Assembleia fará seminário para discutir crise climática

Objetivo é viabilizar políticas públicas para a convivência com os fenômenos climáticos extremos

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizará seminário para discutir a crise climática. O anúncio foi feito pelo presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Tadeu Martins Leite, o Tadeuzinho, do MDB, em entrevista coletiva na última quinta-feira, quando também discorreu sobre as negociações da dívida de Minas com a União, de cerca de R$ 162 bilhões que motivou a primeira reunião do governador Romeu Zema, do Novo, com o presidente Lula, do PT, semana passada no Palácio do Planalto, em Brasília-DF.

Segundo o parlamentar, essa discussão técnica vai envolver mais de 60 instituições, que vão apresentar sugestões de iniciativas de responsabilidade dos governos federal e estadual. O objetivo é viabilizar políticas públicas de caráter estruturante para a convivência com os fenômenos climáticos extremos, como secas severas e chuvas torrenciais. “Não podemos esperar o problema acontecer. Vamos fazer um trabalho longo, perene, para que, ao final do ano, já tenhamos resultados positivos para amenizar tanto a seca severa que assola parte do Estado, mas também os problemas que as fortes chuvas trazem em outras áreas”, explicou.

De acordo com Tadeu Martins Leite, serão realizados encontros no interior do Estado, com a participação de especialistas do meio acadêmico, para contribuir com a elaboração de um relatório técnico, que vai subsidiar a atuação da ALMG e de órgãos públicos estaduais e federais.

“As universidades estarão muito envolvidas, para aproveitarmos o máximo possível do conhecimento científico, para que possamos amenizar o problema de tantas pessoas que sofrem com a seca, perdendo suas plantações, seu gado, mas também de outras pessoas que sofrem com o excesso de chuvas”, afirmou.

O lançamento do Seminário Técnico “Crise Climática em Minas Gerais: Desafios na Convivência com a Seca e a Chuva Extrema” será nesta quinta-feira, 14. Pela manhã, a partir das 9 horas, serão realizadas discussões com autoridades e especialistas. À tarde, a partir das 14 horas, grupos temáticos vão debater proposta de trabalho, a metodologia e o cronograma do evento, que deverá ser realizado no segundo semestre.

Assembleia fará seminário para discutir crise climática
A Assembleia Legislativa de Minas Gerais realizará seminário para discutir a crise climática

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
CIMAMS
Cimams reforça pedido de pavimentação de estrada
Prefeitos pressionam pela rejeição de projeto
Prefeitos pressionam pela rejeição de projeto
Santiago celebra homologação do recapeamento da MGC-496
Santiago celebra homologação do recapeamento da MGC-496
Prefeito oficializa o Termo de Recuperação Fiscal da Esurb
Prefeito oficializa o Termo de Recuperação Fiscal da Esurb
Eleitor tem menos de um mês para regularizar o título
Eleitor tem menos de um mês para regularizar o título
Amams participa de mobilização em Brasília
Amams participa de mobilização em Brasília
Délio assume cadeira na Câmara dos Deputados
Délio assume cadeira na Câmara dos Deputados
Urna eletrônica terá nova voz para eleitores cegos ou com baixa visão
PL apresenta pré-candidato à Maçonaria
Prazo para filiação a partido político acaba neste sábado
Audiência na Assembleia aponta entraves para pacientes em Minas
AMM promove webinário sobre eleições municipais
CNM celebra manutenção da desoneração da folha
Semiárido conta com R$ 17,6bilhões do FNE para 2024
Governo suspende benefício de importadores de leite do estado
Governo mapeia demandas do mercado de trabalho
Lava-jato era usado com o ponto de tráfico de drogas
Recurso vai definir se polícia pode criar site para identificar envolvidos
Vaca cai em reservatório de 4 metros de profundidade
TJMG realiza Mutirões do Júri em comarcas do interior de MG