[views count="1" print="0"]

Governo avança para viabilizar projetos na região

Estado atende Amams e anuncia desburocratização de licenças ambientais no Norte de Minas

O Governo de Minas atende reivindicação da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) e estará agilizando a apreciação das licenças ambientais do Norte de Minas para agilizar a implantação dos projetos produtivos. A medida é fundamental para acelerar a implantação de empreendimentos fundamentais para acelerar o desenvolvimento socioeconômico regional, como o Projeto Bloco 8 da SAM Metais, que pretende investir US$ 2,1 bilhões na extração de minério de ferro na região de Grão Mogol, com a criação de centenas de empregos diretos e indiretos. A demora na solução das questões ambientais tem irritado a direção do empreendimento, que admite até desistir de implantá-lo.

O superintendente de Desenvolvimento de Potencialidades Regionais da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Sampaio Melo, explicou a situação ao presidente José Nilson Bispo, o “Nilsinho”, prefeito de Padre Carvalho. Os dois participaram do 1º Fórum de Desenvolvimento Regional realizado em Salinas nos dias 28 e 29 de setembro. Rodrigo Sampaio Melo disse ainda que o governador Romeu Zema, do Novo, cobrou agilidade para a liberação da licença da SAM Metais, que está com projeto pronto para começar a operar em Padre Carvalho e em Grão Mogol. Segundo ele, foi enviado à região para avaliar a situação.

Na semana passada, durante o fórum, a Amams cobrou do governo do estado o fim da burocracia ambiental no Norte de Minas como forma de gerar aproximadamente 30 mil empregos na região e impulsionar seu desenvolvimento, com reflexos diretos na qualidade de vida da população. Citou como exemplo o projeto da SAM Metais, que tramita a 13 anos, aguardando a licença ambiental. O projeto de U$ 6 bilhões vai gerar 6.200 empregos, assim como o projeto da barragem de Jequitaí e outros, como da barragem de Berizal e que podem contribuir gerar centenas de milhares de empregos no Norte de Minas, contribuindo para o combate ao desemprego.

Na manhã dessa segunda-feira, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, explicou que estará se reunindo com a secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marília Melo, para discutir a tramitação dos projetos do Norte de Minas, que dependem de licença ambiental e identificar quais são os gargalos a serem corrigidos.

MOBILIZAÇÃO – Ao visitar o Norte de Minas em fevereiro deste ano, o vice-governador Mateus Simões, do Novo, manteve contatos com lideranças políticas e retornou a Belo Horizonte convencido de que a região considera a implantação do projeto Bloco 8 da SAM Metais essencial para o seu desenvolvimento. Durante a visita aos municípios norte-mineiros, o substituto eventual do governador Romeu Zema, do Novo, recebeu manifestações de prefeitos e representantes de entidades de classe sobre a importância do empreendimento que aguarda o licenciamento ambiental para iniciar as obras de instalação.

CELERIDADE – Um dos grandes apoiadores do projeto de mineração da SAM, no Norte de Minas, deputado estadual Arlen Santiago, do Avante, presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, organizou reunião entre Mateus Simões, secretarias de Estado e a SAM, no Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), em que se discutiu a questão. O objetivo foi unir esforços para a celeridade nas análises do empreendimento.

Por meio de carta ao governo, os acionistas da empresa chinesa ficaram certos de que o governo estadual valoriza os investimentos que virão para Minas Gerais e que o empreendimento é prioritário para o Estado. A SAM, por sua vez, reafirmou seu compromisso em desenvolver um projeto seguro para o Norte de Minas.

INVESTIMENTO – O investimento previsto pela empresa Sul Americana de Metais (SAM) para o Projeto Bloco 8 é de US$ 2,1 bilhões para a extração de minério de ferro de baixo teor (média de 20%) e a transformação do minério em produto de alta qualidade no Norte de Minas Gerais. O tratamento do material a ser realizado no local viabilizará o aumento de sua concentração de 20% para um teor de 66,5%.

Governo avança para viabilizar projetos na região
O presdente da amams, José Nilson Bispo e o representante do governo, Rodrigo Sampaio Melo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

Prefeitura anuncia mais um pacote de obras
Prefeitura anuncia mais um pacote de obras
Vices firmam aliança para eleições municipais
Vices firmam aliança para eleições municipais
Pacheco garante emenda de R$ 2 milhões para Patis
Pacheco garante emenda de R$ 2 milhões para Patis
Municípios terão recursos para retomar obras paradas
Municípios terão recursos para retomar obras paradas
Deputado libera recursos para mobilidade urbana
Deputado libera recursos para mobilidade urbana
Câmara defende atenção à saúde e infraestrutura
Câmara defende atenção à saúde e infraestrutura
Maurício recebe convites para disputar a Prefeitura
Maurício recebe convites para disputar a Prefeitura
Deputado vê omissão com recursos hídricos
Deputado vê omissão com recursos hídricos
Projeto aprovado pelo Senado vai novamente para a Câmara Federal
TSE vai iniciar análise das resoluções na terça
Governo pagará parcelas da dívida com os municípios
Assembleia recebe vetos parciais ao PPAG e ao Orçamento de 2024
Prefeituras recebem segundo decênio do FPM de fevereiro
Programa Jovem Senador 2024 já recebe inscrições
Projeto define regras para proteger aposentado no crédito consignado
Câmara aprova PL que institui a Semana de Prevenção ao Bullying
BANNER 2
Governo autoriza contratação de 68 profissionais para o HU
PC prende padrasto por abusos cometidos contra enteada
Homem desaparece em Espinosa
Cão ajuda PM a encontrar drogas
Preso acusado de espancamento no Santo Inácio por causa de dívida em boteco