[views count="1" print="0"]

Educação atua no combate às arboviroses

Continua até esta sexta-feira (9/ 2), a programação da Jornada Pedagógica 2024, realizada pela Prefeitura de Montes Claros, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME).

Continua até esta sexta-feira (9/ 2), a programação da Jornada Pedagógica 2024, realizada pela Prefeitura de Montes Claros, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME). Na programação dessa quarta-feira (7), a SME reuniu diretores de todas as unidades escolares no auditório do Centro Cultural Hermes de Paula para o planejamento e orientações sobre o Programa Saúde na Escola e sobre os projetos educacionais que serão realizados ao longo do ano letivo.

“Muitos projetos são realizados em parceria com outros órgãos e instituições e também com a iniciativa privada, e precisamos alinhar as diretrizes para que tudo transcorra com organização e tranquilidade, sempre em consonância com a proposta pedagógica do Sistema Municipal de Ensino”, explica a secretária de Educação, professora Rejane Veloso.

De acordo com Nilza Pereira Dias, referência técnica do Programa Saúde na Escola, as ações do programa são realizadas em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. “Essa parceria é fundamental para a efetividade das ações, principalmente nesse momento em que aumentaram os índices das arboviroses e é importante que a comunidade escolar esteja preparada para contribuir com o trabalho de prevenção realizado pela Saúde”, observa.

O agente de combate às endemias Ramon Queiroz de Melo, que atua no Programa de Controle de Doenças Transmitidas pelo Aedes aegypti, da Secretaria Municipal de Saúde, apresentou o Boletim Epidemiológico, Levantamento Rápido de Índices para o Aedes aegypti e o Plano de Ação de Combate às Arboviroses, com orientações para combater a proliferação do mosquito. “Nosso desafio é trabalhar a sensibilização da população quanto aos cuidados necessários para evitar uma possível epidemia. E a participação das escolas é fundamental para o sucesso desse trabalho”, conclamou.

Coordenadora de projetos educacionais da SME, Antônia Deuslange Ribeiro de Oliveira também apresentou as diretrizes para participação das escolas nos projetos educacionais e destacou a importância de realizar as ações em consonância com essas diretrizes, para que o processo ensino-aprendizagem possa ser fortalecido. “É um trabalho coletivo, e todos têm um papel importante que precisa estar alinhado, em rede, para que possamos alcançar o resultado efetivo em todos os projetos”, explicou.

CURSOS

Na terça-feira, a programação da Jornada Pedagógica incluiu cursos de formação de professores do Berçário, Maternal I, Maternal II e supervisores pedagógicos da Educação Infantil, na Escola Municipal Geraldo Pereira de Souza (bairro Santa Lúcia); formação para professores do 5º ano (ensino regular), professores eventuais e supervisores pedagógicos da educação do 1º ao 5º do Ensino Fundamental da Escola Municipal Dona Vidinha Pires; e planejamento com professores e supervisores pedagógicos da Educação de Jovens e Adultos – EJA (1º e2º segmentos).

Realizada no período de 5 e 9 de fevereiro, a Jornada Pedagógica 2024 traz como tema “Educação inclusiva, gestão e estratégias pedagógicas”. Realizada anualmente, sempre no início do ano escolar, o objetivo é promover o aperfeiçoamento e aprimoramento das atividades educativas dos servidores do Sistema de Ensino.

A programação segue até esta sexta-feira, quando será realizada palestra com o tema “Brain Gym e a inclusão escolar: a Autorregulação como apoio à aprendizagem”, proferida pela professora Késcia Carvalho, das 8 às 11; e palestra sobre as “Boas práticas e inclusão em Saúde Mental”, proferida pelo médico psiquiatra Dr. Antônio Geraldo da Silva, das 14 às 17 horas.

Preservação ambiental também é arma de prevenção da dengue

A degradação ambiental contribui para o aumento da incidência de dengue. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMMA), trabalha a conscientização ambiental e a promoção de práticas sustentáveis, o que é essencial para engajar a população no combate ao Aedes aegypti.

A preservação do meio ambiente, através do descarte correto do lixo, da coleta seletiva e do combate aos lixões irregulares, tem um papel importantíssimo para diminuir a proliferação da dengue, já que o lixo mal descartado se torna um prato cheio para que o inseto possa se multiplicar.

A Prefeitura pede, assim, que a população faça sua parte, jamais descartando lixo e entulho em lugares inadequados e mantendo as residências sempre limpas, já que 99,97% dos focos foram encontrados nas residências, no primeiro LIRAa (Levantamento do Índice de Infestação do Aedes aegypti) do ano. Realizado entre os dias 15 e 24 de janeiro, o LIRAa apresentou números que requerem atenção, já que 8,3% dos imóveis visitados possuíam focos do mosquito.

