marcada para a manhã dessa segunda-feira, para apreciar e votar as contas da administração do ex-prefeito Ruy Muniz/Zé Vicente, rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE), que pode deixá-los inelegíveis e impedi-los de voltar às urnas nas eleições de 2024. Embora procurado pelo Legislativo para notificá-lo, Muniz não foi localizado e não compareceu à reunião. Zé Vicente esteve presente na Câmara acompanhado do advogado Leandro Aguiar.

A reunião foi aberta normalmente pelo presidente da Câmara, Junior Martins, do Cidadania, na manhã de ontem, mas como uma das partes interessadas não estava presente, foi encerrada e marcada outra para quarta-feira também pela manhã. Caso Ruy não compareça novamente, a terceira reunião foi definida para a próxima sexta-feira às 10h30 e, caso ele não esteja presente, o parecer do TCE pela rejeição das contas será mantido. Se isso ocorrer, o ex-prefeito deve ficar inelegível e não poderá colocar seu nome à apreciação do eleitorado montes-clarense, mais uma vez, já que está disposto a voltar a concorrer à Prefeitura.

Presidida pelo vereador Wilton Dias, do PTB, a Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas da Câmara Municipal emitiu parecer favorável à manutenção do parecer do TCE, pela rejeição das contas. Para manter ou rejeitar o parecer do TCE são necessários dois terças da Câmara, o que significa os votos de 16 dos 23 vereadores, como dispõe artigo 71 da Lei Orgânica Municipal (LOM), que trata da apreciação e julgamento das contas dos ex-prefeitos pelo Legislativo.

SUPLEMENTAÇÃO – A irregularidade apontada pelo TCE se refere ao pedido de suplementação orçamentária feito pelo então prefeito à Câmara, que não foi publicado no Diário Oficial do Município, por erro técnico, de acordo com o advogado Leandro Aguiar, frisando que trata-se de irregularidade sanável. Lembra que a medida não foi anulada nem revogada.

REPERCUSSÃO – A votação do parecer do TCE sobre as contas do ano de 2016 da administração Ruy Muniz/Zé Vicente pela Câmara Municipal repercutiu entre os vereadores e no meio político de Montes Claros. A repercussão foi maior pelo fato de o ex-prefeito se apresentar hoje como pretenso candidato à Prefeitura, nas eleições de 6 de outubro do ano que vem. Caso o parecer seja mantido, o ex-chefe do Executivo pode ser declarado inelegível e não poderá voltar às urnas. O ex-prefeito também responde a vários processos na Justiça, também referentes à sua gestão.

Ruy Muniz foi preso pela Polícia Federal de Montes Claros, no dia 18 de abril de 2016, acusado de reter recursos do SUS destinados a quatro hospitais para beneficiar, em contrapartida a unidade de saúde de seu grupo empresarial. Por isso, o Tribunal Regional Federal determinou seu afastamento da Prefeitura. Com isso, o vice, Zé Vicente assumiu o comando do Município no dia 16 de maio daquele ano e concluiu o mandato.

Câmara adia decisão sobre futuro de ex-prefeito
Vereadores podem definir o futuro político do ex-prefeito Ruy Muniz nesta semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Municípios terão recursos para retomar obras paradas
Municípios terão recursos para retomar obras paradas
Deputado libera recursos para mobilidade urbana
Deputado libera recursos para mobilidade urbana
Câmara defende atenção à saúde e infraestrutura
Câmara defende atenção à saúde e infraestrutura
Maurício recebe convites para disputar a Prefeitura
Maurício recebe convites para disputar a Prefeitura
Deputado vê omissão com recursos hídricos
Deputado vê omissão com recursos hídricos
Governo vai retomar obra rodoviária na região
Governo vai retomar obra rodoviária na região
Deputado comemora renegociação das dívidas
Deputado comemora renegociação das dívidas
Governo garante obras para a região
Governo garante obras para a região
Projeto aprovado pelo Senado vai novamente para a Câmara Federal
TSE vai iniciar análise das resoluções na terça
Governo pagará parcelas da dívida com os municípios
Assembleia recebe vetos parciais ao PPAG e ao Orçamento de 2024
Prefeituras recebem segundo decênio do FPM de fevereiro
Programa Jovem Senador 2024 já recebe inscrições
Projeto define regras para proteger aposentado no crédito consignado
Câmara aprova PL que institui a Semana de Prevenção ao Bullying
BANNER 2
Rotary repassa recursos ao Lar Padre Henrique
Projeto aprovado pelo Senado vai novamente para a Câmara Federal
PF recaptura condenado a 96 anos que participou da Chacina de Unaí
Mulher baleada no rosto e braço em São João do Paraíso com 38
Retido ônibus com mercadorias avaliada sem R$ 200 mil na BR-135 em Montes Claros