PRONTOMENTE

A Prefeitura de Montes Claros, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), continua atenta e em constante monitoramento de diversos locais favoráveis à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Na manhã de segundafeira (5), uma equipe de agentes de combate a endemias (ACE) esteve no espaço onde por muitos anos funcionou o Hospital Prontomente (Vila Regina. O local recebeu recorrentes denúncias de moradores, que suspeitavam da existência de focos do mosquito.

Embora não esteja em funcionamento, existem guardas e vigias no local, e a equipe do CCZ responsável pelo território monitora o espaço de 10 em dias. Quando focos são encontrados, os agentes os eliminam, prevenindo a reprodução do mosquito. Robson Santos, agente de combate a endemias, explica que a conscientização da população é de fundamental importância para que o mosquito seja erradicado. “A maioria dos focos estão nas casas. Realizamos visitas constantes e fazemos nosso papel, mas a população precisa contribuir e fazer uma limpeza de rotina nos quintais”, disse o servidor.

Vale destacar que o município divulgou recentemente o primeiro LIRAa (Levantamento do Índice de Infestação do Aedes aegypti) do ano. Realizado entre os dias 15 e 24 de janeiro, o índice apresentou números que requerem atenção, já que 8,3% dos imóveis visitados possuíam focos do mosquito, um crescimento em relação ao último LIRAa de 2023 (realizado entre os dias 30 de outubro e 10 de novembro), que foi de 5,96%.

O crescimento, impulsionado pelas fortes chuvas das últimas semanas, certamente teria sido maior não fossem as diversas ações da Prefeitura, realizadas nos últimos meses, para conter o avanço do mosquito. Entre essas ações destacam-se a intensificação das visitas domiciliares e educativas, mutirões de limpeza, resgate de casas fechadas e bloqueios de transmissão com UBV portátil, sempre priorizando as microrregiões com maiores índices de infestação e casos notificados.

Vale lembrar que, para o Ministério da Saúde, índices inferiores a 1% são considerados como baixo risco; 1% a 3,9%, médio risco; e acima de 3,9%, alto risco de infestação do Aedes. Os locais em que foram encontrados criadouros do Aedes aegypti com maior frequência foram:

• Depósitos móveis: vasos c/ plantas aquáticas, frascos com água, pratos de suporte para plantas, recipientes de degelo de geladeiras, bebedouros de animais, reservatório de climatizadores: 47,6%.

• Depósitos fixos: tanques de alvenaria, depósitos em obras, piscinas, sanitários em desuso, caixas de passagens, ralos, canaletas e peças arquitetônicas: 19,2%.

• Depósitos ao nível do solo: Armazenamento de água para consumo doméstico (barril, tina, tonel, tambor, depósito de barro, tanque, poço, cisterna, cacimba, etc.): 17,7%.

Denúncias da população sobre focos do mosquito podem ser feitas através do telefone (38) 2211-4400.

Educação atua no combate às arboviroses

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendadas a você

GOVERNO AUTORIZA CONTRATAÇÃO DE 68 PROFISSIONAIS PARA O HU
Governo autoriza contratação de 68 profissionais para o HU
Mutirão recolhe 350t de inservíveis na cidade
Mutirão recolhe 350t de inservíveis na cidade
Programa chega a Taiobeiras
Programa chega a Taiobeiras
Médico recebeu título de Cidadão Honorário
Médico recebeu título de Cidadão Honorário
Situação da BR-251 pauta mobilização
Situação da BR-251 pauta mobilização
Mutirão de limpeza contra o Aedes aegypti mobiliza 35 municípios
Mutirão de limpeza contra o Aedes aegypti mobiliza 35 municípios
Santa Casa de Montes Claros A Unilever anunciou um investimento de R$ 80 milhões para a Unilever investe R$ 80 mi em Pouso Alegre discute planejamento estratégico
Santa Casa de Montes Claros discute planejamento estratégico
Presidente do HAT busca apoio financeiro em Brasília
Presidente do HAT busca apoio financeiro em Brasília
Casos de dengue disparam e CCZ fará outro mutirão neste sábado
Projeto prevê obrigatoriedade de mamógrafo em municípios
Proposta cria programa para monitorar saúde e prevenir doença em idosos
Secretário e coordenador de Saúde explicam que município passa por momento atípicos de casos
Minas Gerais abre inscrições para curso de Trabalho e Saúde Mental
Publicados avisos de licitação para construção de duas UPAs
Câmara aprova projeto que vai beneficiar santas casas
Montalvânia adere a campanha de conscientização
BANNER 2
Governo autoriza contratação de 68 profissionais para o HU
PC prende padrasto por abusos cometidos contra enteada
Homem desaparece em Espinosa
Cão ajuda PM a encontrar drogas
Preso acusado de espancamento no Santo Inácio por causa de dívida em boteco